Livro: Contato de Emergência

Olá amores,

Hoje, vamos falar de "Contato de Emergência" da autora Mary H. K. Choi publicado no ano passado pela Editora Intrínseca.


A história nos conta como Penny e Sam, dois jovens universitários se utilizam como contato de emergência caso alguma crise de ansiedade ocorra, ou qualquer problemática da vida, afinal, ambos são muito solitários e através de mensagens de texto serão a salvação um do outro.

E por mais que o livro tente trazer mensagens de saúde mental e do uso da tecnologia, para mim, a história é rasa e fica cheia de "quase's lá". Ela quase atinge seu ápice, ela quase me envolveu, ela quase fez sentido. Se a autora trabalhasse um pouco melhor a empatia de Penny, metade dos problemas seriam resolvidos. Afinal, a protagonista só sabe apontar o dedo para a mãe e criticá-la, o máximo que chegamos de uma boa lição é quando Jude lhe diz umas verdades, mas mesmo assim faltam pontos a serem abordados.

Senti que a história terminou do nada e o próprio envolvimento do casal principal foi assim, sem contexto. As mensagens são um ponto positivo, pois dão agilidade a leitura e mostram o quanto os dois se completam (eles tem uma linguagem própria... bem peculiar), mas infelizmente, para mim, foi apenas isso: uma troca de mensagens malucas que não demonstram troca de confidências ou detalhes pessoais que justifiquem um sentimento. Apenas Sam se abre com Penny e quando ela o faz, não acredito que seja o bastante.


Com capítulos intercalados entre os personagens e narração em primeira pessoa, eu me senti distante do enredo. Penny é mimada e chata. Ela age como se fosse a única pessoa inteligente na face da Terra e menospreza sim as outras pessoas. E não tem como eu gostar de um livro que me passa essa impressão, sabe? Aponto o fato de existir diversidade como algo valioso na obra, só que em momento algum eu quis ser Penny, eu não quis viver aquela história, como geralmente isso acontece.

Entretanto, a história não é de todo ruim. A forma como o abuso sexual foi apresentado fez a diferença e acredito que tenha sido a parte mais sensível do enredo, fiquei com um nó na garganta pelo relato. Há também uma abordagem sincera sobre o alcoolismo, relacionamentos abusivos e problemas familiares. Tudo isso precisa ser levado em consideração ao avaliarmos o livro como um todo.

Em relação a edição, eu amei essa capa e todo a diagramação feita pela Intrínseca. Está confortável de ler e mesmo tendo assuntos pesados, achei a leitura bem fluída. Uma pena que os personagens são acompanhem o maravilhoso trabalho da editora...


Agora chegou a vez de vocês me contarem o que acham dessa obra! Querem ler? Já leram? Ficaram decepcionados? Lembrem-se: não é porque eu não gostei que vocês não gostarão, pois já vi diversas pessoas elogiando, só que (infelizmente) comigo não funcionou...

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ (3/5) - Bom!

- Alessandra Salvia

Comentários

  1. Oi, Alessandra como vai? Eu não li este livro e lendo sua resenha, acho que Penny iria me irritar profundamente. Contudo se tiver a oportunidade eu o leria. Ótima resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Fiquei curiosa com o livro pelos assuntos abordados mas, não sei ainda se lerei.
    Gostei muito de ver o livro pelo seu ponto de vista.
    Beijocas.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Quando bati o olho na capa e na proposta inicial seria um livro que compraria fácil! Mass acredito que teria a mesma reação que a sua, tenho um grande problema quando o personagem não me agrada hahaha
    Beijoos, Blog Seja Agridoce ♥️♥️♥️

    ResponderExcluir
  4. Oi Ale,
    Sempre vejo esse livro pela Amazon e confesso que morro de curiosidade porque adoro a premissa, mas já vi algumas resenhas com a mesma opinião que a sua e acabo ficando com preguiça de dar uma chance haha
    Muito chato não se conectar com personagem nenhum, mas que bom que é uma leitura rápida!

    Beijos,
    Fantasma Literário

    ResponderExcluir
  5. Oi Ale, tudo bem?

    É aquela velha história né? A ideia foi boa, mas não bem executada. A premissa da história parece realmente promissora, mas também tenho sérios problemas com narrativas nas quais não consigo me identificar com os personagens.

    Beijos;*
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  6. Fiquei em um impasse sobre adquirir ele ou não por não ter o costume de ler livros do gênero. Mas ainda não me decidi haha.

