quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Texto: 7 Years

Olá amores,

O texto autoral de hoje é até um pouco pessoal. Escrevi há alguns meses e reflete muito do que passei em uma fase complicada da minha vida. Espero que gostem!




"Quando eu tinha 7 anos, eu brincava de bonecas e fingia ter uma grande e feliz família. Quando eu tinha 15 anos, comecei a perceber que nem sempre o que imaginamos para nossa vida será o realizado. Hoje, com quase 30, vejo que o destino me reservava algumas surpresas. A tal família idealizada ainda não apareceu e eu soube que podia fazer dos meus amigos verdadeiros entes queridos. Até porque, vocês já perceberam que as pessoas que permanecem são aquelas que menos esperamos? 

Viajando pelas fotos e lembranças de um passado conturbado, respiro fundo pensando o que será de mim aos 60. Talvez eu esteja sozinha. Talvez eu esteja rodeada de netos. Talvez eu esteja onde minha imaginação não possa alcançar. E sinceramente? Está tudo bem. 

Estou aprendendo a controlar a ansiedade, tentando viver um dia de cada vez e fazendo o possível para não ter arrependimentos. Pois assim, sei que o caminho que seguirei será o certo, independente de qual seja meu futuro, eu o aceitarei sem culpa e sem tristeza.

Acho que foi por isso que comecei a escrever e criar histórias. Colocar o turbilhão de pensamentos no papel foi a maneira que encontrei de aliviar as possibilidades que minha mente insiste em criar. Foi assim que percebi que posso seguir em frente e nem sempre o ponto final é algo doloroso. Às vezes, o fim precisa existir, simplesmente, para novas histórias surgirem."


- Alessandra Salvia

34 comentários:

  1. Oiiiii,
    Adorei seu texto!!! Como sempre falo, escreva muuuuito!!!
    Amo seus textos, cheios de sentimentos e de verdades.
    Bjos
    Mamaci

    ResponderExcluir
  2. Ola
    Belo texto
    Acho que muita gente se indentifica com tufo o que escreveu
    Sim e preciso sefuir em frente e escrever e reescrever nossas historias

    ResponderExcluir
  3. Oi Alê,

    Lindo texto. Acho que temos diversas fases na vida. Algumas são boas e outras nem tanto e com certeza escrever faz com possamos expressar aquilo que está preso dentro de nós.

    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Alessandra como vai? Parabéns pelo seu escrito, ficou excelentemente carregado de sentimentos. Eu amo seus escritos, já tá no momento de você escrever um livro, se é que já escreveu algum. Desculpe-me pelo meu suposto atrevimento em se meter onde não me diz respeito, mas é que eu amo seus escritos e, você escreve super bem que eu tive de dar um conselho. Um abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Ale, tudo bem?
    Adorei a reflexão.
    Esse lance de futuro e família é bem incutido na nossa cabeça desde sempre, e ficamos com medo caso não realizemos. Mas a verdade é que a vida é cheia de possibilidades que funcionam diferente pra pessoas diferentes. Não há fórmula única, e isso é lindo. ♥
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  6. Oi, Alê

    Eu amo essa música, é tão reflexiva...
    Eu estou com 31 e coisas que eu idealizava quando era mais nova ainda não aconteceram, como o caso de já ter filhos, não necessariamente estar casada. Mas ainda há tempo, o importante e não pensar nisso como uma falha e sim que Deus está caprichando. :D

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  7. Alê <3
    Que lindo seu texto
    Mesmo aos 24 anos estou percebendo que as coisas não vão ser ou não estão sendo como eu sempre imaginei e... respira fundo, está tudo bem
    Como o comentário da Tami, é bom pensar que Deus está caprichando
    e realmente ...
    Adorei uma frase muito especial no seu texto:

    Até porque, vocês já perceberam que as pessoas que permanecem são aquelas que menos esperamos?

    Realmente <3
    Amei seu texto, Alê, adoro seus textos autorais!
    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pamzinha, acredito muito em livre arbítrio, então se não vier também, acho que está tudo bem, sabe? Deus me dá caminhos e eu preciso seguir da melhor maneira. Acho que isso dá outro texto... AI AI AI... NÃO POSSO CONVERSAR COM VOCÊ.

      Excluir
  8. Amiga que texto lindo! Tu colocou tanto sentimento e beleza nele que é impossível não se conectar com as suas palavras. Amei, tu escreve muito bem.
    Mil Beijos!
    https://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Ahhh, você escreve lindamente! Apaixonadíssima por esse texto!

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  10. Oi Alê, achei o texto bem bacana, sensível e verdadeiro. A gente idealiza mesmo a família, aliás,a gente idealiza muita coisa, às vezes a decepção é inevitável. O impprtante mesmo é seguir adiante!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  11. "A tal família idealizada ainda não apareceu e eu soube que podia fazer dos meus amigos verdadeiros entes queridos. Até porque, vocês já perceberam que as pessoas que permanecem são aquelas que menos esperamos?"

    "[...] foi a maneira que encontrei de aliviar as possibilidades que minha mente insiste em criar. Foi assim que percebi que posso seguir em frente e nem sempre o ponto final é algo doloroso. Às vezes, o fim precisa existir, simplesmente, para novas histórias surgirem."

    EU QUERO TATUAR ESSE TEXTO NA TESTA!
    Me identifiquei demais, obrigada Ale ❤ Escreva pra sempre!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAAAAAAA OBRIGADA OBRIGADA OBRIGADA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
  12. As vezes eu penso o que serei no futuro, casada? feliz? formada? Super te entendo, é muita ansiedade. Quando eu era criança pensava em um futuro totalmente diferente do atual, talvez porque eu era inocente, mas sou feliz com o presente, mesmo com tanto problema que são normais, né. Ótimo sábado.
    Meu blog: https://emversosmeencaixo.blogspot.com
    Estou seguindo!

    ResponderExcluir
  13. Oi Ale,eu amo essa música do Lucas Graham .No meu "Sobre mim" do blog até fiz referência a essa música.

    Sabe ,eu sei que esse texto é um pouco auto-biográfico, mas me identifiquei bastante com ele.

    Muitas vezes me pego relembrando do passado e o que me espera no futuro.

    Amei o texto
    Beijos

    Meu Mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que na atual sociedade, fica difícil em algum momento NÃo passar por isso, né? Fico feliz que tenha gostado.

      Excluir
  14. que texto mais lindo! vamos tento lições e aprendizados diferentes em cada fase da vida

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  15. Parabéns pelo texto! A gente vai chegando nos trinta e começa a pensar um monte coisas mesmo, avaliar nossa vida. Comigo tb foi assim!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  16. Realmente, esse é um texto bem pessoal porém bem bonito. Acho que todos nós já tivemos essa reflexão sobre a vida quando chegamos na casa dos 20 e poucos anos. Quando novos, planejamos toda a vida que temos pela frente e ela quase sempre dá seu jeitinho próprio de bagunçar tudo, muitas vezes nos colocando para seguir um caminho completamente diferente do planejado. É bom não se desesperar porque muitas vezes isso faz bem.

    Abraço,
    Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
  17. Um lindo texto. Escrever e ler curam a alma. Por isso eu também adoro!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir