terça-feira, 30 de agosto de 2016

Resenha: A Segunda Vez Que Te Amei

Olá amores!

Quem aqui gosta de nacionais? Hoje trouxe o livro 'A Segunda Vez que te Amei' da Leila Rego publicado pela Editora Gutenberg.



O livro conta a história de dois casais: Juli e André, dois chefes de cozinha que estão passando por um momento de afastamento, enquanto Raquel e Alberto estão lidando com a descoberta de um grande segredo após anos de casamento. 

O que me chamou a atenção foi a questão de termos personagens mais maduros. Todos trabalham, já se apaixonaram, sabem como é a felicidade e sabem quando estão em uma fase 'acomodada'. Chega em um momento da vida que nem todo o amor do mundo supera os problemas. Há indiferença, há o cansaço, a rotina, o mal-humor, é normal um relacionamento se desgastar e esse livro nos mostra que existem dois tipo de pessoas: aquelas que querem consertar as coisas e melhorar (exemplo de André) e aquelas que apertam aquele famoso botãozinho do 'dane-se' e só pensam nelas mesmas (Juli). 



Já a parte de Raquel e Alberto é a questão maior de saber se aceitar e colocar sua felicidade pessoal em primeiro lugar. Fico bem impressionada com a quantidade de verdades que vi nessa história, eu estava um pouco cansada de ler sobre primeiros amores e perfeição. Palmas para a realidade do livro.

Gosto também de como todos evoluem no decorrer da história. Nenhum personagem termina como começa, há crescimento pessoal, auto-conhecimento. Não concordo com algumas atitudes dos personagens, porém é mais um dos pontos positivos: ninguém é perfeito. Eles erram, sabem reconhecer esse erro e pedir desculpas. Fui totalmente surpreendida, de verdade, esperava algo bem diferente do que aconteceu.

O final do livro também surpreendeu. Gostei sim, mas poderia ter um epílogo a mais, né? HAHAHAHA 



Os capítulos são alternados entre os personagens, todos narrados em terceira pessoa (o que eu preferiria que fosse em primeira, gosto mais). E eu super me identifiquei com Raquel, eu moro em São Paulo, mas não conheço nada dos lugares que ela conheceu nesse livro, rs. Ok, eu já fui a Paulista, Liberdade, Centro... Mas nunca sai para andar e conhecer  realmente esses lugares. Ah, e eu não falo tanto 'meu' assim não, rs. 

Ao todo, foi uma ótima experiência, surpreendente e realista. Mais uma autora nacional ganhou minha admiração, precisamos valorizar e divulgar mais essas obras! Vocês já conheciam? Já leram?

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ 

- Ale

domingo, 28 de agosto de 2016

Minha Experiência na Bienal de SP - 2016

Olá amores!!!

Siiiim, eu consegui! O 'Estante da Ale' conseguiu marcar presença na 24ª Bienal do Livro de São Paulo, eu achei que não conseguiria ir, afinal, estou trabalhando muuuuuuuuito, mas hoje acordei super cedo e fui com minha linda companheira, MAMÃE Fátima. Sendo assim, vim contar um pouquinho da minha experiência e dar algumas dicas para quem ainda vai enfrentar o evento.


Como sempre, São Paulo vive com trânsito e nos atrasamos um pouco para chegar (abertura dos portões foi as 10h), porém não tivemos problemas com a bilheteria. Foi super rápido e com atendentes simpáticos, até mesmo para entrar no evento há várias pessoas para auxiliar. Disposição de filas, banheiros e praça de alimentação igualmente organizados, fiquei realmente impressionada.

Porém, agora chegou a hora de contar as aventuras meeeeesmo. Conheci algumas autoras incríveis e simpáticas como a Bárbara Moraes e a Patrícia Barbosa. Que mesmo eu não tendo os livros no momento me trataram com muito carinho e atenção.


Um dos grandes destaques com toda a certeza foi a linda da Larissa Siriani, a autora de 'Amor Plus Size'. Eu corri no estande da Record, porém os exemplares já tinham se esgotado lá. O jeito foi pagar um pouco mais caro na Saraiva, mas te digo que valeu a pena. Consegui conversar com a autora que elogiou minha blusa de Game of Thornes e ainda deu uma dedicatória especial no meu livro. Além de me explicar como ela fez aquele cabelo incrível dela. Pensa em um abraço gostoso e animado? Larissa ganhou uma fã principalmente pela simpatia. Já estou mega ansiosa para ler o livro, rs.


Vários outros estandes merecem destaque. A Rocco estava linda com os detalhes de Harry Potter e a Intrínseca com Jojo Lovers. A Arqueiro foi a editora que mais disponibilizou marcadores de página e arrasou na divulgação para a Lucinda Riley.


Consegui até mesmo fazer amizades! Sim, em uma das filas que peguei conheci a Isabel e sua linda família. Eles moram em Fortaleza e vieram para a Bienal. Confesso que conversar sobre romances históricos e Carina Rissi com ela, fez o meu nervosismo abaixar e sinto que vamos trocar váááárias dicas e surtos literários daqui para frente. Quem quiser conhecer o instagram literário dela é o Marcadores Literários e o blog Livros e Andanças.


Porém, chegou o momento do desabafo. EU CONHECI BIANCA BRIONES! <3 Não é segredo que eu sou apaixonada pelas histórias dela e que é com certeza minha autora nacional favorita. Levei meu exemplar de 'Batidas Perdidas' e como não é surpresa, fui as lágrimas com o abraço quentinho que recebi. Bianca é incrível, super doce e amorosa. Foi um prazer imenso conhecê-la pessoalmente. E ainda estendo minha gratidão ao Athos que foi simplesmente encantador comigo. Eu pedi desculpas por estar falando sem parar (estava uma pilha de nervos) e chorando, mas ele foi tão atencioso dizendo que eu não precisava me desculpar que eu não queria sair daquele estande nunca. <3 PURO AMOR!


Ah, gente... E teve Ziraldo, teve Paula Pimenta, teve tropeços e muuuuuuuitas risadas. Não faltou amor! Foi uma emoção tão grande conhecer de perto autores que realmente tocaram meu coração com suas palavras. Só quem lê, entende o quanto aquelas páginas podem mudar sua vida. E com isso, fecho o post agradecendo a pessoa mais importante da minha vida que sem ela, esse maravilhoso dia não teria acontecido. Minha mãe, Fátima. Mãe, você não sabe o quanto sou grata por ter você como minha mãe e melhor amiga. Você sempre topa tudo comigo e é minha companheira incondicional. TE AMO! <3 Que pena que só tem Bienal de novo daqui a 2 anos...


Ixi, e claro que faltou o balanço da Bienal né? Marcador é o que não faltará! HAHAHAHAHA


Lembrem-se quem vai para a Bienal, leve água, sapato confortável, não precisa de agasalho (faz um calor que pelo amor...) e paciência, afinal, tem MUITA coisa boa, só precisa ter paciência e procurar. Além de ficar nas filas!!! Sim, há filas em quase todos os estandes e autores. Mas vale a pena. Te garanto que vale. 

- Ale

sábado, 27 de agosto de 2016

Trilha Sonora: Karaokê

Olá amores!

Quem aqui AMA uma cena de karaokê? Selecionei as 5 melhores cenas das séries. Vem cantar junto...


1) Emily e Paige de Pretty Little Liars:



2) Barry e Caitlin em The Flash:



3) Lorelai em Gilmore Girls:



4) Danny Tanner em Três é Demais:


5) Sense8 e a MELHOR cena de karaokê de todos os tempos:



Como não amar cenas totalmente descontraídas e naturais? Tem alguma que vale a pena colocar na nossa lista? Deixe nos comentários!


- Ale

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Easter Eggs: Tarzan

Olá amores,

Preparados para mais 'Easter Eggs'? Vamos dar continuidade as informações ocultas em 'Tarzan', afinal já descobrimos que ele é irmão da Elsa e da Anna em Frozen, no primeiro post da coluna e caso você não tenha lido, só clicar AQUI! Então 'bora' desvendar a Disney? 



1 - O grande segredo, para mim, é que Jane é prima de Bela do clássico 'A Bela e a Fera':


2 - Qualquer semelhança com os pais, também não é mera coincidência:



3 - Os gorilas encontram a Sra. Potts e sua família (outra referência de 'A Bela e a Fera'):


4 - O cachorrinho da Mulan também aparece! Ele cai dos bolsos do pai da Jane:


5 - Uma teoria não confirmada, é que o pai da Jane esteve em Frozen:


A cada dia eu fico mais impressionada com as coisas que descubro, rs. Estão gostando? Já tinham percebido tudo isso?

- Ale

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Resenha: O Ar Que Ele Respira

Olá amores!

A dica de hoje veio da querida Pâmela do Interruptedreamer.com, o livro "O Ar Que Ele Respira" escrito por Brittainy C. Cherry publicado pela Ed. Record a conquistou e veio para me conquistar também...



