sexta-feira, 29 de junho de 2018

Words Challenge 2018 - Mulan

Olá amores!

Um dos textos que eu mais amei escrever, foi esse. A Mulan nunca foi minha princesa favorita, mas hoje enxergo sua importância na construção de quem eu mesma sou. Acho que a mensagem da personagem é uma das mais fortes e impactantes. As palavras que eu tinha que usar são as seguintes: espinho, estrela, gota, marrom, sabedoria e vidro. Espero que vocês realmente gostem, porque esse é especial.


Words Challenge 2018 - Mulan 

Garotas não podem ter cabelos curtos. 
Garotas não podem lutar. 

Garotas precisam ser delicadas, amorosas e gentis. 
Garotas precisam seguir um padrão pré-determinado por alguém que tinha muitos preconceitos e isso não é algo que aceito facilmente. 

Cada vez que sou julgada ou criticada por este pensamento é como se um espinho estivesse em meu dedo: incomoda, mas não me atinge. Eu sou a protagonista da minha própria história. Eu sou a heroína que sempre busquei nos contos infantis. Lembro bem do dia em que recebi um grilo da sorte para afastar todo o mal, a caixinha marrom está guardada até hoje para eu não me esquecer das crenças e de onde vim. 

Sei que não nasci com essa sabedoria, é algo que adquiri com o tempo, observando o mundo torna-se obscuro e cheio de regras ridículas. Gota a gota meu copo transbordou e eu aprendi que poderia sim fazer a diferença para minha família, para meu país. 

Hoje, ando sobre cacos de vidro. Irregulares e pontiagudos. Tenho medo de me machucar? Não, tenho medo de permanecer intacta. Isso significaria que as coisas não mudariam e eu não fiz o meu melhor. Não dei meu sangue. 

Estrelas brilham no céu como fogos de artifício silenciosos. Amanhã será outro dia e eu lutarei bravamente pelo que acredito. Lutarei pelo que sou.


Lembrem-se de ir para o Interrupted Dreamer ler o texto da minha amiga Pam, hein? Está maravilhoso! E me contem o que acharam o meu, deixem comentários!!!!

- Alessandra Salvia

terça-feira, 26 de junho de 2018

Conto: Aquele com o Dia dos Namorados

Olá amores!


Como vocês estão? Hoje, a resenha é rapidinha, porque é de um conto rapidinho, mas tão tão tão apaixonante que eu não poderia ignorá-lo aqui. "Aquele com o dia dos namorados" foi o presente que Denise Flaibam deu a nós, fãs de "Lilian e Gregório e a Segunda Chance". Caso você ainda não conheça a história, vou deixar abaixo os links de resenhas e compra dessa série maravilhosa que está disponível na Amazon.com, ok?


Resenha de "Mônica e Enzo e Todos os Dias": AQUI;
Compra de "Mônica e Enzo e Todos os Dias": AQUI;
Compra de "Aquele com o Festival de Verão": AQUI;
Resenha de "Lilian e Gregório e a Segunda Chance": AQUI;
Compra de "Lilian e Gregório e a Segunda Chance":AQUI;
Compra de "Aquele com o Dia dos Namorados": AQUI;


Você pode ler o livro da Lilian independente do livro da Mônica? Sim, pode, mas não é o recomendável, pois poderá haver spoiler do final da Mônica, PORÉM, a vida é feita para se apreciar, não é mesmo? O que faz valer toda a obra é o seu desenvolvimento e isso Denise Flaibam sabe fazer como ninguém. Lilian e Gregório são meu casal favorito e eu super gostaria que vocês lessem para entender esse meu amor todo por eles.

"Aquele com o Dia dos Namorados" é um pequeno conto que te fará matar a saudade desses personagens tão queridos! E eu confesso que nem sei o que dizer com medo de dar spoilers, rs. Lilian continua toda empolgada e desastrada, enquanto Gregório está mais intenso do que nunca. O relacionamento deles com toda a certeza está em outro nível e o sentimento é palpável. Sinto aquele tensão sexual entre eles, sinto o amor, o carinho, a dedicação... Há uma grande preocupação em se fazer melhor pelo outro. 

