Livro: É Assim que Começa

Olá amores, como estão?

A resenha do livro de hoje demorou para sair simplesmente porque eu não sabia se deveria arriscar. Pois é. "É Assim que Acaba" da Colleen Hoover é um dos meus livros favoritos da vida e quando foi anunciado a continuação "É Assim que Começa", eu fiquei desestabilizada. Será que todo meu amor seria aniquilado por uam sequência desnecessária? Será que CoHo pela primeira vez iria me decepcionar? Eis que hoje lhe darei essa resposta.



ATENÇÃO TEREMOS SPOILERS DE "É ASSIM QUE ACABA"!

ATENÇÃO AOS GATILHOS!


Sinopse: "Lily e o seu ex-marido, Ryle, acabaram de se adaptar numa situação de compartilhamento de guarda quando, de repente, ela se reencontra com seu primeiro amor, Atlas. Depois de quase dois anos separados, o tempo finalmente parece estar ao favor de ambos, e Lily imediatamente aceita o convite para um encontro.

Entretanto, sua empolgação é rapidamente prejudicada pelo conhecimento de que, embora não sejam mais casados, Ryle ainda se faz presente na sua vida. E Atlas Corrigan é o único homem que ele odiará estar na vida de sua ex-esposa e filha.

Alterando entre as perspectivas de Lily e Atlas, “É Assim que Começa” inicia exatamente onde o epílogo terminou. O livro revela mais sobre o passado de Atlas e acompanha Lily enquanto ela abraça uma segunda chance ao amor verdadeiro, e navega sua relação com um ex-companheiro ciumento”.


Minha Opinião:

Antes de falar qualquer coisa sobre o lançamento, preciso destacar que tenho sim consciência de todos os gatilhos e problemáticas que a duologia apresenta. Violência doméstica, abuso psicológico, agressão, relacionamentos tóxicos... Todos são temas extremamente importantes e delicados, então recomendo a leitura apenas se você está ciente disso. Contudo, como aqui é um blog pessoal, eu vou dar a MINHA opinião sobre a história.

EU acho interessante a forma como a autora descaracteriza o agressor para entendermos que nem sempre é tudo preto no branco. Nem tudo é claro e simples de se resolver, até porque temos SENTIMENTOS envolvidos. Lily amava Ryle, ela é uma protagonista que precisava construir a si mesma, que precisava aprender a ser forte. Suas escolhas são SUAS. Super entendo que um livro pode moldar opiniões dos leitores, mas também acredito que ele possa dispertar reflexões e discordar das atitudes dos personagens é algo que deveria ser normal. Nem por isso o livro se torna ruim ou invalida alguma discussão.

Falando abertamente: eu acho sim que Lily deveria ter denunciado Ryle. Eu jamais deixaria minha filha sozinha com alguém que possui um temperamento como aquele. Entretanto, eu não sou a Lily. Na 'nota da autora' no livro "É Assim que Acaba" há um grande explicação do porquê a autora preferiu seguir este caminho e ali eu vi o quanto eu deveria respeitar seu livro. Tanto que fiquei morrendo de medo do que ela poderia fazer nessa continuação, até então desnecessária ao meu ver. Mas é claro que estamos falando de Colleen Hoover e ela nunca dá ponto sem nó...

"É Assim que Começa" veio para dar o tão sonhado final feliz para Lily. Aquela protagonista que sofreu, que foi julgada e continua traumatizada, porque não existe uma chavinha a ser virada para os medos e inseguranças desaparecerem. Esse novo livro é uma linda história de amor e de força. Amor materno, amor romântico. Ryle pode até fazer um terror psicológico em algumas cenas, mas jamais vai ser o centro quando temos o Atlas do outro lado. É um livro que define altos padrões de romance e que me emociona só de lembrar. Bem construído, novamente com temas relevantes e que traz a esperança ao leitor.

Esperança não apenas com amor e paz, mas com compreensão, apoio, altruísmo. Até mesmo Ryle tem mãos estendidas à ele. É a esperança para Emerson crescer feliz e num ambiente saudável. Claro, nem tudo será repleto de flores o tempo todo, CoHo é mestre em nos fazer entender que há altos e baixos na vida.

Como leitora, senti o efeito de estar presente na jornada de Lily. Devorei cada capítulo, cada página com uma ânsia única. Finalmente, posso olhar para essa duologia com um sorrisinho no rosto, as lágrimas são inevitáveis, como na vida real, mas com a alegria de que o ponto final veio de maneira merecida para nosso casal perfeito. ♥

E antes de finalizar a resenha, fica aqui o questionamento: algum dia eu vou achar o meu peixinho? rs



Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - Favoritado!

- Alessandra Salvia

Comentários

  1. Oi!
    Hoje não tenho mais o hábito de ler os livros da Colleen Hoover e quando lia sempre achei as continuações dela meio desnecessárias, mas que bom que essa continuação funcionou super bem pra você!

    Beijão
    https://deiumjeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oie, eu entendo que essa é uma continuação delicada por ser ao mesmo tempo esperada e para alguns nem tanto. Sei sobre a história de forma resumida, mas pelo gênero, não acho que seria uma história que iria me agradar totalmente, por isso nunca comecei. Fico contente que tenha curtido a história e que o desenvolvimento dos personagens foi ótimo.

    Bjs

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  3. Oi Alê! Você é a maior fã da autora que conheço e acho lindas as suas resenhas dos livros dela, sempre carregadas de emoção. Faz tempo que não leio nada da autora, mas este ano pelos menos esta duologia vou conferir. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Oi Ale, tudo bem?
    Da CoHo só li Verity, mas sei mais ou menos a temática por ter lido muitas resenhas na blogosfera. Fico feliz que a autora tenha feito uma boa continuação! Assim, o encanto e o peso do livro 1 não foram desperdiçados, né?
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  5. Realmente suas dúvidas e medos sobre a sequência são validas e fico super feliz que a continuação tenha sido satisfatória para você .

    Eu acho que se o personagem mexe com a gente, te faz ter raiva, traz sentimentos, reflexão que se propôs a trazer, então cumpriu seu papel. Se o livro não causa nada, melhor nem ler.

    Ainda não tive oportunidade de ler os livros da CoHo, mas espero ter logo logo.

    beijos

    https://duquesaazarada.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Eu amei essa continuação, mas depois de um tempo lendo eu percebi que não estava interessada do arco Lily e Atlas e sim no no Atlas e no irmão dele.
    Fiquei feliz por eles terminarem bem e por ser tão real em mostrar que os laços com o abusador são difíceis de quebrar, mas que são possíveis sim.
    Beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi
    que bom que gostou e favorito a leitura e que nesse segundo a protagonista teve um final feliz, ainda não li o primeiro e tenho muita curiosidade, mesmo sabendo do tema delicado que a história retrata, só vejo elogio dos dois livros.

    https://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi Alessandra , tudo bem?
    Ainda não li nada da autora, mas sempre vejo comentários sobre seus livros. Que bom que você gostou da leitura e que essa continuação teve um final satisfatório.

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Olá, Ale.
    Já sabe minha opinião sobre os livros da autora hehe. Que bom que gostou da continuação, porque vi muita gente que odiou. Eu particularmente acho desnecessário escrever continuações de livros que já estavam com suas histórias terminadas. E não me refiro a esse em específico. Tem muitos autores hoje em dia ressuscitando algumas histórias por conta de pressão de leitores e acaba não sendo exatamente o que as pessoas esperavam.

    ResponderExcluir
  10. Oiiii,
    Como não amar os livros da CoHo???? Meu Deus!!!
    Eu devorei o livro!
    Adorei sua resenha!
    Bjo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Últimos Assistidos #6

Livro: Xeque-Mate

Últimos Assistidos #5