Não é segredo que eu amo uma história sobre perdas e redenção. E quando descobri pela sinopse que se tratava disso (além da linda capa, não vou negar que me chama a atenção, rs), eu corri para ler! Nesse novo livro da autora de Sr. Daniels, conhecemos Elizabeth que após a morte do marido, precisa seguir em frente e voltar a sorrir pela sua filha, a doce e amável Emma. Já Tristan Cole é um amargurado e irritantemente vizinho de Elizabeth que também perdeu sua família em um acidente de carro. Ambos tem traumas e precisam aprender a voltar a respirar.


Como a própria Pâm disse na resenha dela, vemos muito de Colleen Hoover (O Lado Feio do Amor) e Bianca Briones (Batidas Perdidas) nessa leitura, a abordagem da perda e de como cada um lida diferente com a dor é algo bem interessante e que chama a atenção. Alguns pontos me incomodam, não vou negar que esperava uma relação diferente entre os protagonistas. Não aprovo as atitudes tomadas, mas entendo o ponto que a autora quis apresentar. E acho isso maravilhoso! De verdade, adoro quando um personagem é duvidoso e consegue me questionar. Falo isso diversas vezes aqui, o livro não precisa ser 'correto' para me agradar, quero ousadia!!! Algumas coisas não me convenceram, mas paciência, afinal, eu realmente me peguei pensando em suas atitudes/decisões e gostei de onde o livro me levou.

Fora isso, não tenho como negar que o livro é extremamente envolvente. Fiquei emocionada com alguns trechos específicos sobre a superação e perdão. Detalhe para citações super atuais, como Harry Potter! A narrativa da Brittainy é fluída e inteligente. A edição está linda, eu li em ebook, porém cheguei a ver o físico em livrarias e fiquei apaixonada. 


Não vou negar que a história é um pouco clichê, mas eu acredito que o amor seja capaz de ser a solução para todos os problemas sim. Só precisamos saber se estamos prontos a nos entregar e viver em nome desse sentimento. Há riscos e nem sempre é fácil, mas garanto que vale a pena (e pelo visto a Brittainy concorda comigo, rs).

"Sabe aquele lugar entre os sonhos e os pesadelos? Aquele lugar onde o amanhã não chega e  passado não dói mais? O lugar onde seu coração bate em sintonia com o meu? Aquele lugar onde o tempo não existe e é mais fácil para respirar? Quero viver nesse lugar com você"

Mesmo faltando algo para me cativar totalmente (acredito que foi uma passagem específica que me desagradou, mas não posso contar, porque é spoiler), foi uma leitura satisfatória e cheia de emoção. Acabei o livro em 3 dias de tanto que fiquei presa àquelas palavras. Recomendo para quem quer um livro para sentir! Você já leu? Conhecia a obra? Deixe seu comentário!

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ (4/5)

- Ale

domingo, 21 de agosto de 2016

Resenha: Nove Regras a Ignorar Antes de se Apaixonar

Olá amores!

Há quanto tempo não trago resenha de um romance histórico? Mesmo sendo um dos meus gêneros favoritos, eu estava um pouco afastada, então hoje eu trouxe a resenha de 'Nove Regras a Ignorar Antes de se Apaixonar' da Sarah MacLean, o primeiro livro da trilogia 'Os Números do Amor' (você pode ler em separado sim, pois são histórias fechadas) e publicado pela Ed. Arqueiro, nossa parceira aqui do Estante! Vale dizer que ganhei o exemplar em um sorteio feito no evento Romances de Época da própria editora.


A história é sobre Calpúrnia, uma solteirona de 28 anos que tem a reputação impecável e se vê totalmente apagada na sociedade. Depois de ouvir uma conversa da irmã com o noivo, Callie toma a decisão de fazer tudo aquilo que sempre teve curiosidade, porém as regras sociais a impediam. Fumar charuto, beber uísque, montar com uma perna de cada lado, jogar em um clube para cavalheiros... Essas são algumas das tarefas a cumprir. Ou seja, já adianto que você irá gargalhar com as aventuras da moça!

Como um desejo reprimido, Callie sonha a anos com Gabriel St.John, o marquês de Ralston. E quem melhor que um libertino para ajudá-la a cumprir alguns dos itens da lista? Mesmo sem saber no que está se metendo, Gabriel se deixa envolver pela ousadia e coragem da moça. Será que vem um romance envolvente e apaixonante por aí? *-*


O livro é tão leve e gostoso de ler. Sarah é uma excelente autora, mesmo com um enredo clichê, nos envolve e faz personagens que se destacam por sua sinceridade e verdade. Callie não é um exemplo de beleza, é mais gordinha que as moças da sociedade e nunca é chamada para dançar. Ela é gente como a gente, tem vontades e não se acomoda por ser mulher, quer direitos iguais. Uma feminista do século XIX.

