quinta-feira, 22 de julho de 2021

Words Challenge 2021 - Amor Proibido

 Olá amores,

Esse texto clichê, acho que pode ser considerado o mais difícil de todos. Eu quis puxar o amor proibido para um lado mais dark e estou ansiosa para a resposta de vocês. As palavras que tive que incluir foram: quântico, sombrio, vermelho, graça, experimentar e oportunidade. Por favor, deixem seus comentários e também vão conhecer o texto da Pâm no Interrupted Dreamer.


Words Challenge 2021 - Amor Proibido

"O ambiente estava escuro, só algumas chamas das lareiras falsas iluminavam as pessoas ao meu redor. Essa é uma boate menos conhecida em Gênova e eu tinha marcado esse encontro aqui exatamente por não querer chamar a atenção. Anonimato era o ponto chave para nossa relação dar certo. Meu longo e justo vestido preto combinava com minha mascara rendada. Meus saltos altos, também pretos, batiam no chão contando os minutos. O único ponto de cor em meu visual eram os lábios vermelhos. Vermelhos vivos, como sangue derramado num piso de mármore. Eu saberia que isso o desestabilizaria. Meus lábios sempre o faziam perder o foco no meio de uma discussão. Mas que cazzo, se Pietro demorasse mais um pouco, teria que ir embora sem explicar-lhe a situação...

- Gradisce qualcosa da bere, signorina Giulianna?
- Não, Matteo, grazie. Se Pietro chegar você poderia...
- Poderia o que, bella? Desculpe o atraso...

Uma mão quente pousou sobre minhas costas nuas. Eu arrepiei imediatamente. Virei para trás e ali estava ele. Com seus olhos claros mirando o ponto abaixo da minha orelha esquerda, o qual eu sabia que seria beijado dali a dois segundos. Pietro e eu podemos ser um casal há quase um ano, mas eu nunca me entediaria com seus toques, um simples beijo no rosto me deixava em chamas. Se não estivessemos em público...

- Pode ir, Matteo, eu assumo daqui. Diga, mia bella. Desculpe mesmo o atraso, mas eu tive que... Bom, você deve imaginar. - o garçom nos deixou a sós com um leve cumprimento de cabeça.
- Você foi seguido, Pietro?
- Talvez, mas meus homens vão dar um jeito nisso para nós... - ele sorri com o canto da boca, como se com um simples charme, eu fosse deixar isso passar. Não vou cair em sua graça.

Soltei uma lufada de ar. Típico dos homens machistas, se acham superiores a tudo e todos. Pietro era o mais novo chefe da Máfia italiana e por mais que eu não quisesse admitir, ele e meu pai eram extremamente parecidos. Às vezes, eu realmente me odiava por ter me apaixonado por nosso pior inimigo, se alguém da minha família nos pegasse agora...

- Vamos Giulianna, você ainda não me disse o porquê pediu para me ver com tanta urgência. Não que eu esteja reclamando, qualquer oportunidade que eu tenha para experimentar seu sabor deve ser aproveitada com louvor...

Ele começa a me beijar e desce as mãos para minhas pernas, encontrando a fenda do vestido por puro instinto. A energia que emanávamos era tão forte que poderia ser estudada como física quântica. Eu posso estar brava por seu atraso e por seu pouco caso frente ao perigo que estamos correndo, mas é inevitável, eu o deixo me tocar. Quando minha voz volta, apenas sussurro em seu ouvido:

- Estamos prestes a sermos pegos.
- Eu sei, mia bella, você não é das mais silenciosas.
- Não, seu stronzzo. Meu irmão. Ele achou a chave do hotel que você me deu na semana passada. Ele está me vigiando, para eu estar aqui hoje, tive que sair pela janela do quarto da Valéria e...
- Eu já te disse, se alguém me proibir de ver você, eu mato, Giulianna. Não tenho medo de sua família.
- Se você matar meu irmão, meu pai te mata logo depois, Pietro. Não existe saída para nós, entenda isso. Mesmo se fugirmos...
- Não vou fugir. Já te disse. O que sentimos um pelo outro não é errado, como um sentimento tão forte e tão... piacevole pode ser errado, mia bella? Somos um só, você não sente?

Eu sentia. Sentia nossa conexão, sentia nosso desejo, sentia nossa química exalando por todos a nossa volta. Mas eu também sentia nossa escuridão e o peso de nossos pecados. Vivíamos em um mundo sombrio, perigoso. 

Nossas testas se encostaram e eu lutava contra aquela sensação que me impulsionava em sua direção. Isso não terminaria bem, eu sentia a morte se aproximando. De qual dos lados, era impossível saber, porém não existia outro caminho. 

- Você será mia moglie. Custe o que custar, Giulianna. 

Era isso. Eu sabia, ele sabia.

- Eu já sou sua."




- Alessandra Salvia

14 comentários:

  1. Aii eu adoro ler textos rápidos e esse já é bem intenso haha. Adorei.

    Bjs

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  2. Oi, Alessandra. Tudo bem? Como de costume fizeste um ótimo texto. Parabéns! Agradou-me completamente. Abraço!


    http://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá Alessandra,

    Gostei muito do seu texto, realmente você escreve muito bem, parabéns.

    https://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    O italiano sempre deixando a linguagem mais seduzente.
    Ótimo texto e a brincadeira com as palavras.
    Adorei os atores escolhidos e a música tb.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    * imagina que aqui tem um emoji de foguinho * hahaha
    Gostei do resultado da história, que mesmo curta deu um bom passado para os dois.

    Beijão
    https://deiumjeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oiiii,
    Texto maravilhoso!!!
    Eu como sempre fico com vontade de ler mais.
    Parabéns!
    Bjo

    ResponderExcluir
  7. Olá, Ale.
    Gostei bastante do texto, mas ainda prefiro os mais românticos hehe. Mas gostei de ver você mudando um pouco e realmente dos clichês até agora esse me pareceu ser o mais dificil. Leria fácil esse livro e nem gosto de máfia hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir