domingo, 30 de dezembro de 2018

Words Challenge 2018 - Era Uma Vez

Olá amores,

FELIZ ANO NOVO!!!!! Com alegria venho compartilhar com vocês o último post e o último Words Challenge do ano. A temática? Não poderia deixar de ser aquilo que nos inspirou por todos esses meses: "Era Uma Vez". Os contos de fadas foram nossa temática central em 2018, mas em 2019 algo diferente nos espera, já que todos os textos serão totalmente novos e originais. Lembrando que tem texto novo lá na Pam do Interrupted Dreamer também, hein? Não deixem de conferir!


Words Challenge 2018 - Era Uma Vez

"Fecho os olhos e ouço as ondas do mar baterem nas rochas abaixo do cais. A brisa fresca faz meus cabelos ondulados balançarem e deixam um leve aroma de areia e sal, aquele típico cheiro de quem passou o dia mirando o horizonte azul. 

O meu rádio comunicador vermelho movido a pilha está comigo. Ele é o meu companheiro nessas horas de loucura e sofrimento. Horas estas que custam a passar quando não se tem mais esperanças. Ou talvez eu até tenha, afinal, permaneço aqui, firme a espera de que algo surja a minha frente. 

Hoje, dia 31 de dezembro, faz 3 meses que o vi partir. Meu marido foi em busca de sustento em um barco de madeira, o chamado 'Berenice'. Pintado a mão de azul e branco, aquela pequena e gasta embarcação era tudo o que tínhamos quando nos casamos e foi ali em que vivi os melhores momentos de minha vida.

Casamo-nos dentro de 'Berenice', uma cerimônia simples e bonita, cheia de amor e harmonia. Como eu sonhava que fosse. Agora, a festa não. Meu marido sempre foi muito bem quisto em razão de sua solidariedade e bom humor. Comemoramos por quase uma semana direto. Foi como um sonho. Foi como um conto de fadas. Um alegre e curto conto de fadas.

Passo a mão em minha barriga que está redonda como uma melancia e digo quase como um sussurro:

Era uma vez, uma pequena bailarina que adorava chutar as costelas da mamãe. Uma bailarina que iria ser muito amada e que tinha o sonho de um dia poder conhecer o seu papai... 

Pauso para respirar. Uma lágrima corre pela minha bochecha e continuo.

Era uma vez, uma mamãe que sentia como se o mundo estivesse a colocando em prova. Uma mamãe que sabe o verdadeiro significado da palavra família e que tem o sonho de poder mostrar isso a sua pequena bailarina...

Aperto a madeira do parapeito com força. No outro extremo do horizonte, um pequeno ponto surge e eu acho que meus olhos estão vendo demais. O rádio emite um alerta de proximidade e eu não me seguro mais:

Era uma vez, um papai muito corajoso e persistente. Um papai que ama sua bailarina acima de tudo e que, finalmente, voltou para casa."


E é isso. Espero de todo o coração que vocês tenham gostado e desejo-lhes muita paz, saúde e sonhos realizados. Vocês são incríveis, nunca se esqueçam disso. Feliz 2019 e até o ano que vem!

- Alessandra Salvia

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Melhores 2018

Olá amores,

E chegou o dia da nossa tradicional lista de MELHORES DO ANO!!!!!! Porém, vamos fazer um pouco diferente esse ano, já que tem algumas categorias que está sendo impossível escolher um favorito, rs. Desta forma, selecionarei os meus 5 melhores livros, filmes e séries de 2018. As escolhas não estão em ordem de preferência!!!!



Informação Importante: são os MEUS favoritos, pode até ter coisa ruim para você, mas são  as obras que me envolveram demais e eu não podia ignorá-las agora, só porque a crítica num geral é negativa, né? Sendo assim, vamos voltar ao foco principal... rs


LIVROS 2018

Um Sopro de Neve e Cinzaz - Outlander #6 (Diana Gabaldon)

Eu lia e a lágrima escorria. Um dos meus livros favoritos da vida. Mesmo sendo o volume 6 da série Outlander, Diana Gabaldon mostrou que sabe construir uma história e sabe manter o ritmo de leitura. Há muitos detalhes e não é possível ler o livro de maneira independente, porém merece o destaque pela sua riqueza, fluidez e intensidade.



Série Corte de Espinhos e Rosas (Sarah J. Maas) e Série Trono de Vidro (Sarah J. Maas)

São dois itens em um só bloco, pois acho que esse ano foi o ano da Sarah J Maas para mim. Meu primeiro contato com ela foi esse ano e eu devorei quase todas as obras já disponíveis no Brasil (faltam 2 livros para concluir) e não me arrependo desse investimento de tempo na autora. A fantasia criada por ela foi tão impactante que eu não conseguia parar de ler! Suas protagonistas são fortes, os enredos bem construídos e surpreendentes. Sempre haverá algum detalhe para te deixar de boca aberta. 





É Assim Que Acaba (Colleen Hoover)

Sendo minha autora internacional favorita, vocês já sentem o peso desse livro. "É Assim Que Acaba" foi uma obra que tocou meu coração de uma maneira única. Não costumo ler as sinopses dos livros da Colleen e isso me fez muito bem em relação ao enredo construído aqui. Eu não me deixei levar pelas críticas ou até por saber a temática do livro, eu senti. Eu vivi junto com a protagonista toda a trajetória, toda a esperança e toda a dor. Um livro maravilhoso e super-necessário. 




A Rosa do Deserto (Uiara Barzotto)

Quando fiz a parceria com a Uiara, confesso que eu não esperava nada disso, ou pelo menos não na intensidade que foi. "A Rosa do Deserto" me fez sentir. E como vocês já sabem: eu leio para sentir. Eu senti o amor. Eu senti a esperança. Eu senti que eu poderia ser alguém melhor. A história do Capitão com a doce médica num país arisco pela guerra tocou meu coração e se tornou um daqueles livros queridinhos da vida. É uma história rica, impactante. Apaixonante! 




Céu Sem Estrelas (Íris Figueiredo)

Tive o prazer de conhecer a Íris na Bienal do livro e ali tive a certeza de que tudo o que ela escreve, ela prega na vida. O enredo é sensível e delicado, mas forte, intenso e que te derruba. Eu devorei essa história num nível de ansiedade altíssimo, porque eu só queria que a protagonista ficasse bem, que ela se visse como eu a via: uma garota linda, forte, corajosa e inteligente. O que mais me impactou é o quanto essa história poderia ser real, mas também o quanto nós podemos machucar com simples palavras. Ou talvez, também salvar.



SÉRIES 2018

Outlander

Eu vou falar eternamente dessa série. Por quê? Porque sim! QUE MARAVILHOSA! A quarta temporada ainda não foi concluída, porém merece destaque pela produção incrível e pelo enredo impecável. Acho que não assisto nenhuma série tão sensível quanto Outlander. Nessa fase, com Brianna tomando parte do protagonismo, nos vemos vibrando pelo reencontro da família Fraser. Mas claro, Claire e Jamie não decepcionam e continuam se metendo nas confusões mais improváveis no Novo Mundo.




The Sinner

Eu assisti recentemente essa série e MEU DEUS! Fiquei no chão. Não há outras palavras. Destaque para a atuação de Jessica Biel que fez o papel de Cora brilhantemente, mas não foi só isso que fez a série ser uma das minhas preferidas. O roteiro em si me surpreendeu demais! Não esperava nada daquilo e admiro com toda a certeza os envolvidos nessa produção. Vale a pena assistir, até porque cada temporada já tem um final fechado.




Elite

Vocês vão perceber que eu amo uma série com temática: 'quem matou fulano?', rs. Elite é uma série espanhola que possui um elenco adolescente, divertido, novo e o enredo forte, intenso e com várias críticas sociais. Acho que grande parte da abordagem sobre preconceito da série, tanto em relação a classes sociais, quanto a religião, se torna válido a partir do momento que eles não maquiam a verdade. Com uma segunda temporada já confirmada, vamos esperar para ver se o desfecho do assassino é o merecido.




The Alienist

Mais uma série com temática de 'quem matou', mas com um ar de Mindhunter mais antigo. Eu adoro essas questões que surgem ao estudar a mente de um assassino. Adoro procurar detalhes escondidos ou lógica em situações absurdas para a maioria. 'The Alienist' não apenas possui um enredo interessante, como destaco a belíssima fotografia e elenco de primeira. O protagonista é tão bom que seus defeitos me atingiram, eu fiquei com tanta raiva dele que até gostei do final, rs. Ah, e Luke Evans e Dakota Fanning compensam essa raiva toda, eles estão impecáveis e meus amorzinhos na série!




The Resident

Temos fãs de Greys Anatomy por aqui? Eu assistia a série, mas acabei abandonando pela quantidade de mortes e desastres. Eu sei que quem vive no hospital tem uma vida turbulenta, mas Meridith é muito sofrida, pelo amor! Eu precisava de umas série médica que tentasse balancear essa esperança x dor eterna. E eis que encontrei The Resident. O fato dos médicos aqui terem que lidar com planos de saúde, ética x regras, erros médicos... Me envolveu de uma tal forma que eu não conseguia parar de assistir. Ok, eu amo o elenco também, mas os plots dessa série saíram dos temas básicos e convencionais já abordados, ou seja, grande ponto positivo.




FILMES 2018

Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata

Assisti sem saber que era uma adaptação literária e fiquei apaixonada! O enredo é cheio de dicas literárias, mistério, amor e amizade. Um filme doce, delicado. Para alguns, pode ser clichê, mas eu não considero isso algo negativo. Muito pelo contrário, é o tipo de obra que aquece o coração e você termina sorrindo e com lágrimas nos olhos de tanta beleza.




Animais Fantásticos e Os Crimes de Grindelwald

Polêmica. Eu sei. Mas gente, eu gostei muito do filme sim! Acho que foi um passo a frente a tão esperada guerra que está por vir, principalmente com a presença de Grindelwald e Dumbledore. Alguns fan-service geraram discussão, mas ao todo confesso que não atrapalhou minha experiência no cinema.  




Vingadores: Guerra Infinita

Eu nem sei o que falar desse filme. Foi um tiro atrás do outro e acho que ninguém o superou ainda. Confesso que não esperava a devastação que foi e isso conta pontos positivos (mesmo com as lágrimas derramadas). Só faço aqui um comentário de que a Feiticeira Escarlate é uma super heroína muito mal explorada, pois ela se mostrou a mais forte de todos e mesmo assim ninguém enxerga isso. Beijos



A Barraca do Beijo

Em meio as comédias românticas lançadas esse ano pela Netflix, destaco aqui a primeira de todas: A Barraca do Beijo. O que me fez gostar desse filme, nem é tanto o clichê amorzinho e as palhaçadas do filme, até porque eu não gosto do Lee, mas o que eu mais gostei foi o fato da protagonista vencer uma amizade tóxica, é ela ter se encontrado e ter seguido seu coração. Pode ser uma decisão errada? Pode, mas ela quer isso e corre atrás. E a frase final da obra, sobre aquilo não ser "para sempre", também é outra lição positiva que precisamos tirar. Vamos viver o presente e ser felizes com as escolhas que fazemos. As consequências virão, só que teremos menos arrependimentos, com certeza.



Aquaman

O último filme do ano visto no cinema foi uma boa experiência se levarmos em consideração a fotografia, o protagonista Jason Momoa e a emponderada Amber que interpreta Mera. Parece que a DC Comics está conseguindo encontrar seu caminho e mesmo sem uma confirmação de Aquaman 2, acho que é um dos super heróis que mais deu certo nessa nova etapa.



Ai gente! Que ano especial, não é mesmo? Estou totalmente preparada para 2019 chegar e logo mais trago a vocês as minhas expectativas para este próximo ano! Ah, e não esqueçam de deixar nos comentários os melhores no ano para vocês, ok? ;)

- Alessandra Salvia 

domingo, 23 de dezembro de 2018

Words Challenge 2018 - A Bela e a Fera

Olá amores,

FELIZ NATAAAAAAL!!!!! Que essa data encha o coração de vocês com muito amor, paz, harmonia, gratidão e a barriga de comidas gostosas!!!! Chegou não apenas o final do ano, como também nosso penúltimo Challenge de 2018 com a temática que tanto vocês pediram: "A Bela e a Fera" ♥ . As palavras selecionadas foram: estrela, desejo, carinho, coragem, livro e persistência. Lembrando que lá no Interrupted Dreamer também tem um desafio nos esperando, hein?




Words Challenge 2018 - A Bela e a Fera

"Sentimentos não são fáceis de mudar. Posso ter me acostumado a situação, graças a persistência de Madame Samovar ou de Lumiére, mas ainda sinto-me uma estranha sentada nessa poltrona, com o vestido mais bonito que já vi na vida, ouvindo uma voz rouca recitar versos de Shakespeare para mim. Não que eu não goste de viver nesse imenso castelo, eu gosto, mas é porque agora ele me parece totalmente diferente! 

Estamos à luz de velas, os castiçais dourados brilham tanto que penso no trabalho que meus amigos tiveram para deixar esse salão principal irreconhecível. Afinal, quando cheguei aqui só havia escuridão e sujeira para todos os lados... Sorrio. A árvore de Natal encostada na parede reluz com pequenos enfeites de flocos de neve. O ar cheira a biscoitos de gengibre e eu suspiro observando o livro chegar ao fim, mas confesso que não quero que essa noite termine. Espere. Quem sou eu? Onde está a Bela? A filha de um inventor que acreditava não se encaixar em lugar algum está se tornando parte de algo?

Não... É apenas por essa noite. Não posso deixar me enganar. Porém, sei que tenho coragem, então viverei esse sonho até acordar.

Luzes amarelas estão dispostas por todo o ambiente e ouço o piano começar a tocar. Se não fosse pela luminosidade daqui de dentro, poderia jurar que vi uma estrela cadente através das enormes janelas. Talvez esse seja só o meu coração transbordando o desejo de que a noite seja eterna. 

Sou conduzida por uma mão maior do que a minha para o centro do grande salão. O carinho daquele toque me comove. Sinto que sou outra pessoa, meu corpo é tomado por um sentimento tão forte, tão intenso que nada fará eu esquecer desse momento. Nada. Nem o tempo. 

Dançamos suavemente. A primavera torna-se uma canção. Olhares doces e gentis. Olhares de aceitação, de admiração. E pela primeira vez na vida, me sinto em casa. ♥"



E é isso. Espero que os corações de vocês estejam quentinhos após esse pequeno texto especial. Agradeço imensamente o carinho e companhia de cada um durante esse ano. Tenho certeza que 2019 será repleto de novidades e inspirações. ♥

- Alessandra Salvia

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Cinema: Aquaman

Olá amores!

Vamos falar de Aquaman? O novo filme da DC Comics que finalmente encontrou um caminho, além de Mulher Maravilha, claro, rs. 


Com um enredo clichê e momentos emocionantes, Aquaman veio para me surpreender. O filme que mostra o início do super-herói tem um tom de divertimento em meio a críticas sociais e briga política. As temáticas que podemos enxergar na história são as seguintes: família, dever x liberdade, degradação do meio ambiente por parte dos humanos, os preconceitos entre raças, a grande e velha questão de guerra x paz


Como grande destaque do filme, Jason Momoa se mostra o verdadeiro Aquaman. Visual mais bruto, com o olhar sedutor e cheio de marra, mas que no final é brincalhão e super gente boa. A preocupação do personagem para com o mundo não precisa ser defendida em muitas cenas, ele entende que talvez precise assumir certas responsabilidades para que os humanos possam viver em segurança. E grande parte disso se justifica pelo fato de como foi criado. Gosto muito de ninguém ter escondido do pequeno Arthur quem ele é, houve treinamento, houve verdades. Ele não precisa se revoltar com ninguém, porque simplesmente sabe quem é e se aceita como mestiço.