Terminei de ler esse especial com o coração em chamas querendo maaaaaaaaaais. A Denise foi uma linda em nos dar esse presente, mas Lilian e Gregório marcam tanto o leitor que é impossível querer parar. Ainda mais com o acontecimento final. MEU DEUS! Acho que isso abre grandes possibilidades para futuras histórias, certo Denise? E não aceito 'não' como resposta. HAHAHAHAHA

AAAA, leiam, leiam, leiam. Sei que a resenha foi meio decepcionante, mas é porque eu não posso dar mais detalhes. Joguem-se nessas obras e vão entender o porquê super recomendo. É sensível, é gostoso de ler, é delicado. Vocês não vão se arrepender!

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - MARAVILHOSO!

- Alessandra Salvia

domingo, 24 de junho de 2018

Livro: Linha da Vida

Olá amores!

Com alegria, trago para vocês um livro que me prendeu do início ao fim e ainda me deixou com depressão pós-livro porque vou confessar: Juliana Dantas, você sabe o que faz! HAHAHA A autora tem vários livros publicados na Amazon e eu farei questão de trazer resenha de todos a vocês, mas por enquanto vamos com "Linha da Vida", tudo bem?




Thomas Hardy é o chefe dos residentes no hospital Chicago Mercy e um mulherengo sem vergonha. Ele mesmo sabe que não presta e assume que só está em busca de diversão. Porém, quando o novo grupo de médicos chega ao hospital, Thomas se vê em frente a Liz Spencer, uma antiga namorada que reacende aquele sentimento até então adormecido. Oito anos se passaram, mas as mágoas permanecem. Será que Liz consegue lidar com a situação?

A obra é extremamente envolvente e desde os primeiros capítulos me vi torcendo por aqueles personagens. Thomas é um safado, mas ele tem um coração e Liz é aquela típica garota como nós, que tem sonhos, que acredita no melhor das pessoas e muitas vezes se decepciona por ter que abrir mão daquilo que deseja para o outro. Com o passar dos anos, Liz amadurece e sua força impacta Thomas ainda mais do que antes. Ambos são muito bem construídos e por mais que haja cenas mais quentes na obra, todas são muito bem colocadas, não há excesso e são condizentes com os sentimentos e necessidades do enredo.



As temáticas abordadas são outro assunto que preciso destacar, porque quando você começa a ler, até pode pensar que será apenas mais um romance erótico que logo mais será esquecido, mas nããããão. Temos assuntos importantes abordados aqui, há reflexões e grandes revelações, principalmente por parte de Liz. A relação familiar, os sonhos construídos e que se tornarão ou não realidade, os limites pessoais, o perdão, a segunda chance... "Linha da Vida" é realmente como a vida real, surpreendente e cheia de obstáculos que precisam ser levados como impulsos e aprendizado.

E por mais que eu seja totalmente contra algumas escolhas que Liz teve no passado, entendi seus motivos e fiquei feliz pela resolução de toda a problemática. O amadurecimento de Thomas é outro ponto que merece ser apontado como algo positivo. 



Sendo assim, super indico a obra se você gosta de uma história recheada de amores, dramas e superações. E fazendo um paralelo rapidinho... Fãs de Greys Anatomy vão se apaixonar por essa história! ♥  Corre para adquirir o seu e-book lá na Amazon, só clicar AQUI.

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - Não conseguia parar de ler!

- Alessandra Salvia

quinta-feira, 21 de junho de 2018

TAG: Playlist para Livros

Olá amores,

Hoje, trago uma TAG indicada pela Lais do Tear de Informações, na qual vamos misturar duas paixões: música e livros. Que tal? Sintam-se a vontade para fazerem também! 
Porém, vou fazer um pouco diferente do que foi proposto, rs. Colocarei letras de músicas que condizem com as obras, que tal? Acho que ficará mais interessante!


1) Uma música que me faz chorar:
Se você não leu o livro, talvez não entenda a profundidade que ele possui. "É Assim que Acaba" é devastador, se você consegue absorver toda sua força.



E uma música que me lembra a história é "Million Reasons" da Lady Gaga, posso até dizer uma parte específica do livro, mas acho melhor vocês apenas sentirem...



2) Uma música longa demais:
Livro longo (e maravilhoso) é 'A Libélula no Âmbar':




Logo no primeiro trecho da música, eu já me lembro de Jamie e Clare... "Nothing Else Matters" do Metallica diz: "tão perto, não importa quão longe, não poderia ser muito mais vindo do coração, sempre confiando em quem somos e nada mais importa'. Tem como negar que isso é digno do casal Fraser? E é loooonga, rs.


