Guia de Leitura Outlander - Parte 3

Olá amores,

Vamos para a terceira parte do guia de leitura de Outlander? Hoje, vamos falar um pouco sobre a questão fantástica da série, os pontos os quais ela cria e/ou nos guia por movimentos históricos importantes


Antes de mais nada, caso você esteja chegando agora e queira ver as postagens anteriores é só clicar AQUI para ver a ordem dos livros e AQUI para descobrir quais são os spin-offs da série. Saibam que esta é uma série muito especial para mim e mesmo tendo uma mistura de fantasia com realidade, Outlander consegue ter seu lugar bem definido no gênero romance histórico. 

E para isso, vale explicar a diferença de romance histórico para romance de época. O 'histórico' tem um período específico ou algum acontecimento histórico como seu foco, podendo ter ou não romance. Já o 'de época' tem como principal tema o romance e seu desenvolvimento é baseado em costumes de determinada época, mas sem aprofundamento ou dados reais. 

Desta forma, vou listar abaixo alguns dos fatos históricos pelos quais conheceremos através dos olhos de Claire, nossa protagonista:


2ª Guerra Mundial
Outlander começa sua narrativa nos dando uma perpectiva de uma enfermeira da linha de frente da 2ª Guerra Mundial e no decorrer dos episódios podemos ver os traumas deixados pela guerra. Claire fala a todo momento da experiência profissional que esse fato histórico lhe deu, mas também não deixa de lado o horror ao nos contar sobre uma triste passagem pelas trincheiras.


Rebelião Jacobita
Durante a primeira temporada principalmente vemos os escoceses reunindo recursos para promover a rebelião jacobita que seria a volta da família Stuart ao poder. E por mais que saibamos que a causa é perdida, o patriotismo e devoção por um Rei são muito bem caracterizados. Digo por um Rei, pois não é apenas nos escoceses que vemos a fidelidade por uma causa. Os "redcoats", ou também conhecidos como casacas vermelhas, oficias britânicos são fiéis a sua superioridade e menosprezam a cultura highlander.



Batalha de Culloden
Sendo consequência direta das rebeliões Jacobitas, a Batalha de Culloden realmente aconteceu em 1746 e foi um  marco para a extinção da cultura highlander na Escócia. Muitos clãs foram dizimados e até hoje há pedras pelo vasto campo como homenagem aos mortos.


Caça a Bruxas
Especificamente abordado na primeira temporada, assim que Claire chega ao século XVIII suas habilidades e conhecimento são julgados como bruxaria. Sua amizade com Gailles Duncan não facilita as coisas e ambas são levadas a julgamento cuja punião é a fogueira. Claire faz reflexões importantes sobre o quanto a religião poderia cegar as pessoas naquela época e que simplesmente querem a punição ao terem que aceitar o diferente.


Escravidão
A abordagem da escravidão surge na história mais adiantada, quando Claire e Jamie já estão as colônias em busca de uma nova vida. O mais bacana disso tudo é que a visão da escravidão existe, mas os direitos humanos sempre são defendidos por Claire e Jamie que ajudam e protegem quando possível. Vale ressaltar também a amizade de Claire e John Albernathy, ambos médicos que sofrem preconceito, ela por ser mulher e ele negro em uma faculdade de medicina.


Colonização Americana
Fraser's Ridge não existiu, mas a forma como a America foi colonizada é bem fiel. Até mesmo a presença dos indígenas é retratada com base na realidade e o choque de culturas é inevitável. Iremos ver também aquela busca pelo tal "american dream" (sonho americano) e por mais que Claire e Jamie tenham uma vida bem sofrida, é na America que vem a esperança renovar seus corações.


Revolução Americana
Aos poucos, vemos a presença dos reguladores e o quanto cresce a tensão com os novos colonos. Jamie, como senhor de terra, precisa balancear os constantes atritos e logo mais chegaremos a guerra propriamente dita. Esta é a promessa da sexta temporada da série de TV.


Culturas
Cultura highlander, cultura inglesa, cultura indígena... São tantos detalhes e tantas nuances diferentes que é difícil pegar os detalhes a primeira vista. E até acredito que esse item é um dos que eu mais gosto. Felizmente, temos protagonistas que respeitam as diferenças e sempre estão dispostos a conhecer e a se adaptarem as realidades apresentadas. 


UAU! Acho que deu para darmos uma pela pincelada nas temáticas abordadas, mas sem spoilers, certo? Agora, analisando a parte baseada na fantasia, vemos que a viagem no tempo e suas regras ainda vem sendo construídas com muita precisão. Diana Gabaldon especifícia muito bem como a viagem é feita e por mais que pareça ser algo impossível, há tantos critérios e fatores externos que é quase como se fosse uma fórmula matemática. Acredito que esse seja mais um fator interessante ao analisarmos o plot: o uso de pedras preciosas, não é qualquer pessoas que tem o 'gene' de viajante, o fato de poder ouvir através das pedras... Nos livros, vocês podem ter uma visão bem detalhada de como tudo acontece com a personagem Geillis e até mesmo possibilidades são criadas, uma pena que na série de TV tudo foi simplificado e algumas cenas nem chegaram a acontecer, por isso eu sempre recomendo a leitura para completar a experiência da série.