Agora, as cenas com os pais dele, interpretados por Nicole Kidman e Temuera Morrison são as que mais me impactaram. Gente, meus olhos encheram de lágrimas! Atlanna é uma verdadeira mãe, ela tem um imenso coração e se sacrifica pelo bem da família. Ela é admirável! Porém, felizmente, ela não é a única mulher destaque do filme....

Mera (interpretada por Amber Heard) é outra girl power que mostra a que veio. Destaque para uma cena específica em que ela se rebela e além de salvar a vida do Aquaman, ela o deixa meio 'bundão', rs. Ele 'foge' com Mera ao invés de ficar e tentar de outras maneiras vencer o irmão do mal, o "Mestre do Oceano" (interpretado pelo Patrick Wilson) que deseja poder e vingança contra os humanos. Isso é o que? Bundão, rs. Em contrapartida, Mera é inteligente, astuta, corajosa. Um grande adicional ao filme, que sem ela, não teria me agradado tanto.


Em relação ao tempo de duração e plots, confesso que fiquei um pouco cansada. Acho que tinha muita informação ali, sabe? Cada hora era um detalhe diferente e uma aventura diferente... Tem a questão do Arraia Negra (que promete ser algo a mais do que foi), tem a questão com o meio-irmão, tem a questão da busca do Tridente perdido (OBS: o tridente do Aquaman tem 5 dentes e não sei o porquê até agora), tem a guerra final com um monte de raças subaquáticas... Respira Alessandra. Respira. Só que felizmente, tudo se resolveu e acho que até foi satisfatório, não lembro de algum desfecho que tenha me deixado insatisfeita.

A fotografia do filme é belíssima! Vale dizer que fiquei um pouco enjoada com o 3D, mas talvez seja porque eu tenho problemas de saúde como labirintite e aquele mar todo, balançando de um lado para o outro não foi muito legal, rs. Mas as cores, os detalhes e o próprio recurso 3D do fundo do mar foram maravilhosos! Algumas cenas ficaram muito na cara que era computação gráfica e o cabelo da Mera estava na cara que era peruca, só que não vou descontar pontos por isso não. Mera pode tudo, meu amor!


Fiquei muito empolgada com o futuro que a DC prepara para seu universo. Ainda acho que Mulher Maravilha foi o melhor filme dessa 'categoria', mas vejo MUITO potencial em Aquaman. Talvez se ele fosse menos cômico, eu gostasse mais, só que se eu te disser que não ri estaria mentindo. A obra tem tiradas muito boas e vale a pena ser conferida nas telonas, sem dúvida alguma. 

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ (4/5) - Muito bom!

- Alessandra Salvia

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Livro: "P.S. Ainda Amo Você"

Olá amores,


Em consequência do meu amor pelo filme "Para Todos os Garotos que Eu Já Amei" e por insistência da Carolzinha do blog "A Colecionadora de Histórias", eu comecei a ler a série de livros publicada pela Editora Intrínseca que foi escrita pela Jenny Han. E hoje, venho falar um pouco sobre "P.S.: Ainda Amo Você", o segundo volume da trilogia. 


Se você ainda não leu minha crítica do filme/livro que originou essa história, clique AQUI que lá você vai entender o meu amor por Lara Jean e Peter K. Porém, nesse segundo momento, temos uma balançada no casal e acho que grande parte é porque o livro 1 virou uma série. Não, não é ruim, mas também não é maravilhoso

No segundo livro, temos a continuação direta de onde o anterior parou e até parte do filme se apresenta aqui, a questão do vazamento do vídeo íntimo é muito bem abordada e já ressalto que o que fez a diferença foi a reação do Peter em relação a tudo. Acho que inicialmente, ele foi muito protetor, ele entendeu que há diferença sim entre homens e mulheres (no tratamento que cada um recebe após um acontecimento machista) e que o mundo pode ser beeeeeeem injusto. Só que é claro que nem tudo é perfeito e ele pisa na bola, mas foi justificável! Pessoas: eles são adolescentes, não adianta pedirmos atitudes coerentes e muito maduras, até porque nem Lara Jean foi a melhor pessoa nessa obra, né?


O que eu mais gostei foi que nem tudo se torna perfeito de uma hora para a outra. Lara Jean e Peter K. estão juntos, mas nem por isso perderam suas inseguranças ou sabem lidar com as adversidades do relacionamento. Não há uma sincronia imediata quando a relação evolui e a forma de lidar com isso pode trazer ainda mais problemas ao casal. (Sim, sou #TeamPeterK).

Também teremos a presença de John, um garoto doce, amável e que balança o coração de qualquer garota. PORÉM, se você me perguntar se aquilo era necessário, eu vou te dizer que não, rs. Entendo que ele trouxe amadurecimento aos personagens, entendo que seu papel foi decisivo para Lara Jean decidir seu caminho, só que triângulos amorosos não é algo que me atrai. Gostaria sim de um amadurecimento de todos, mas de outra forma, com mais diálogos inteligentes e reflexivos, coisa que o anterior teve e me agradou demais. 


A forma como a autora aborda as temáticas relevantes é simples e sem grandes surpresas, ela cumpre seu papel se você vai ler sem expectativas, entretanto, confesso que não foi aquela coisa gostosa de ler que o livro 1 tinha. Acredito sim que foi uma continuação desnecessária, pois senti que muitas cenas estavam ali para encher linguiça (desculpem, mas é verdade) e talvez, essa obra até pudesse existir, mas com uma reorganização... Fazer uma duologia? Pegar um pedaço deste unir ao livro 1 e depois jogar o resto junto com a parte 3? Talvez fosse a solução que eu daria a autora para esse problema.


Agora, se eu recomendo a obra? Com certeza. Ela é uma comédia romântica clichê, que vai agradar ao público alvo e que funciona como filme se você souber destacar as partes certas. A Netflix produzirá as continuações e assim que tiver novidade, trago a vocês. No momento não lerei o livro 3, o chamado "Agora e Para Sempre, Lara Jean", pois os comentários que li são 'menos empolgantes', parece que a leitura é mais arrastada, então vai ficar no stand by por uns meses, rs. Mas não deixem de me contar o que acharam dessa obra e se estão animados para ler ou assistir mais 'aventuras' da Lara Jean!

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ (3/5) - Bom!

- Alessandra Salvia

domingo, 16 de dezembro de 2018

Uma Amiga Indicou: Contos Natalinos

Olá amores!

Em especial ao final de ano, nós do grupo "Uma Amiga Indicou" (Eu, a Carol do 'A Colecionadora de Histórias', a Priih do 'Infinitas Vidas', a Carol do 'Caverna Literária' e a Pam do 'Interrupted Dreamer') traremos dicas de contos natalinos para inspirar vocês nesse mês de dezembro! E eu, como sou apaixonada por contos especiais, trouxe algumas dicas para vocês:


1) Uma Noiva de Natal (Juliana Dantas):


"Uma Noiva de Natal" está sendo publicado no Wattpad e já um sucesso! Sabe aqueles romances gostosos, divertidos e que você não cansa de ler? É esse! Julie aceita fingir ser a noiva do CEO Simon, mas eles não poderiam ser mais diferentes, ele todo sério, metódico, frio e ela uma apaixonada pela vida, cheia de desejos e opiniões. É um clichê clássico, mas que para a data é perfeito! 


2) Felicidade Invisível (Larissa Azevedo):


Aqui, conheceremos Maeve e sua família, os guardiões da felicidade, eles resgatam momentos felizes em esferas de vidro apenas na véspera de Natal. Porém, neste ano, o Natal está ameaçado pelo egoísmo e seriedade da sociedade atual. Para quem ama uma fantasia, o conto vai ser uma leitura extremamente deliciosa. É rapidinho e vai aquecer o seu coração! Deixarei AQUI o link da resenha completinha.


3) O Natal dos Neves (Ray Tavares):


Se você ainda não conhece a Ray Tavares, vou dizer que está perdendo tempo. Este conto é a continuação direta de 'Os 12 Signos de Valentina' e para você não ter spoilers, acredito que seja melhor se aventurar no livro primeiro. Deixo AQUI a resenha completa para quem se interessar, mas já adianto que o humor e realidade que Ray traz em suas obras é maravilhoso! Neste conto, as atrapalhadas de uma grande família vão te encher de alegria e ainda matará a saudade de personagens já conhecidos. 


4) Todos Nós Vemos Estrelas (Larissa Siriani e Leo Oliveira):


Comecei a ler uma vez e parei. Confesso. Mas após a indicação da Pâmela do Interrupted Dreamer voltei a ler e não me arrependi. A obra é uma fantasia, mas os quotes que ela traz roubam a cena pelas reflexões que nos trazem. Lisa é uma protagonista gente como a gente, que tem vergonha das marcas de acne, que tem problemas sociais e neste Natal só quer ficar trancada no quarto com o livro favorito. Só que quando o personagem daquelas aventuras literárias aparece bem na sua frente, o que ela deve fazer? Uma história sobre amizade e auto aceitação.


BÔNUS: Episódio Especial de Natal - "O Mundo Sombrio de Sabrina":

Eu já fiz um post sobre a série no geral, mas com esse lançamento especial de final de ano, eu não poderia perder a chance de fazer alguns comentários adicionais. "O Mundo Sombrio de Sabrina" é uma série de 'terror' leve e mostrar bruxas no Natal é bastante curioso, ops... Lá não é Natal e sim Solstício. O episódio especial de 1h passou bem rapidinho, podemos ver o quanto Sabrina sente falta de sua mãe e a adaptação de suas amigas a descoberta da magia. Quem mais me decepcionou foi o Harvey, pois ele é um mal agradecido, mas ao todo foi um bom episódio com a promessa da segunda temporada para abril do ano que vem.


Agora, me contem: o que acharam das dicas de hoje? Tem alguma que ficou interessado? Acho que tem para todos os gostos! Ah, e me contem quais leituras estão fazendo para este especial de final de ano!

- Alessandra Salvia

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Words Challenge 2018 - Fadas

Olá amores!


Hoje, escolhi a temática fadas para dar a vocês um texto com mais abertura a interpretações, afinal, a temática do Words Challenge de 2018 foi os contos de fadas, né? Então, as palavras escolhidas pela Pam do Interrupted Dreamer foram: procurando, zero, disse, lago, boca e silêncio. Vamos ver o resultado?



Words Challenge 2018 - Fadas


"O mais comum é eu levar a culpa por tudo o que acontece nesse mundo. As pessoas costumam dizer que são os meus contos que as fazem perder a fé na vida, pois após conhecerem minha idealização de amor verdadeiro, descobrem que a realidade é bem diferente. Puff... Azar o delas que não acreditam realmente no que digo... Afinal, o primeiro passo para você obter algo na sua vida é acreditar, porém esse é um segredo que ficará escondido, em silêncio no meu coração.

Para quem ainda não nos conhece, somos popularmente conhecidas como fadas, os tais pequenos seres de asas que brilham quando somos vistas entre os arbustos. Claro, gostamos de nos esconder, esse é um costume tão velho quanto nossa origem. E ouso dizer que é o que nos mantém vivas até hoje já que muita gente sai pelos bosques nos procurando e dizendo que acreditam em nosso poder. Felizmente, aprendemos que esse discurso é pura balela, sempre acabaremos em potes de vidro na estante de alguém. 

Agora, se você já nos viu, sem pretensões de nos achar, tenha a certeza da pureza de sua alma. Você foi abençoado com o poder da visão plena e se quer um conselho de amiga, te digo que deve tomar muito cuidado para não se corromper nessa sociedade em que a maldade e inveja reinam. 