3) Uma música que recomendo pra todo mundo:

Ultimamente, estou recomendando ao mundo os livros da Sarah J. Maas e não posso evitar de colocar os livros ACOTAR aqui. 



E para combinar com eles, a música que eu também recomendo ao mundo e que tem TUDO a ver com essa série é Skyfall da Adele.




4) Uma música apaixonada:
"Sr. Daniels" é um livro que quero reler em breve, pois é muito muito muito apaixonante!



E posso estar viajando, mas "Never be Alone" do Shawn Mendes me faz lembrar dessa história. Afinal, por mais que Ash e Daniel não possam ficar juntos por um grande segredo que não posso contar, pois estragaria todo o plot do livro, o amor é sempre presente:




5) Uma música nacional que me surpreendeu:
Um dos primeiros livros nacionais que li e me surpreendeu muito. Tanto que é um dos meus favoritos da vida:



Já a música, foi feita depois do lançamento do livro, mas toda vez que ouço "Me Espera" da Sandy e Tiago Iorc é impossível não lembrar de Rafa e Vivi...




Espero que tenham gostado. Foi um post muito bem pensado e gostoso de fazer para vocês! Se fizerem, marquem-me para eu conferir as respostas de vocês, ok? ;) 

P.S.: Paaaamzinha do Interrupted Deamer, por favorzinho, faz???

- Alessandra Salvia

terça-feira, 19 de junho de 2018

Livro: O Cobiçado 2 - Adam Oliver

Olá amores!


Como estão? Há algum tempo atrás, eu trouxe a resenha de "O Cobiçado" para vocês, um livro para fãs de realitys shows e hoje, é dia de "O Cobiçado 2", uma continuação direta, porém independente, ok? Você consegue ler esse segundo volume sem ter lido o primeiro, mas é indicado que vocês leiam na ordem para não ter spoilers.


Nessa obra, o foco será em Adam, o guitarrista da banda Four River e para quem não sabe nada sobre a série vou explicar: O Cobiçado é quase um The Bachelor, um solteirão em busca de um amor. E nesse livro, a autora Mari Scotti conseguiu nos provar de que a ideia de um reality em formato de livro funciona perfeitamente. Eu tive alguns problemas com o livro 1 em relação a rapidez do relacionamento, mas nesse segundo momento, consegui me envolver bem mais com as candidatas e com o drama abordado.

Com vinte e quatro misteriosas, tive uma certa dificuldade em lembrar quem era quem após a apresentação. Eu sou daquelas lerdas mesmo que não decora nomes logo de início e os números então... HAHAHA. Mas no decorrer da história as personalidades foram desenhadas e tornou-se mais fácil torcer e me achar no enredo. Não vou falar quem foi escolhida, mas adianto que gostei da escolha. Na verdade, eu estava em dúvida entre duas, então esperava me decepcionar com a escolha, rs. O que, felizmente, não aconteceu. 


Um ponto que preciso destacar é o ponto de vista de uma telespectadora a história, aquilo foi algo muito 'gente como a gente', sabe? Aproximou a história de nós, leitoras. 

Ficar no escuro quanto a escolha do Adam foi algo bem diferente. Uma experiência de leitura divertida, porque estamos muito acostumados com os finais previsíveis, né? E a maioria das vezes, já shippamos o certo desde o início. 

Superando o livro 1, "O Cobiçado 2" tem um lugar especial no meu coração. Adam trouxe seus problemas pessoais para o reality e em alguns momentos realmente fiquei emocionada, porque não é algo leve ou simples. E consegui perceber o quanto a perda do passado impactou em sua personalidade. 


O final da obra é puro amor e só digo que vocês precisam ler! Não tenho dúvidas que o Adam conquistará vocês também. Ah, e se vocês não gostam dessa premissa e tal, acho que deveriam dar uma chance pelo tipo de narrativa, é um romance que foge do óbvio e te surpreende, uma proposta bem realitys que tudo pode mudar a cada capítulo.

O Cobiçado - Resenha AQUI;
O Cobiçado - Comprar AQUI;
O Cobiçado 2 - Primeiras Impressões AQUI;
O Cobiçado 2 - Comprar AQUI;

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - Maravilhoso!

- Alessandra Salvia 

domingo, 17 de junho de 2018

Livro: A Outra

Olá amores!


Como estão? Alguns podem fazer paralelos com "A Usurpadora", pois a resenha é de um livro sobre gêmeas que trocam de lugar, porém gostaria de pedir para vocês deixarem os pré-conceitos de lado e abrirem o coração, pois a premissa encantadoramente envolvente para uma fã de dramalhões como eu. "A Outra" é da Juliana Dantas e está disponível na Amazon.


A premissa pode ser um pouco clichê, porém é uma história nova, com personagens diferentes e que geram questionamentos no leitor. De um lado, temos Melissa, uma escritora extremamente doce, amorosa e que busca a paz de um lar. Do outro, temos Melanie, uma mãe da família infeliz e amargurada, totalmente ousada e que quer fugir da pequena cidade de Lakewood. Uma não sabe da outra, mas com a doença da mãe, as irmãs se reúnem.

A troca das duas é feita e as coisas começam a se ajeitar quando Melissa assume vida de Melanie, pois tudo é uma bagunça só. O que eu mais amei na história foram as crianças, filhas da Melanie ♥. As meninas, principalmente, são as coisas mais fofas desse mundo e ver a dor do abandono da mãe, é de cortar o coração. Melanie é uma mãe complicada e muitas vezes, eu passei raiva com a sua falta de interesse, mas Melissa tem o papel de nos fazer enxergar a humanidade na irmã, há uma discussão séria sobre desejos pessoais da mulher ao tornar-se mãe, podemos abrir uma discussão aqui sobre o que é certo ou errado quando se trata da felicidade de alguém.


Li a obra em um dia e acho que ela tem o clima perfeito de outono, viu? A escrita da Juliana é deliciosa! Mergulhei naqueles capítulos e só queria que tudo se ajeitasse logo, queria uma segunda chance para cada um daqueles personagens. Connor é outro que merece destaque, porque por mais que ele seja aquele exemplo de homem, ele é maduro o suficiente para enxergar seus erros no casamento. A família pode vir sempre em primeiro lugar, mas tanto Connor quanto Melanie mostram que o ser humano existe mesmo após a paternidade.

Quando cheguei ao final, não queria me despedir de ninguém. Em determinada cena, meus olhos se encheram de lágrimas com a profundidade da ligação das irmãs, a forma como tudo se soluciona não é rápida, todos precisam de tempo para assimilar e aceitar as mudanças.  

Aproveitando a oportunidade, vale a pena acrescentar que "A Outra" é tão apaixonante que ganhou um conto especial, o chamado "Uma Vida Extraordinária". A continuação direta de "A Outra" precisa ser lida em sequência, pois é uma história diretamente para os fãs. É aquela parte cheia de detalhes que pedíamos para ter após o final do livro anterior, são cenas que nossa curiosidade pedia, porque os personagens são tão apaixonantes que é impossível não querer mais. 


"A Outra" - Link de compra AQUI;
"Uma Vida Extraordinária" - Link de compra AQUI;

Um livro sobre escolhas, mudanças e segundas chances. "A Outra" consegue sair do básico para nos contar uma história cheia de amor familiar e busca de sonhos. Eu fiquei apaixonada pela escrita da Juliana e já estou emendando uma nova leitura da autora, pois a forma como tudo acontece é tão envolvente que é impossível parar. Não deixem de conferir lá na Amazon, ok? Além, é claro, de deixarem os seus comentários aqui para discutirmos um pouco sobre a dica de hoje.

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - Favorito!

- Alessandra Salvia

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Words Challenge 2018 - Chapeleiro Maluco

Olá amores,

Mais um Words Challenge? UEBAAAAA! E esse é com uma temática meio maluca, rs. Eu e a Pâm do Interrupted Dreamer escrevemos um texto inspiradas no Chapeleiro da história da Alice no País das Maravilhas! E as palavras foram as seguintes: boca, mundo, problema, chá de limão, mágica e confusão. Vamos ver como ficou?


Words Challenge 2018 - Chapeleiro Maluco

Amarelo, verde, azul, diversos tons de rosa... Fitas de cetim, linhas, lãs, agulhas e tesouras... O arsenal está montado para eu deixar minha criatividade funcionar. Sou movido a desafios e a emoção. É como se a mágica tomasse conta do meu corpo. Sinto aquele calor familiar subir pelas bochechas quando a inspiração vem e eu me jogo na criação. Poderia ficar horas sentado em frente àquela mesa de madeira polida.

Corto e costuro. Prego um botão. Faço um laço. 

Uma pequena mão toca meu braço e desperto para o mundo real. Os cabelos loiros e o vestido azul me fazem sorrir, aquele brilho no olhar é o sinal de admiração que preciso. É o que basta para me fazer continuar. É o que basta para eu seguir meu sonho. 

- Meu chapeleiro favorito, gostaria de um chá de limão?

Um convite irrecusável. Aceito, mas é com dor na alma que deixo meu espaço colorido para viver um pouco a realidade. Alguns me acham louco, outros me acham doente. Poucos me veem como Alice me vê. Uma mente cheia de confusão que apenas precisa de atenção e carinho. 

Minha pequena não pára de falar enquanto serve o líquido quente na xícara com decoração com flores. Ela também coloca sob o pires os biscoitos de nata que derretem na boca, eu mesmo os fiz na noite passada. Alguns podem ver nossa relação com maldade, mas só nós sabemos o quanto a amizade que nos une é especial. Alice me respeita e não vê problema em eu ser esquisito, no fundo, eu até acho que ela gosta disso...

- E você? Quando vai comigo até o castelo da Rainha de Copas roubar algumas maçãs?


Dou uma gargalhada com vontade.

- E se te cortam a cabeça? Você é meio maluquinha, sabia Alice? 

- Vou te contar um segredo, meu querido amigo: as melhores pessoas são assim. ♥



O que acharam??? Opiniões sinceras! E malucas, por favor! rs 

- Alessandra Salvia

terça-feira, 12 de junho de 2018

Livro: O Amante da Princesa

Olá amores!

Escrever resenha sobre um livro que me deixou aos prantos é bem difícil, porque só de lembrar já dá um nó na garganta, porém vamos lá, rs. "O Amante da Princesa" é o segundo livro publicado pela Verus Editora da Larissa Siriani e hoje é dia de falar desse romance de época que roubará o coração de quem o ler.


A história é sobre Maria Amélia, uma das filhas de Dom Pedro que sob as mãos de Larissa Siriani, ela ganhará a chance de ser reconhecida. Não pense que o livro é baseado em fatos reais, pois é bem complicado termos notícias verídicas da verdadeira Amélia, porém aqui podemos deixar a imaginação correr solta e suspirarmos pelo apaixonante Klaus, o amigo do noivo da princesa que usará todo seu sotaque para nos conquistar!

Esse livro é perfeito para quem ama romances açucarados e poéticos. Cada diálogo, cada cena, cada olhar entre os personagens é carregado de emoção e promessas. Maria Amélia pode não ser a típica mocinha, afinal, ela não sonha com um amor arrebatador, ela tem consciência de sua responsabilidade para com seu título, mas também não deixa de ser alguém com vontades e opinião própria. Ela é uma personagem coerente, vemos em suas atitudes e pensamentos resquícios da educação que teve e da sociedade em que vive, mas também o desejo de liberdade e de livre arbítrio.


Já Klaus, é o meu personagem favorito! Usando palavras em alemão e a sinceridade, ele nos encanta!!!!! Seus sentimentos são sempre muito bem descritos e é sem dúvida o personagem que mais cresce na narrativa, pois no início ele parece todo incrédulo em relação ao amor, mas no final é o personagem mais corajoso e amoroso que existe. (Prova disso? Aquela carta final MARAVILHOSA). Já acostumei dizer que nunca mais lerei um poema de Shakespeare da mesma forma, após essa leitura, rs.

A narrativa é super gostosa, simples e direta. Os capítulos curtos e intercalados entre Amélia e Klaus dão agilidade na leitura e dão abertura para o leitor mergulhar na história pelos dois pontos de vista mais relevantes. Não há enrolação alguma e é aquele livro perfeito para uma tarde de outono com um cobertor e chocolate quente de companhia. 

Não posso falar que o livro é muito diferente do convencional, é clichê sim, é cheio de cenas previsíveis e sem grandes reviravoltas. Porém, o que me fez ler e amar é o sentimento daquelas páginasÉ o crescimento dos personagens, é a força do amorAquele sentimento puro e sincero, que realmente nos toca e nos faz sorrir. Com certeza, é um livro para chorar, mas também para sorrir e agradecer. Agradecer por aqueles pequenos momentos que nos fazem feliz, são eles que fazem toda a vida valer a pena.

