Uma Amiga Indicou: "Deixe a Neve Cair"

Olá amores,

Nós, do grupo "Uma Amiga Indicou" (eu, a Carol do 'A Colecionadora de Histórias', a Priih do 'Infinitas Vidas', a Carol do 'Caverna Literária', a Pam do 'Interrupted Dreamer' e a Lais do 'Tear de Informações') trouxemos para vocês nossa primeira dica natalina para dar início as comemorações desta data mágica! "Deixe a Neve Cair" é a nova adaptação da Netflix!!!!




Para quem ainda não sabe, "Deixe a Neve Cair" é um livro de contos publicado pela Editora Rocco. Porém, não pense que será algo fiél ao original, aqui a palavra correta seria um filme apenas levemente baseado na obra, ok? Eu mesma li o livro em 2014 e sinceramente, lembro bem pouco do que os autores John Green, Maureen Johnson e Lauren Myracle retrataram. Os principais pontos como: o porquinho teve no filme, então posso dizer que a experiência foi ótima, rs. 

Agora, vamos começar a falar sobre as histórias? São três núcleos narrados ao mesmo tempo que se encaixam perfeitamente ao chegar no final. O primeiro é de Julie e Stuart, a garota que conhece o cantor famoso no trem e passará um dia cheio de reflexões. O segundo é de Duke (a Sabrina Spelmann da Netflix) e Tobin, dois melhores amigos que se envolvem num triângulo amoroso com JP (um rapaz bem legal, por sinal). E o terceiro é com Dorrie enfrentando a garota dos seus sonhos a ignorando e tendo que lidar com a melhor amiga ciumenta com o sumiço do namorado em plena véspera de Natal. Veja o trailer abaixo:


Como vocês podem ver, tem muita coisa acontecendo ao mesmo tempo e isso já é um dos pontos positivos, pois no livro você lê tudo em separado e não se envolve como o filme faz. Aqui, desde cedo você percebe como todas as histórias se conectam e pega pequenas referências. O desenvolvimento é mais gostoso e todos os personagens seguem uma crescente. Não fica desigual ou perde-se o ritmo.

O plot que mais gostei (por incrível que pareça, é o mesmo do livro) é o primeiro de Julie e Stuart. Acho que foram os personagens que tem a problemática mais profunda, pois vemos aqui reflexões como família, amadurecimento e saber seu lugar no mundo. Uma frase dita por Stuart mexeu muito comigo: "Algo ruim pode acontecer, mas algo bom também pode acontecer". Foi mais ou menos isso e me atingiu em cheio já que minha ansiedade muitas vezes me fazem surtar por coisas que nem sequer aconteceram! Será um exercício diário usar essa frase na minha vida e eu o farei.



Em segundo lugar, coloco Dorrie que é uma personagem maravilhosa demais para ficar com a sem sal da Tegan. Não sei se foi o pouco que vimos, só sei que esse relacionamento não me conquistou, existe uma mensagem de auto-aceitação ali, a amizade de Dorrie com Addie foi muito maior. E fiquei feliz de incluirem de alguma maneira o porquinho no filme, já que no livro ele é tão importante.



E em terceiro, porém não tão ruim, apenas mais fraco: Duke e Tobin que tiveram seu ponto alto num musical lindinho. Acho que esse plot foi o que mais pesou para o lado cômico, incluindo a presença de Keon (Jacob Batalon, o amigo do Homem Aranha do Tom Holland), um rapaz que quer fazer uma festa na véspera de Natal para deslanchar sua carreira como DJ. 



Outro ponto positivo da obra que preciso destacar é a diversidade no elenco. Há representatividade de gêneros e etnias, mas tudo de uma maneira natural. 

Entretanto, nem tudo são flores. O que eu posso dizer para vocês é que não acho o filme algo de Natal como nos é vendido. Ninguém vai para uma festa com os amigos nesta data, se fosse ano novo até concordava, mas a essência do Natal é mais familiar, uma data na qual valorizamos o que temos e por mais que aqui tenha a amizade e amor como pontos chaves, parece mais um filme adolescente normal, sabe? Talvez por isso eu não o avalie tão bem. É morno ao compararmos com outras obras natalinas.

Abaixo, aproveito para dizer que o livro trocará a capa (lançamento previsto para 15/11/2019):



Desta forma, finalizo dizendo que devo ter gostado do filme porque o assisti totalmente separado do livro. Quando há a comparação, pode ser um pouco frustrante. 

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ (4/5) - Muito bom!

- Alessandra Salvia



Comentários

  1. Oi, Alessandra como vai? Amei sua resenha! Eu assisti a esse filme e não gostei tanto assim, tem o seu lado positivo não posso negar, mas não achei lá grande coisa. Aquela cena em que as pessoas festejando numa festa em plena data natalina ficou nada haver, visto que a data é comemorada em família. O livro eu o li e gostei bastante, não gosto de comparar livro com filme, acho um equívoco fazer essa comparação, pois ambos são criados para públicos diferentes, e sempre haverá diferenças entre o filme e o livro. Devo dizer que o livro eu gostei e o filme não. Se tivesse de dar nota, ficaria assim; filme 3 e o livro 4,5. De qualquer modo é um filme válido para entreter e passar o tempo de uma maneira sadia e divertida por vezes, abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, as vezes, a gente só quer um romance levinho para passar o tempo.

