sábado, 13 de fevereiro de 2021

Livro: Se Não Fosse Você

Olá amores, como estão?

Hoje, vamos falar do último lançamento da Colleen Hoover aqui no Brasil pela Galera Record, o chamado "Se Não Fosse Você" ou também conhecido como "Regretting You". 


Antes de mais nada, a capa e título prometem uma linda e romântica história de amor, porém como já é costumeiro nos livros da autora, o verdadeiro plot é outro. Não quero dar muitos spoilers, basta vocês saberem que mãe e filha (Morgan e Clara) precisarão lidar com as diferenças para conseguirem seguir em frente após um trágico acidente. Ai Ai Ai. Como fã de carteirinha da CoHo, é óbvio que eu amei demais e recomendo de olhos fechados.

E acho que chegou o momento de eu abrir meu coração para vocês, não é mesmo? Como vou fazer isso sem spoilers? Eu ainda não sei, talvez essa seja apenas uma resenha para quem leu entender, ou deixá-los curiosos, não sei... O que eu queria colocar para fora é que essa história mexeu muuuuito comigo e eu consegui fazer tantos paralelos com minha vida pessoal que doeu. Foi desconfortável, foi difícil. Acho que eu senti tanto alguns aspectos que fica difícil me pronunciar sem me expôr. 

Basicamente, eu tive sorte. Meu relacionamento com minha mãe sempre foi muito bom e aberto. Quando o que aconteceu com as personagens aconteceu em minha família, minha mãe sempre jogou limpo e sofremos as duas ali, uma ao lado da outra, sem julgamentos ou repreensões. Então, eu falar que Clara estava certa ou errada, não teria cabimento algum. Até porque eu sei que cada um sente de uma forma, cada um reage a sua maneira. E é exatamente isso que o livro nos mostra: na mesma situação, pessoas diferentes procurando soluções e válvulas de escape para fazer a dor desaparecer. 


Vejo o livro também como uma história sobre aceitação. Tanto pessoal como do outro. Sobre aceitar personalidades e escolhas, sobre aprender a conviver com as consequências das escolhas dos outros, afinal, a vida é um efeito cascata e ninguém está imune. Vivemos em sociedade, temos uma família e de certa forma, somos responsáveis por eles também. 

Não que seja fácil ou agradável, porque não é. Mas é um incentivo para que sejamos mais empáticos e pacientes. É aquela tal frase da contra-capa do livro: às vezes, você precisa sair de uma briga para vencê-la. Bater de frente e se revoltar nem sempre é o melhor caminho.

Aproveitando a resenha, vi uma menina no Skoob dizendo que faltou uma "conclusão melhor". Novamente, falando com base na minha experiência, o livro teve este final, porque é isso que temos na vida. Nada fica plenamente resolvido, sabe? As coisas são como são, mãe e filha vão se entender, vão brigar, vão gritar uma com a outra e depois vão fazer as pazes... Minha vida mudou há 10 anos e até hoje a gente não tem nada resolvido, rs. Claro, eu também queria saber sobre o tal vídeo da Clara e do Miller, mas gostei da maneira que foi. Aliás, quero fazer duas observações rápidas: eu também ODEIO LARANJA e quero saber se vocês também acharam o Miller meio stalker? rs

Falando também da edição, essa capa metalizada está lindíssima! Achei o material meio mole, mas como não sou chata, não é uma reclamação, é apenas um comentário. Sei que muita gente reclama da qualidade da editora e nem vou entrar nesse mérito, só digo que eu gostei! Ponto.

AH, se você quer adquirir a obra, deixo abaixo o link: 


Ou seja, vocês já perceberam que "Se Não Fosse Você" é um romance dramático que fala sobre relações familiares, perdão e recomeços. É um livro que pode parecer melodramático e digno de Christina Rocha, mas eu consigo ver muita verdade ali. Novamente, foi uma obra que conversou com meu coração. CoHo perfeita, zero defeitos, não erra nunca!

