Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2014

Eu proponho que eliminemos as castas!

Imagem
Como uma romântica assumida, quando vi a capa do livro “A Seleção” pela primeira vez no site da Saraiva foi paixão a primeira vista. Eu tinha que comprar. Eu tinha que ler imediatamente. Quando descobri que se tratava da história sobre uma monarquia dividida em castas a curiosidade cresceu mais e mais. O príncipe precisava se casar , as garotas do país de Illéa se candidataram para participar da Seleção. 35 garotas vão para o palácio participar de um reality show . O prêmio? O coração do príncipe e ser a futura rainha de Illéa. Mas apenas o príncipe Maxon poderá escolher a vencedora. America Singer , uma garota da casta 5, foi obrigada pela mãe a se inscrever e para fugir do antigo namorado que quebrou seu coração pareceu uma boa oportunidade para sair da cidade. Porém sem esperanças de ser escolhida, PUFF, seu nome é chamado e o que mais temia se torna realidade. Ela irá ao palácio conhecer o príncipe. Acreditando que voltará logo para casa, a idealização de um príncipe arroga

Na minha opinião, todo mundo tem seu milagre.

Imagem
Hoje resolvi falar sobre um dos livros do queridinho do momento John Green . Não, não é “A Culpa das Estrelas”. Claro que eu poderia ficar horas e horas falando sobre Hazel Grace e Gus, mas deixarei para escrever após ver o filme, assim consigo dar uma crítica sobre os dois juntos. Hoje vim expressar minha opinião sobre “Cidade de Papel” . Um livro coerente e realista. Não estou dizendo que um amigo de infância irá invadir minha janela vestido de ninja pedindo para ajudá-lo a entrar em locais proibidos no meio da madrugada, mas sim pela complexidade e personalidade dos personagens. O resumo é mais ou menos assim: Q. tem uma amiga de infância, Margo , por quem sempre foi apaixonado e uma noite ela invade seu quarto para pedir que ele a ajude a realizar algumas tarefas. Após uma noite tumultuada, Margo desaparece e Q. tenta buscar pistas para encontrá-la. Em livros assim, tudo parece muito previsível, nem mesmo a desconfiança de Q. perante a morte de Margo desestabiliz

I’m volunteer!

Imagem
Jennifer Lawrence gritando no meio da colheita enquanto a irmãzinha havia sido sorteada como tributo me fez pensar: “ Ok Alessandra, desligue o filme e vá ler o livro antes que se arrependa mais”. Não desliguei. E assisti ao segundo filme mesmo assim. A cada cena me arrependendo mais e mais. Quando os créditos sobem, decido ir atrás dos livros. Não iria mais adiar. Ler “Hunger Games” de Suzanne Collins foi uma experiência que eu não passava a algum tempo já. Um livro que prendeu minha atenção do início ao fim, os três, sem exceção ou cena chata. E daí que já havia assistido ao filme? Parecia que cada fala da Katniss, eu a conhecia mais, cada tentativa do Peeta em se aproximar era mais amor em cada cena. Obviamente, há detalhes diferentes e em maior quantidade, o que faz “Jogos Vorazes” ser um livro envolvente e apaixonante . Se você não leu, ou não se recorda da história, vou resumir para facilitar: Panem é um país futurístico cuja geografia é dividida em 12 distrit

O Início

Imagem
Sejam Bem Vindos! Sei que a maioria de vocês vai apenas ignorar meus textos e dizer ‘mais um blog de livros e filmes’, mas não é essa a minha intenção. Há algum tempo, venho escrevendo minhas opiniões, classificando meus livros e filmes favoritos, meus autores e atores favoritos, escrevendo resenhas, fazendo listas e mais listas desde desejos a de classificações e é esse meu objetivo agora. Mostrar a vocês, quem se interessar, quem sou eu e meus gostos pessoais. Romances sempre foram meu foco, desde livros a filmes, aquelas histórias aguinha com açúcar e que no final tudo é lindo e maravilhoso (devo confessar que me deixam com os olhos marejados ou então me levam aos prantos mesmo), porém não abro mão de um boa fantasia, heróis, vilões, luta entre o bem e o mal . E por último, mas não menos amadas por mim, as distopias . Não sei a frequência que postarei, pretendo fazer toda a semana. Determinarei um dia e uma hora para posts novos. E pretendo seguir fielmente. Primeira