    Abraço

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  7. Alê, eu lembro que você comentou desse livro, mas gostei de ver sua resenha sobre ele
    Eu acho que o ritmo deve ser mais por conta do estilo de leitura por mensagens, né?
    Interessante.... Acho que agora não to num bom ritmo de leitura, mas acho que leria futuramente sim heheheh

    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
  8. Oiê tudo bem? A muito tempo não leio mais fiquei bastante interessada parece ser ótimo .
    Espero você lá no blog, um beijo !
    Segredosdamarii.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Com certeza compraria o livro pela capa e pelo que a história promete. Mas é muito ruim quando não surpreende, né? Mas é o que você falou, vai de cada leitor mesmo e que bom que tiveram as partes positivas! Anotei para ver se em breve eu leio e aí te conto. E eu amo livros com troca de mensagens. A leitura flui bastante! ♥

    Beijos, Carol
    www.pequenajornalista.com

    ResponderExcluir
  10. Oiii Ale

    Uma pena a Penny ser chatona e essa dificuldade em ser envolver e conectar com o enredo. Apesar dos temas abordados e da sensibilidade da autora ao expor eles, confesso que por enquanto não é um livro que queira ler. Quem sabe futuramente...

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  11. Oii, como vai?
    É uma pena que o livro não seja tão bom assim porque a premissa é muito boa e a capa é linda, eu compraria só por isso. Infelizmente quando se escreve sobre temas muito delicados, é preciso ter certa sensibilidade para desenvolvê-lo.

    Abraço ♥
    Larissa - Blog: Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
  12. Uma pena esse livro não ter funcionado com você, gostei da história e da capa, mas não compraria depois de ler seu post. <3

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  13. Poxa, eu estava com muita vontade de ler esse livro, mas vou deixar na fila de baixa prioridade porque eu gosto de emoção e quando a trama é rasa demais, não me cativa. Bom saber sua opinião, Ale.
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  14. É uma pena que a história tenha feito pouco sentido e ficou no quase, quando se trata de assuntos relacionados a saúde mental é preciso ter bastante cuidado na hora de escrever.
    Adorei a resenha!

    Beijo
    http://www.leiapop.com/

    ResponderExcluir
  15. oLÁ....
    Eu já li esse livro e, na minha opinião, simplesmente faltou história... Parece que os protagonistas iam trocando mensagens aleatórias e não passavam nenhum tipo de envolvimento mais profundo. O relacionamento deles e toda a história do livro é muito rasa.
    Enfim, é um livro que não curti tanto quanto imaginei que curtiria.
    bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Oi Ale, ainda não li este livro e gostei até da capa, mas a resenha me desanimou, acho que teria a mesma impressão sua :(
    O que é uma pena, é o tipo de temática que me atrai!

    Beijos Mila

    Daily of Books Mila

    ResponderExcluir
  17. Oiiii,
    Sinceramente, lendo o que você escreveu, acho que não lerei esse livro.
    Muitos livros que você me indicou, eu adorei todos, kkkkkk
    E alguns que li suas resenhas que não foram tão positivas eu fico em dúvida se leio ou não.
    Obrigada por sua sinceridade!
    Bjo

    ResponderExcluir
  18. Oi, Ale!

    Tentei começar a ler esse livro uma vez, mas além de não conseguir me envolver ou sentir simpatia pelos personagens, achei a relação dela com a mãe bem tóxica, por isso acabei deixando de lado pra continuar a ler outra hora, mas depois da sua resenha, acho que vou é largar de vez :( não é o tipo de livro que vou gostar, ainda mais sendo tão raso, e olha que a premissa é ótima e com bastante potencial!!
    Você já leu "36 perguntas que mudaram o que sinto por você"? Acho que você encontraria nesse livro o que esperava encontrar em Contato de emergências, conversas profundas, reflexivas e divertidas que te aproximam bastante dos personagens. Recomendo caso ainda não tenha lido!!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Olá, Ale.
    Eu nem sabia sobre esse livro. Que pena que a história ficou rasa. E quando o protagonista não conquista a gente fica dificil gostar totalmente da história mesmo. Como vamos nos envolver se não nos importamos com o personagem? Acho que é um livro que não lerei.

    Prefácio

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Filme: O Inferno de Gabriel - Parte I, II e III

Guia de Leitura Série Hades Hangmen

Filmes da Passionflix