Livro: Lifers

Olá amores,

Como uma fã de romances dramáticos, trago com felicidade a indicação de Lifers da autora Jane Harvey-Berrick publicado pela Editora The Gift Box aqui no Brasil.


O livro nos conta  história de Torrey e Jordan. Ela, filha da pastora, chega a cidade após terminar um conturbado relacionamento. Ele, trabalhando como 'faz-tudo', precisa aceitar qualquer coisa que lhe oferecem, já que está sempre sendo julgado e apontado nas ruas como um criminoso, afinal, recentemente ele saiu da prisão após 8 anos de confinamento. Será Jordan culpado? Será Torrey a responsável por trazê-lo a vida novamente?

Um dos pontos que mais amei nesse livro é o fato dele não ser politicamente correto. Os temas e sentimentos são controversos como a vida real é. Existe o erro, existe o acerto. Existe o perdão. Sei que a situação vivida por Jordan não é das mais fáceis, mas o fato do amor existir e ser o responsável para ele conseguir enxergar um futuro é o mais bonito! Foi o que me conquistou! 

Não sei se sou a única, mas pensei muito na música "Demons" do Imagine Dragons enquanto refletia sobre essa história. Algo sobre os demônios estarem sempre de maneira interna, sobre Torrey só conseguir ajudar, porque realmente procura olhar para Jordan como um ser humano, não como um condenado. O perdão e o recomeço existem, mas precisamos de todo um processo para chegarmos até eles.

Falando um pouco da narrativa, por mais que seja uma temática mais pesada, eu devorei a obra em poucos dias de tão fluído e envolvente que é. Eu consegui enxergar toda a culpa, toda a dor que existe, pois simplesmente, em contrapartida, vi todo o amor ali. Entendo que você estar envolvido com a perda de alguém te marca para sempre e não tem como mensurar como cada um se sente, cada dor é única e só nos resta respeitar. (Sim, eu trato a história do livro como se fosse verdade e nem ligo se você me acha estranha! Para mim, aquilo realmente pode ser a realidade de alguém e eu não estou em posição de julgamentos).


"Lifers" é um romance dramático que roubou meu coração. É bem construído e emocionante. Intenso e apaixonante. Tudo na medida certa. Uma leitura obrigatória para amantes do gênero.

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - Maravilhoso!

- Alessandra Salvia

Comentários

  1. Oi, Alessandra. Como vai? Me parece uma obra encantadora, apesar de carregar alto grau de drama. Que bom que curtiu. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oiii,
    Adorei sua resenha! Você já tinha me indicado esse livro a algum tempo, mas agora com certeza passará na frente da minha lista. Kkkk
    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Ei, Alessandra, tudo jóia? A história parece ser realmente intensa, principalmente com tantos sentimentos envolvidos. Mas recentemente eu estou correndo de drama, comecei um livro esses dias e larguei pela metade, de tanta raiva que me fez kkk. Mas que bom que você aproveitou a leitura, afinal, não é todo dia que um livro ganha "5 estrelas", no seu caso corações.


    Books House

    ResponderExcluir
  4. Oi Ale! A dupla de personagens, pela descrição, me lembrou o livro Vergonha, mas a premissa deste parece ser mais densa e pesada. Eu gosto de um bom romance dramático, acho que o amor nestes casos é tão mais intenso e difícil. Adoraria ler. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hummm, não fiz esse paralelo a Vergonha... Não consegui ver ligação.

      Excluir
  5. Eu gosto bastante quando um livro aborda temas pesados, mas ele é escrito de forma tão fluida, que você lê e nem sente as páginas passando. É maravilhoso quando isso acontece. Que bom que a leitura funcionou contigo. ^^
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  6. Oi Ale, tudo bem?
    Gostei bastante da resenha e da associação com Demons, acho essa música muito boa. Mas, infelizmente, não consigo "dar match" com romances em que o passado dos protagonistas é cheio de cicatrizes e eles se curam pelo amor. :(
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele não se cura por amor, ela é a única que da uma chance para ele ser ele mesmo novamente. É diferente, Priih!

      Excluir
  7. Oi, Ale. Tudo bem?
    Eu gosto da ideia do perdão, erro e acerto serem um processo lento. Fiquei interessada na história e quero procurar mais sobre.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir
  8. Oi
    não conhecia essa história, confesso que fiquei interessada, essa editora tem histórias que parecem ser boas, mas nunca li nada, pelo que falou a história realmente te conquistou e que bom que trouxe essa dica por aqui.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. The Gift, um dia, me mata do coração com tanto livro bom!

      Excluir
  9. Oi Ale

    gosto quando a gente consegue fazer uma ligação com outra mídia, tipo a música. Isso já dá pra gente ter uma ideia do que você sentiu lendo a história.
    Aliás,gosto bastante de Imagine Dragons, mas faz tempo que não ouço, acho que vc me inspirou a ouvir.

    Boa próximas leituras,
    Apesar do Caos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem sei se a autora se inspirou neles, só me deu essa ligação na hora.

      Excluir
  10. Primeira vez que vejo comentários sobre esse livro. Realmente a narrativa parece trazer temas pesados, mas gostei de saber que você devorou a história, isso quer dizer que a escrita é fluída e bem instigante.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  11. Não sou fã de romances dramáticos e na verdade fujo deles. Dá se perceber que você curtiu bastante a leitura e é uma dica que vou anotar para quando estiver no clima de ler algo do gênero.

    Abraço

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  12. Oi, Alê! Tudo bom?
    Romance dramático pra mim até funciona, mas tem que ter uma trama pra FISGAR e esse não foi muito o caso. Eu já vi esse livro em algum lugar, provavelmente outra resenha, mas realmente não me chama a atenção.
    Que bom que foi uma leitura tão intensa e boa pra ti!

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  13. Achei a premissa do livro meio problemática. É como se a mocinha certinha filha da pastora tivesse a obrigação de ajudar o cara que tem má reputação e possivelmente é bem ignorante. Meu alerta de machismo já apitou aqui, haha. Mas espero que eu esteja errada e o livro não seja mais um romance clichê de um casal que vive em mundos diferentes.
    Agora, sobre tratar a história de um livro como algo real, também sou assim e te entendo, haha.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÃO É! A filha da pastora é pior que ele, Leslie! kkkkkkkkkkkkk Ela é toda liberal e vive sempre intensamente. Não tem machismo algum no livro! Muito pelo contrário. Você se surpreenderia muito.

      Excluir
  14. Oi Alessandra,
    Nossa que resenha bacana, fico muito feliz quando o livro atinge e supera a minha expectativa também. Dica anotada.
    Obrigada pela resenha.
    Bjos
    https://www.kelenvasconcelos.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Esse ano até que me aventurei nuns dramas, então adicionei esse na lista. Ponto positivo pela escrita ser fluída mesmo com a carga da história.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  16. Olá, Ale.
    A vida imita a arte ou a arte imita a vida hehe. Tudo o que eu leio ou assisto eu levo como realidade porque se não fosse assim que graça teria em sentirmos tudo enquanto lemos? Mas infelizmente vou deixar passar a dica porque não estou no momento de dramas hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Filme: O Inferno de Gabriel - Parte I, II e III

Guia de Leitura Série Hades Hangmen

Filmes da Passionflix