domingo, 22 de julho de 2018

Livro: Tarde Demais

Olá amores!

Quando você vê algum livro da Colleen Hoover sendo lançado sente borboletas no estômago assim como eu? Eu admiro demais essa mulher e não tem um livro que ela escreva que não me impacte de alguma forma. E quando soube que 'Tarde Demais' estava chegando com outro selo da editora Record, sabia que viria bomba por aí. 


O livro já começa com um depoimento da Colleen explicando o porquê essa história se diferencia das outras e fica bem claro que não é indicado a adolescentes ou até mesmo pessoas sensíveis. Assim, nessa obra, conheceremos Sloan, uma universitária que namora um traficante da universidade, Asa, em troca de dinheiro para manter os cuidados que o irmão com necessidades especiais precisa. Porém, quando Carter entra em sua vida, ele traz a esperança de que talvez, algum dia, a vida possa ser melhor. 

Já deu para perceber o quão polêmico esse enredo pode ser, né? Se você tem problemas com cenas de sexo, abuso, violência e drogas, por favor, nem se arrisque a ler. O livro tem o papel de incomodar o leitor. Ele te deixa desconfortável com a quantidade de cenas exploratórias e reais. Porque sim, ele é verdadeiro, em momento algum, Colleen romantiza ou tenta por panos quentes. Muito pelo contrário, ela usa o artifício de capítulos intercalados para termos a visão de cada lado da história e confesso que ler os capítulos do traficante Asa eram bem complicados. Dá para perceber seus problemas psicológicos e como a pessoa que exerce o abuso fica cega em relação aos sentimentos, é como se tudo tivesse lógica por aquela perspectiva, mesmo sendo algo absurdamente errado

Você é minha.
A construção da história é outro ponto a parte, acho que talvez isso tenha me cansado um pouco, pois há epílogos no meio do livro e prólogos ao final. É uma versão da história desconstruída e intencional. Só que como a história é bem forte e detalhada, muitas vezes, eu não quero voltar ao passado e ver uma nova versão de como Sloan foi abusada, entendem? É pesado, é incomodo, é desnecessário.

Porém, não me levem a mal, não estou dizendo que o livro é ruim. ELE NÃO É. A história é rica, tem um papel fundamental para aqueles que não enxergam o abuso contido em pequenos atos ou até mesmo dentro de um relacionamento. Colleen pesou a mão e não polpa nossos corações, o trabalho dela é muito bem executado e a qualidade da escrita inegável. Só que determinadas cenas foram demais para mim, foram incisivas e eu não estava preparada. Acho que ninguém está na verdade, só que preciso aceitar que algumas pessoas precisam desse choque, desse 'tapa na cara' para entender a profundidade e a necessidade de abordar o tema abuso (tanto psicológico, quanto físico).


Outra coisa que preciso ressaltar é que você não será mais você depois desse livro. E digo isso porque ele te faz refletir como um todo, sabe? Acredito sim que algumas partes são desnecessárias, mas após o término da leitura penso que eu não posso dizer que 'nunca faria o que Sloan fez' ou 'nunca agiria de determinada forma'. O livro pode sim falar sobre escolhas, mas acima de tudo, fala sobre como as escolhas dos outros nos afetam, até que ponto é saudável, até que ponto eu preciso aguentar essa situação? O livro te faz questionar sobre o que é o amor e como saber que aquele sentimento é válido ou está ultrapassando os limites.

"Tarde Demais" foi uma obra totalmente diferente do esperado e positivamente falando, fez a diferença. Infelizmente, eu nunca leria de novo, pois sei que sua proposta foi cumprida e sendo sincera? Não me faria bem uma segunda leitura. 


Deixo aqui meu aviso sobre os conteúdos fortes da obra: NÃO leia se você tiver problemas com sexo e drogas. NÃO leia se você for o tipo de pessoa que chora até com propaganda de margarina. Obrigada!!!!!!!!! Agora, eu preciso saber o que vocês acharam dessa história? Alguém já leu? O que achou? Quer ler? Não vai se arriscar? Deixem seus comentários!!!!

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ (4/5) - Muito bom!

- Alessandra Salvia

44 comentários:

  1. Oiii Alê

    Acho que seria um livro forte demais pra mim. Acho que é especifico pra quem está acostumada a ler livros com temas assim, mais pesados. Eu de momento ando numa fase rosinha chick lit total, então por enquanto deixarei essa dica passar.