      Excluir
  2. Oi Ale, tudo bem?
    O nome da menina é Tegan? Porque no filme inteiro eu não percebo eles dando nome à garota. Só descobri o nome dela no IMDB (e tá creditado como Kerry). Achei essa uma grande falha do filme, porque o crush da Dorrie nem nome tem, parece que é alguém sem importância.
    Infelizmente o filme não funcionou pra mim. :(
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você souber a resposta sobre a menina me diz por favor!!! hahahaha
      Não li o livro e isso me deixou muito angustiada SOS

      Excluir
    2. Que pena! E eu peguei no Filmow, porque CONFESSO: sou uma negação para nomes.

      Excluir
  3. Já estou louca para assistir. Está na minha lista. Mas ainda não li o livro também. Não sei o que faço primeiro hehehe.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  4. Assisti esse filme esse final de semana e confesso que não gostei muito, ele é muito clichê, sem nada que o destaque.. =(

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As vezes, a gente só precisa de um bom clichê para aquecer o coração, rs.

      Excluir
  5. Oi, Ale!

    Achei isso mesmo do filme, bem morno. Como são muitas histórias ao mesmo tempo, você não consegue se afeiçoar muito por alguma em especial, e confesso que também não rolou química com nenhum dos casais. O final é bem "final feliz", com as coisas se resolvendo com muita facilidade, e é como você comentou, no Natal ninguém faz uma festa e junta trilhões de pessoas/adolescentes desse jeito. Faltou mais do espírito natalino, de emoção, talvez da atuação, e pra mim deixou a desejar :((

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Alê,
    Ainda não li o livro, até pq tudo que vejo John Green eu tenho é vontade é de correr.
    Mas vou conferir o filme, pois adoro o Jacob.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHHHA Tartarugas até lá embaixo é maravilhoso, Nana!

      Excluir
  7. Olá...
    Eu adoro livros de natal e amei demais esse em especial... Ainda não sabia que seria adaptado e agora já estou toooooda ansiosa!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Ah eu assisti ontem e gostei muito, foi muito legal como as histórias se encontram no final e eu amo filme de natal, então é um ponto a mais hehe
    Adorei o post!

    Beijo
    http://www.leiapop.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi Ale! Eu gosto muito do livro e por isso a adaptação me deixa receosa, não estou com muitas expectativas. No livro as histórias se conectam muito bem, tomara que tenham conseguido isso no filme. Que bom que você gostou. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  10. Oi Alê,

    Eu não li o livro, por isso acho que vou adorar a adaptação por não ficar com esse receio de comparação.
    Esse é um dos filmes que quero assistir nesse fim de semana prolongado rs.

    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Eu não li o lvro mas vi muita gente que leu falando exatamente o que tu disse: que é apenas levemente baseado, que não é fiel ao livro e que não remete ao natal como parece. Que do natal só tem a neve. kkkk mas gosto do elenco então ele tá na minha lista, só não é algo que me deixou louca para ver.

    Abraço,
    Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
  12. Oi Ale.
    Eu também li esse livro em 2014.Foi minha leitura de Natal daquele ano.
    Eu vi o trailer e já deu para perceber por ele que ia ter bastante mudança,mas pelo que li aqui teve mais mudanças do que eu imaginava.

    Esses dias eu estava fuçando nas minhas fotos na nuvem do celualr e achei um print de uma cena que a Duke faz uma musiquinha sobre a batata Rosti... você falou do musical e lembrei dessa cena ,não sei se é a mesma música porém fiquei curiosa para saber haha.

    E menina.É impressão minha ou nesse filme não tem as meninas da torcida organizada?
    Beijão

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não será essa música não, rs. Tem as meninas sim, só que não falam se é de torcida ou não.

      Excluir
  13. Oi Alê, tudo bem? Eu n]ao curto os livros do tio Green, não dá, por isso nem vi o filme, mas fico feliz que tenha tantos aspectos positivos!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  14. Eu não li o livro, mas assisti o filme e amei. Arrasou amiga!
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá, Ale.
    Eu nem sabia que já tinha saído o filme. Estou sem Netflix no momento hehe. Eu gostei do livro, só não muito da história do Green. E acho interessante as histórias acontecerem ao mesmo tempo, mas no livro ia ficar confuso hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  16. Oiiii,
    Para bem sincera não li o livro, mas assisti ao filme. Confesso que gostei!
    Sempre que leio um livro que depois vira filme, comparo os dois, é inevitável!
    Gostei muito da sua resenha.
    Bjos
    Mamaci

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Filme: O Inferno de Gabriel - Parte I, II e III

Guia de Leitura Série Hades Hangmen

Filmes da Passionflix