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - Maravilhoso!

- Alessandra Salvia

37 comentários:

  1. Oi, Alessandra. Como vai? Em se tratando de Colleen Hoover posso supor o quão bom é este livro. Sua resenha despertou ainda mais meu interesse em lê-lo. Que bom que curtiu a leitura. Ótima resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oiii,
    Sou fã dos livros da CoHo!!! E com toda certeza lerei este também.
    Adorei a resenha!
    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Oi Ale,

    Fiquei arrepiada com a sua resenha. Acho que se projetar nessas histórias, que mostram o cotidiano e a vida como ela é, faz parte, a gente se vê em histórias parecidas a nossa.

    Beijos

    http://tear-de-informacoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz de ter conseguido passar um pouco da minha emoção lendo para vocês. É uma história que mexeu bastante comigo.

      Excluir
  4. Oi, Ale
    Que bom que você gostou tanto. Depois de O impulso eu fiquei traumatizada com histórias de relacionamentos entre pais e filhos KKKK Mas que bom que a CoHo entrega o que promete. Vi resenhas igualmente positivas e negativas, e fico com um pé atrás porque não me envolvi completamente com a trama para querer ler.
    Beijo!
    http://www.capitulotreze.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  5. Eu não sou muito fã da autora, exatamente por esse toque dramático até demais dela. Mas concordo que casos familiares são assuntos delicados e é muito melhor ser sincera logo e compartilhar a dor com quem mais nos apoia. Que bom que você gostou, a capa realmente está linda.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  6. Oi, Alê

    CoHo não erra nunca mesmo. Na verdade ela só errou em Um Caso Perdido, mas eu finjo que ele nem existe. Hahahaha
    Eu amei esse livro. Realmente não dá pra julgar, temos que trabalhar a empatia e tentar compreender aquilo que nos está sendo contado.
    Que bom que o livro conversou tanto com você, e sinto muito que você tenha passado pela mesma situação. <3
    Quanto ao Miller, não o achei um stalker não. Rs

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li Um Caso Perdido há alguns anos, não sei se teria a mesma opinião hoje em dia, mas eu gostei na época.

      Excluir
  7. Eu acho que deveria ter lido a sua resenha assim que o livro saiu, pois tive a oportunidade de ler mas como não gostei da sinopse eu acabei deixando para lá. Acho interessante a autora abordar outra coisa além do romance em seus livros, ainda mais se tratando de mãe e filha. Ao contrário da menina do SKoob eu adoro livros que parecem que não tem conclusao, penso exatamente como você sobre a vida ser assim.

    Silviane, blog kzmirobooks.com• Siga no Instagram: @kzmirobooks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma visão diferente e acho que temos que aceitar que nem sempre teremos todas as respostas.

      Excluir
  8. Amei a resenha. Estou doida para ler esse livro, mas queria fazer tipo "um mês inteiro só lendo CoHo".
    Eu gosto muito dos debates que ela trás no livros e em como são dilemas tão familiares para maioria das pessoas, que a gente pode aprender pela perspectiva dos personagens.
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que não tenho esse emocional para um mês todo ler Colleen, rs.

      Excluir
  9. Olá,
    Opa, digno de Casos de Família? JÁ QUERO! HAHA
    Eu gosto de romances mais dramáticos, sobretudo quando envolve relacionamento familiar assim. Mas é complicado comprar um lado.
    Adorei a capa, sou obcecada por fontes assim, então compraria por ela -q haha

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  10. Oi Ale, tudo bem?
    Como já li seus textos mencionando sua história pessoal (e eu mesma passei por algo muito parecido, apesar do motivo ter sido diferente), já imaginei o pano de fundo dessa trama e me emocionei. Sei que, se eu tiver a chance de ler, vai ser uma experiência que vai mexer muito comigo!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  11. Oi Alê, eu sinto que eu preciso ler mais livros da Colleen, mas eu tb sei que os temas mexem muito comigo, eu sempre fico dias digerindo as histórias, certamente acontecerá o mesmo com esse!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  12. Oi, Alê!
    Os livros da Colleen Hoover não fazem o meu tipo preferido de literatura, mas tenho várias amigas que amam. Achei interessante você levantar na sua resenha a questão do final e de como ele foi verossímil com o que é a vida real. Acho que os leitores têm que entender que deixar pontas soltas é diferente de verossimilhança e sua observação foi precisa nesse sentido.

    Um beijo,
    Fernanda Rodrigues | contato@algumasobservacoes.com
    Algumas Observações
    Projeto Escrita Criativa

    ResponderExcluir
  13. Eu definitivamente paguei a língua quando disse que não iria ler CoHo kkk. Li Verity e agora penso em ler outras de suas obras. Apesar de seu novo lançamento não ser de um gênero que curto, ainda pretendo explorar mais da autora.

    Bjs

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  14. Oi Ale, sua linda, tudo bem?
    Meu coração ficou apertado vendo sua entrega nessa resenha. Não sei sobre o que você está falando, mas de coração lhe desejo força e muito amor! É por isso que amo tanto ler. é impressionante quando encontramos um livro que diz tanto sobre nós ou sobre algo que estamos enfrentando. Adoro suas resenhas! É impossível não sair tocada.
    beijinhos.
    cila.
    https://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje, está tudo bem, Cila. Mas na época foi bem difícil, obrigada pelas palavras!

      Excluir
  15. Oi, Ale!

    Ahhh eu ainda não conferi esse livro, mas preciso pra ontem!! Amo os livros da autora, sempre mexem demais com o leitor, e já tô curiosa pra ler também a obra

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Olá, Ale.
    Eu já imagino o que seja pelo paralelo que você fez com sua vida. Não sou fã da autora, principalmente dos livros de drama, e por ser com um tema tão pesado eu não leria ele. Eu sou meio chata nesse negócio do material do livro. Ainda mais se for de livro de série igual aconteceu com O Timbre que os dois primeiros são de uma material ótimo e o terceiro super mole.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que tá acontecendo com as editoras que tão colocando tudo mole? O último Outlander também é!

      Excluir
  17. Acabei de ler um livro dessa escritora (É Assim que Acaba) e me apaixonei. Percebi bem essa ideia de vender o livro como um romance fofinho e, no fim das contas, não ser um romance fofinho, hahahah! Fiquei impressionada como a história era pesada, e mesmo assim teve um ótimo final ♥

    Eu fiquei MUITO interessada nesse livro, mas por ter perdido minha mãe recentemente, sinto que o tema vai doer um pouquinho mais do que devia. Acho melhor guardar pra daqui um tempo, né?

    Beijinhos!
    Affluentia | Masha Alkhim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai doer sim, e acho que pode amenizar, mas deixar de doer? Infelizmente, não.

      Excluir
  18. OieAlÊ!
    Quando eu vi Christina, pensei: ALÔ CHRISTINA
    Esse ainda não li, mas ele já está na minha listinha de desejados, é claro
    Por ser um livro denso, já vou me preparar antes de lê-lo hein
    (stalker????? OI PAM???? KKKKKK)
    Beijos!
    Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
  19. I want to let the world know about Doctor AKHERE the Great spell caster that brought back my husband to me when i thought all hope was lost. Doctor AKHERE used his powerful spell to put a smile on my face by bringing back my man with his spell, at first i thought i was dreaming when my husband came back to me on his knees begging me to forgive him and accept him back and even since then he loves me more than i ever expected so i made a vow to my self the i will let the World know about Doctor AKHERE because he is a God on earth. Do you have problems in your relationship ? have your partner broke up with you and you still love and want him back ? Do you have problem with your finance ? or do you need help of any kind then contact Doctor AKHERE today for i give you 100% guarantee that he will help you just as he helped me. Doctor AKHERE email is: AKHERETEMPLE@gmail.com or
    call/whatsapp:+2349057261346

    ResponderExcluir