    Beijo

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  2. OI Ale! Estou curiosa para conferir esta nova história. Desde que vi que não sairia pela Galera e sim pela Record, fiquei pensando no diferencial do livo em relação aos demais.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ale!
    Menina, tem três livros da autora que até hoje não li, estou super atrasada com os livros dela. Me considero muito sensível, mas já li sobre tantas coisas nessa vida e já vi cada situação, que eu quero ler a história mesmo assim. Não tenho medo do assunto e acho importante falar sobre ele, até porque minha prima mesma saiu de um relacionamento abusivo agora e está precisando da ajuda da família para lidar com isso. Dizem que esse é o melhor livro da autora e eu acredito que ele seja realmente bom, mas tem histórias que não dá pra engolir outra vez, tipo Mil beijos de garoto. Uma vez só basta.
    Beijos!
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou apaixonada pelos livro dela, recomendo quase todos!

      Excluir
  4. Oi Ale, tudo bem?
    Quero muuuito ler esse livro. Sou masoquista, adoro histórias que me façam chorar hahaha! Mas brincadeiras à parte, eu estou interessada em ver como a autora trabalhou o abuso mesmo, porque é um tema que nem todos os autores e autoras sabem escrever com responsabilidade.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ale!
    Eu já estou com esse livro pra ler. Confesso que prefiro a capa original, já que essa não passa muito bem o que a história vai tratar.
    Eu só estou com medo sobre o que falou de querer chocar o leitor. Tive uma péssima experiência disso com outro livro e fiquei traumatizada.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ale!
    Quando li esse livro, sabia que se tratava de uma trama mais dark e que sairia do convencional da autora, porém não esperava encontrar uma trama extremamente pesada e detalhada. Acho que foi uma das minhas melhores experiências com a autora, apesar de não ter gostado de algumas coisas que ela acrescentou no final (mas não sei se entrou nessa versão em português). Achei que ela deu um tapa em todo mundo e mostrou que esse mundo existe e a gente não enxerga ou finge não enxergar. Porém, algumas pessoas realmente não vão conseguir chegar nem até a metade e seria bom se a editora frisasse mais esse detalhe.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  7. Oi Alê, tudo bem? Eu acho que já disse aqui outras vezes que nunca li nada da autora rsrsrs mas estou com Talvez um dia engatado pra leitura, espero curtir porque daí já leio esse tb!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  8. Gostei da resenha Alê. Acredito que esse livro não seja pra mim, até porque me sinto bastante desconfortável com esse tipo de temática. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Ale, sua linda, tudo bem?
    Você acredita que eu nunca li nada da autora, mas toda vez que sai um lançamento dela, coloco na lista pois quero ter todos??? Risos... Agora, Ale, eu sou essa pessoa que chora em comercial de margarina, eu já chorei em filme de terror, não por medo e sim pelo o que estavam fazendo com o personagem, risos.. Mesmo sabendo que iria sofrer demais, eu leria, mas quando você disse que as cenas são muito fortes e reais, vi que não vou aguentar. Você disse uma coisa muito certa, quando termina o livro não é mais a mesma pessoa. Isso acontece comigo em todas as leituras que faço. Acho que essa, me deixaria com sentimento muito pesado. Mas concordo com você, esse tipo de livro, que incomoda, que deixa cicatrizes em nós, é completamente necessário. Precisamos combater os abusos. Essa realidade existe e lá fora tem muita vítima precisando de ajuda. Sua resenha ficou super intensa, adorei!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Cila! E deveria conhecer os livros da Colleen sim, ela é uma das minhas autoras favoritas.

      Excluir
  10. Oii Ale.
    Uma das coisas que mais gosto nos livros da CoHo é a capacidade que a autora tem de nos fazer refletir. Até porque, acho invalido livros que não tragam ensinamentos por menor que eles sejam.
    Amei sua resenha. Fiquei com muita vontade de ler a obra.
    Beijos.

    https://fanficcao.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  11. Oie
    Eu estava curiosa por este livro, mas confesso que não gosto de ler este tipo de tema, prefiro livros para suspirar ou se divertir, um bom romance. Não curto muito histórias pesadas.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Definitivamente esse não é o meu tipo e livro, achei o enredo bem pesado mas eu gostei muito da sua resenha.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com/2018/07/resenha-do-livro-barraca-do-beijo-beeth.html

    ResponderExcluir
  13. Olá Aleeeeeee
    Esse está aqui em casa esperando a vez de ler, mas confesso que tenho achado a escrita da CoHo um tanto pesada e pela sua resenha ela exagerou dessa vez.
    A ideia é mesmo provocar e promover o debate e reflexão, mas acredito que é preciso medidas socioeducativas bem construídas para isso já que quem pratica esse tipo de abuso não vai ler o livro e os leitores não são sociopatas que conjugam o verbo abusar, então a intensidade da mensagem meio que perde e a autora fica limitada numa temática
    Massss sua resenha como sempre esplêndida.
    Uma ótima semana pra ti
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Olá Alee! Tudo bem?
    Eu nunca li nada dela e sou louca para escolher algum para começar.. mas acho que não iniciarei com esse. Até gosto de histórias fortes e intensas assim, mas fiquei com minhas dúvidas se aguento tudo isso aí que falou.. mas fiquei mega curiosa!! Gostei muito da resenha e obrigada por todos os avisos hehe
    Beeijo

    http://lecaferouge.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia 'Talvez um Di' ou 'Confesse' para começar devagar com a Colleen.