Hoje, resolvi sair um pouco para observar o início da primavera, não há nenhum rastro de gelo por perto e fico feliz em dizer que os zero graus só voltam ano que vem... Voo alto e bato sem querer minhas asas em uma borboleta colorida. Dou um grito pedindo desculpas, mas não paro. Não, não agora quando algo está mexendo com meus sentidos... Um cheio doce e amargo... Um cheio de conquista e excitação... Há um toque de medo também... Vejo as margens do lago, um casal sentado sob uma toalha cor de rosa. O garoto sorri para a garota e sussurra algo sem ouvido. Os olhos dela brilham em resposta. E é nesse momento que eu sinto o calor nas minhas faces, esses humanos acreditam no amor. Se eu dissesse algo, o clima se acabaria, mas não preciso de mais nada... Eu sei. Eu sinto. Eles acreditam em mim. Eles acreditam nos contos de fadas. 

Saio voando com toda a força e rapidez que possuo em direção a eles. Paro bem em cima de suas cabeças e jogo meu pó mágico ali. É esse o momento que quero registrar. As cabeças se inclinam e suas bocas se tocam. Vejo pequenos pontos brilhando sobre o casal e tudo vale a pena. Eles acreditam e reconhecem o amor um no outro." 


Confesso que esse foi um texto delícia de escrever. E me senti feliz ao terminá-lo dessa forma. Espero de coração que vocês também tenham gostado!!! Deixem seus comentários, hein? <3

- Alessandra Salvia

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Leitura Coletiva: Sob A Luz da Escuridão

Olá amores!


Vim contar para vocês a super novidade desse final de ano: vou participar da leitura coletiva de "Sob a Luz da Escuridão" que a Ana Beatriz Brandão e a LC Agência estão organizando!


Para quem ainda não conhece, deixarei abaixo a sinopse e os links de compra (lojas físicas e online). Mas indico vocês a acompanharem as redes sociais do blog e hashtags: #LeituraColetiva #AnaBeatrizBrandão #LCAgencia #SobALuzDaEscuridão, pois faremos várias postagens sobre o andamento da leitura, inclusive, uma competidão de quotes super legal!

Sinopse: O mundo não está a salvo dos humanos. Da autora de o garoto do cachecol vermelho Guerras e destruição, causadas pela ganância de um homem, quase levaram a raça humana à extinção. Com a radiação das bombas nucleares, o DNA humano sofreu mutações e uma nova espécie surgiu: os metacromos, seres especiais, com poderes extraordinários. Em meio ao caos de um mundo pós-apocalíptico, Lollipop e Jazz são resgatadas do instituto onde eram mantidas prisioneiras. Com as memórias apagadas, elas não sabem por que estavam ali nem quem as libertou. E, enquanto buscam respostas sobre suas origens, só lhes resta lutar pela sobrevivência. Evan, um vampiro milenar, lidera com mãos de ferro uma das mais poderosas áreas do planeta. Mas quando, por obra do destino, ele reencontra a mulher que pensou estar morta há décadas, tudo desmorona e ele é obrigado a enfrentar o passado. Ana Beatriz Brandão apresenta um mundo totalmente novo ao leitor em Sob a luz da escuridão. A raça humana não é mais a mesma, novas espécies foram criadas e agora é cada um por si. Uma história eletrizante, cheia de ação, tensão e romance, que vai provocar fortes emoções no leitor. Prepare-se e escolha seu lado nessa guerra: você é um metacromo ou um Deles?

Link para compra na Amazon: AQUI;
Link para compra na Saraiva: AQUI;
Link para compra na Livraria Cultura: AQUI;
Link do Skoob: AQUI;
Instagram da Ana Beatriz Brandão: AQUI;
Facebook da Ana Beatriz Brandão: AQUI;
Instagram da LC Agência: AQUI;
Facebook da LC Agência: AQUI;

Abaixo, vou colocar fotos do super kit que recebi com livro autografado, marcador que brilha no escuro, marcador de tecido, botton e cards especiais:






Não percam essa oportunidade, vai ser uma troca super bacana e os blogs participantes estão muito animados. A leitura começará dia 17, então dá tempo de você comprar seu exemplar hein? ;)

Vocês estão prontos, metacromos?

- Alessandra Salvia