Curiosidade Bônus!!!! O clã Fraser realmente existiu!!!! Na realidade, existiam dois clãs Fraser's, sendo o primeiro Fraser de Lovat e sua ramificação os Frasers das Terras Baixas. Diana Gabaldon já afirmou que Jamie faria parte da família Fraser de Lovat e isso é confirmado pelo uso das cores cinza e verde. Aproveito aqui para saber se vocês gostariam de uma postagem sobre os cenários apresentados pela série... Quem aqui desejaria muito uma viagem a Escócia? 👀

Agradeço o retorno que venho tendo com essas postagens, aos poucos vamos vencendo o droughtlander (período que passamos sem novidades sobre Outlander)! Mês que vem, tem mais!!!

- Alessandra Salvia

Comentários

  1. Oi, Alessandra como vai? Parabéns pelo post, pois está completíssimo. A série é riquíssima, tantos temas abordados não é mesmo. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Ale!
    Não sou muito chegado na serie, apesar das boas criticas que vejo. Na realidade, esse cunho historico é algo que não me chama atenção, mesmo com a personagem muito cativante então acho bem dificil eu assistir e mais dificil ainda le algo. Os livros são enormes, Jesus.

    Abraços
    Emerson
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ale. Tudo bem?
    Eu sempre vejo muitos elogios a essa série, mas ainda não conferi. Gostei dos temas abordados e que a autora está conseguindo amarrar isso com a viagem no tempo. Post maravilhoso.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir
  4. Oi Ale! Adoro histórias que mesclam fatos reais com a fantasia, ela me fazem sonha com realidades um pouquinho diferentes e novos rumos para fatos já conhecidos. Pode trazer cenários, quero ver todos. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Vi o título da postagem e lembrei que eu deveria colocar a bunda na cadeira e finalizar o quinto livro da série logo!!
    Outlander agregou demais para mim no lado histórico da cultura e história dos escoceses (geralmente séries de tv históricas só pegam da história da Inglaterra) e da colonização americana - que geralmente as histórias de lá só pegam do século 19 pra frente.

    Beijão
    https://deiumjeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá, Ale.
    Tenho que te dar os parabéns pela postagem fantástica. Eu que assisti a primeira temporada e desisti da série por causa de um acontecimento lá no final que achei muito forte, fiquei até com vontade de ler os livros depois dessa postagem tão completa e específica.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ale!
    Tenho lido todos os posts do guia, mesmo sem nunca ter lido os livros e visto a série haha. Adorei saber mais sobre os fatos históricos presentes! Só aumentou minha curiosidade em conhecer essa história.
    E simm, traga sobre os cenários! Vou amar :D

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  8. Certamente é uma ótima série mesmo para acompanhar, ainda mais mostrando momentos históricos!

    mundoalternativo

    ResponderExcluir
  9. Oi Ale, tudo bem?
    Essa riqueza histórica da série é incrível.
    Sinto que aprendo muitas coisas novas assistindo Outlander!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  10. Que post incrível. Sou doida para começar a série, mas ainda acho muito longa para começar.
    É tão legal ver que além do entretenimento, a série trás tantos momentos históricos.
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oiiii,
    Que postagem foi essa?!?!?!?!
    Você está de parabéns por tudo que foi pesquisado e escrito, simplesmente MARAVILHOSO!
    Dá para perceber o quanto gosta dessa série de livros, kkkkk.
    Eu comecei a ler, mas aí veio a série e passei a seguir, deixando de lado os livros. Mas ainda tentarei voltar aos livros!
    Mais uma vez parabéns pela postagem!
    Bjo

    ResponderExcluir
  12. Preciso começar a ver a série e ler os livros, até hoje não consegui
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  13. Comecei a ver essa série esses dias e estou amando! <3

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  14. Acho tudo esses teus guias, apesar de não ler e nem acompanhar a série kkkkk
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  15. Que legal conhecer um pouquinho de todos esses fatos históricos, através de um livro de ficção. Os calhamaços dessa série sempre me assustaram um pouco por serem enormes hehehe, mas com certeza é uma história muito rica.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi
    gosto desses seus postes explicativos sobre a história, eu estou assistindo a primeira temporada, porém ainda não me vi tão envolvida na história.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Filme: O Inferno de Gabriel - Parte I, II e III

Guia de Leitura Série Hades Hangmen

Filmes da Passionflix