Lançamento de 'O Amante da Princesa' em SP

Espero que tenham gostado da dica de hoje e deixem seus comentários para eu descobrir o que vocês esperam da leitura, ok? Vou adorar conversar com vocês!

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - Maravilhoso!

- Alessandra Salvia

sábado, 9 de junho de 2018

Livro: Corte de Asas e Ruína

Olá amores!

Alguém aqui já assistiu 'Meninas Malvadas'? Lembram daquela famosa  cena em que a Cady diz: 'Eu estava obcecada. Passava 80% do meu tempo falando sobre Regina George e os outros 20% restantes, eu torcia para que alguém falasse sobre Regina George, só para eu poder falar mais um pouco'? Pois, bem. Troque 'Regina George' por ACOTAR e serei eu. Para quem ainda não sabe, ACOTAR é a sigla em inglês da série da autora Sarah J. Maas

Corte de Espinhos e Rosas (livro 1 - resenha AQUI);
Corte de Névoa e Fúria (livro 2 - resenha AQUI) e 
Corte de Asas e Ruína (livro 3) que trago a resenha agora para vocês!


As publicações no Brasil foram feitas pela Galera Record e eu só posso dizer que estou encantada com tudo. Desde a edição, a produção do box e até mesmo o enredo, personagens e construção da história. Sem dúvidas, é uma das melhores séries que eu já li e digo que vocês precisam conhecer. SÉRIO. Até se você não é fã de fantasia, pois há uma mescla de temáticas super relevantes mesmo com a magia no meio.

Para quem ainda não sabe nada da saga, adianto que é uma história a la Game of Thornes com A Bela e a Fera. Totalmente diferente do que eu pensei que seria e surpreendentemente incrível. Esse final de série foi... MEU DEUS. QUE FINAL. Eu fui a lágrimas sim. Eu me desesperei sim. Sofri mesmo, fiquei no chãoooooo. QUE PLOT-TWIST! Que reviravolta! Que emocionante!!!! 

Esse terceiro volume, basicamente aborda a guerra e os sacrifícios que muitos precisam fazer para que a liberdade vença no final. E a partir de agora, se você ainda não leu nenhuma das obras anteriores, recomendo que parem por aqui. Infelizmente, será bem complicado não dar spoilers sobre o caminho que a série seguiu, rs. Então, se você está lendo é por sua conta e risco, ok?


O crescimento de Feyre é nítido. Toda sua garra, perseverança e aceitação aquecem nosso coração, pois é aquela protagonista que precisamos, sabe? Ela erra sim, mas sabe pedir desculpas. E agora como Grã-Senhora, suas responsabilidades cresceram tanto que realmente fiquei com medo dela não aguentar tudo e adivinhem? Ela não só aguenta como brilha nessa obra. Confesso que esperava uma participação mais ativa no final, mas o fato dela dividir as atenções com as irmãs, com Mor, com Amren, com Rhys... me deixou muito feliz. Os acontecimentos foram equilibrados, possíveis. Não há apenas um salvador da pátria, todos são responsáveis e todos estão ali sofrendo com as perdas. O fato do grande final estar nas mãos de mulheres foi a cereja do bolo, porque geralmente os meninos são os fortões e os inteligentes, né? Mas nããão, Sarah J Maas demonstra que mulheres também podem guerrear e guerrear limpo

A leitura é cheia de altos e baixos, no sentido de ápices de acontecimentos impactantes e depois uma calmaria de despedida e emoção, afinal, os próprios personagens estão nessa montanha russa de insegurança e adrenalina. O livro te prende do início ao fim e quando você vê, as 684 páginas se foram... Elas contam uma belíssima história de coragem, altruísmo e amor. 

O que não falta aqui é sangue. Isso é um fato, rs. As cenas são muito descritivas, já sabemos que as obras foram adquiridas para serem adaptadas ao cinema e talvez isso seja um problema, porque eu tenho tantas cenas definidas na minha cabeça, tantos diálogos prontos que fico com medo de me decepcionar. A autora  tem uma preocupação com detalhes que realmente faz a diferença e não deixam a leitura cansativa e sim totalmente visual. 