      Excluir
  15. Olá, Ale.
    Eu li dois livros da autora que até gostei. Mas depois comecei a ver o gênero de uma forma diferente e as resenhas que fui lendo dos livros que foram sendo lançados me mostraram que os livros da autora não são para mim. Por isso não lerei ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  16. OI Ale, td bem?
    AAAAAA agora fiquei mais curiosa ainda pra ler! Acho super importante esse debate que o livro gera, e esses questionamentos, tudo o que vemos/lemos, precisa nos cutucar de alguma forma né?
    Agora me encontro num dilema, to na página da saraiva com esse livro no carrinho, me perguntando se compro ou não HUADSHUDASHU
    beijos
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br
    Vídeo novo: https://www.youtube.com/watch?v=YfQcRlt7rCs

    ResponderExcluir
  17. Oie Ale =)

    Estou para receber esse livro e confesso que até ler a sua resenha não fazia ideia do que se tratava a história. Gosto quando o autor insere esse toque de realidade na trama, por que infelizmente relacionamentos abusivos são reais e estão acontecendo a todo momento e muitas vezes a vitima não se dá conta.

    Vou me preparar emocional e psicologicamente para ler esse livro, por que pelo visto ele promete abalar minhas estruturas.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  18. Oi
    eu ainda não li esse livro, mas quero muito, é bom saber dos seus avisos para já estar preparada quando for ler, parece realmente ser uma história bem forte, pelo menos toca no lado real, uma história para abrir os olhos das pessoas.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Oi, Ale! Tudo bem?

    Já tinha visto fotos deste livro circulando pelas redes sociais, mas ainda não sabia sobre o que ele falava e mesmo que eu não tenha lido nada da autora, não imagina que este livro com a capa tão linda tivesse uma história tão forte.
    De verdade, achei incrível tudo que você falou, principalmente o fato da autora não romantizar nada, em nenhum momento, porém, eu não leria. Não por agora. Eu já tenho o costume de ler livros fortes e muitas vezes, acho que não estou preparada.
    Quero sim lê-lo algum dia, mas por enquanto não.
    Mas, estou muito feliz pela autora trazer esta realidade, sendo que ela já tem um grande público.
    Adorei sua resenha!
    Beijos,
    Magia é Sonhar
    Conheça o nosso Canal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo com um grande público, acho Colleen corajosa por abordar a temática dessa maneira.

      Excluir
  20. Hey Ale! Tudo bom?
    Eu vi muitos destaques sobre esse lançamento, e confesso que depois de ler toda a sua resenha, vou passar meio longe dele, pois choro com comercial de margarina e adoro contos de fadas kkk
    Mas todo livro tem um propósito e se esse cumpriu o dele como você disse, então acho válido que todos o conheçam.
    Obrigada pelo comentário lá no meu blog.
    Volte sempre!

    ~ miiistoquente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que eu também sou toda sensível, mas gosto de sofrer, então arrisquei mesmo assim, rs.

      Excluir
  21. Oi, Ale. Esse livro é lindo, e sinceramente eu pensei em lê-lo por isso, mas depois dessa resenha eu entedi que se eu for será em um momento em que eu tiver melhor com meu emocional. Eu li um livro recentemente e até resenhei, mas eu não cheguei detalhar como a questão da tortura me deixa em frangalhos. Vendo a sinceridade que você colocou o que sentiu na história me fez ter vontade de melhorar nesse ponto! Amei a resenha!

    Beijos da Yana,
    Marshmallow Com Café

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prepare o emocional com toda a certeza, porque ele abala e MUITO.

      Excluir
  22. Aleeeee
    Acho que não vou me arriscar por esse (mas que tema, UAU!!!!)
    MASSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS
    ja comprei meu é assim que acaba <3
    adoro suas resenhas, ja te falei? Direta, reta, sem spoilers (voce avisa quando tem <3)
    e objetiva <3

    ResponderExcluir
  23. Oi Alê!
    Colleen Hoover tem o dom de massacrar os nossos corações,mas nesse livro ela se superou demais.Como você disse,ela não nos poupou em nada,seja na construção das cenas,nos atos dos personagens,no tema de forma geral.
    Realmente não é uma leitura fácil,não é pra qualquer pessoa,mas a mensagem no final é mega importante e as reflexões extremamente necessárias!
    Beijos!

    http://livreirocultural.blogspot.com/

    ResponderExcluir