Algo que gostaria de destacar nessa resenha é que minhas dúvidas em relação ao Tamlin foram sanadas. Eu ainda acredito que o relacionamento dele com a Feyre era abusivo, acho que ele exagerou em diversos momentos e não valia nada, PORÉM, ele a amava e ninguém pode negar isso, né? Gostei dessa reviravolta do personagem, pois eu não gostava nem um pouco dele e tive que engolir esse sapo... Coisa, que não é qualquer livro que consegue: reinventar um personagem da maneira como foi feito.

E falando em personagens... Gostei muito da nova Nestha e Elain. MUITO MESMO. O crescimento delas também é louvável e vou falar uma coisa aqui, que pode ser um spoiler, mas não é, ok? É só uma torcida, um ship, para saber de vocês se estou ficando doida ou só eu tenho esse encantamento por: Elain e Azriel. Geeente, Elain e Lucien nããããão. Ok, ele melhorou, é um personagem amorzinho, mas poxa... Azalin pode funcionar, né????? ♥

Ah, e sobre o meu Rhys... Não sei... Achei ele mais apagadinho nesse terceiro livro. No dois, ele foi tão marcante, tão presente e nesse... Ele deixa Feyre ter as ideias, ter seu destaque. Mas não se engane, ele ainda é meu personagem favorito e meu amor, porque o que ele fez nessa obra.... AAAAAAAA. Sem comentários


Sendo assim, vou finalizar a resenha, porque vocês não devem estar mais me aguentando com esse assunto. Peço desculpas. Não. Não peço não. Só quem leu sabe o que estou passando com essa depressão pós livro intensa no meu coração. Em breve, espero que a editora Galera Record solte a informação de que "A Court Of Frost And Starlight', o livro 3.1 da saga será lançado aqui no Brasil e eu possa trazer mais Feyre e Rhys para vocês!

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - Favorito!!!!

- Alessandra Salvia

terça-feira, 5 de junho de 2018

Livro: Notas de Amor

Olá amores!


Como estão? Hoje, a resenha é de "Notas de Amor", o livro publicado pela Qualis Editora da autora parceira Cristina Valori.


E antes de falar sobre o livro em si, acho importante vocês saberem que existe um pré-conto da obra, o chamado "Uma Bala de Hortelã" que retrata o passado dos protagonistas que são Felicita e Max. Enquanto a moça é uma cantora com dificuldades financeiras e cheia de problemas familiares, Max tem estabilidade e sonha com aquele timbre perfeito de uma noite de amor com ela. Alguns anos após esse acontecimento marcante, Max tenta retornar a vida de Felicita sem saber das consequências daquela noite. 


Algo que preciso dizer é que o enredo, como todas as obras da Cris, é sensível, delicado, todo construído com segurança, sabe? A Cristina desenha seus livros. Conforme leio, sinto que a autora pensou em cada detalhe e tem a história estruturada, nada é jogado ou sem propósitos. Felicita é mais insegura, já o Max é decidido e consegui 'comprar' esse casal pelas pequenas cenas iniciais, não foi algo fácil, um amor rápido e destruidor. Felicita mostra suas dúvidas e vou te falar que foi uma reação natural após o que ela sofreu. Há um desenvolvimento por trás de um grande amor.

As temáticas abordadas são aquelas que eu amo: família, amor, sonhos, perdão e segundas chances. A leitura foi um pouco mais lenta do que esperava por ser uma história mais intensa e com um ritmo diferente dos contos da autora, que eu já havia lido. Outro assunto que é abordado nesse livro é o fato de que acontecimentos passados podem sim nos traumatizar e Felicita é quem nos ensinará a dar a volta por cima, não é uma tarefa fácil, mas ela consegue.


A obra é extremamente viciante e emocionante, principalmente pela presença de Henrique. O pequeno que possui Síndrome de Down é meu amorzinho eterno. Eu achei a abordagem do assunto muito delicada, respeitosa e com informação. Percebi a preocupação da autora em colocar ali fatos relacionados a síndrome e tudo baseado na realidade. Uma abordagem muito feliz e pertinente.

Indico a obra para aqueles amantes de romance, que buscam histórias consistentes e relevantes. Há muitos momentos de dor e sofrimento, mas também de sorrisos e amor. Eu amei demais e acho que Felicita a personagem que mais cresceu durante toda a obra.

Link para compra do livro: AQUI
Link do livro no skoob: AQUI


Espero que vocês tenham gostado da dica de hoje e fiquem atentos que em breve, trarei mais novidades da Cris, ok? 

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - Maravilhoso!

- Alessandra Salvia