As cenas de sexo que são comuns em livros do gênero não são o foco principal. Um grande ponto positivo, já que não há exageros. A autora conseguiu suavizar e colocar sentimento. Nas vezes que ocorrem, tem um motivo específico para acontecer, para entendermos que o relacionamento dos personagens está avançando e se tornando algo maior. Palmas Sarah MacLean, um trabalho impecável!


E sobre a risadas que afirmei que você daria.. Reafirmo. Você lerá com um sorriso, às vezes até gargalhadas! É despretensioso e ao mesmo tempo ousado. Ah, e não posso ignorar a edição que está linda e delicada... O que é essa capa? <3

Recomendo muito para fãs de romances e para quem quer conhecer uma boa história de amor com uma protagonista forte, mesmo em uma sociedade que a reprime. Vale muito a pena, já estou com saudades da Callie e do Gabriel, mas te lembro que o segundo volume da série, o chamado "Dez Formas de Fazer um Coração Derreter' será lançado em setembro aqui no Brasil e o foco será no irmão gêmeo de Gabriel, o Nick. Prometo trazer resenha em breve e enquanto isso, me conta o que achou da dica literária de hoje! Deixe seu comentário!

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - Favorito!

- Ale

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

TAG Olimpíadas

Olá pessoas!

As Olimpíadas estão acabando e para fechar com medalha de ouro (péssimo trocadilho), o Estante da Ale foi convidado pela Denise do Momento Crivelli para fazer uma TAG especial! Espero que vocês gostem!
Cerimônia de Abertura
Um livro com capa bonita - Liberte Meu Coração (Meg Cabot como Mia Thermopholis)

País Sede
Seu livro de literatura nacional favorito - As Batidas Perdidas do Coração (Bianca Briones)


Seleção Masculina
Seu personagem masculino favorito - Jamie Fraser (Saga Outlander)


Seleção Feminina
Sua personagem feminina favorita - Claire (Saga Outlander)


Delegação Estrangeira
Livro de literatura estrangeira favorito - Talvez Um Dia (Colleen Hoover)


Maratona
Um livro que você só leu por causa de um desafio ou de uma maratona - Espada de Vidro (Victoria Aveyard)


Medalha de Ouro
Um livro excepcional - Harry Potter e as Relíquias da Morte (J.K. Rowling)


Medalha de Prata
Um livro quase excepcional - A Garota no Trem (Paula Hawkins)


Medalha de Bronze
Um livro que merece ser lembrado - Trilogia Legend sempre esquecida, mas muito amada


Cerimônia de Encerramento
O livro que você está lendo no momento - O Herói Improvável do 13B (Teresa Toten)


Meus indicados para fazer a TAG são:
E caso você se anime, sinta-se convidado a disputar as categorias também, rs. Deixe seu comentário qual livro é medalha de ouro para você.
- Ale

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Resenha: Lembrança

Olá amores!

Hoje, o clima aqui é de nostalgia. A resenha será de 'Lembrança', o sétimo volume da série 'A Mediadora' escrita por Meg Cabot e publicada no Brasil pela Editora Galera Record. Ganhei o livro na ação promocional da editora e não podia ter surpresa melhor, depois de anos (li o último volume em 2007), finalmente descobri como Suzannah está.


Talvez tenhamos alguns spoilers sobre o final da série, já que será meio difícil descrever a sinopse sem falar da saga inicial. Então, se você não leu nada sobre, pare por aqui e corra para conhecer a mediadora Suzzanah, a garota que fala com os mortos e os guia para a luz.


'Lembrança' traz o estilo Meg de ser logo nas primeiras páginas... É leve e divertido! MUITO divertido, dá para gargalhar com a protagonista! É beeeem longo e lento (ao compararmos com os anteriores, principalmente), mas é envolvente, não fiquei entediada em momento algum. Eu sempre gosto de ver como os personagens evoluíram ao final de uma história e essa ideia da autora de reviver clássicos está incrível. Só faço a ressalva que este livro deu mais certo do que a continuação de 'O Diário da Princesa', intitulado 'O Casamento da Princesa'. Achei mais fluído e com mais histórias para contar. 

Falando em histórias... Voltamos para a vida de Suzannah anos depois, ela já está noiva de Jesse como vimos no conto 'O Pedido' (resenha AQUI!) e continua tentando ajudar os desencarnados da 'melhor' forma possível. Agora, conhecemos Lúcia, uma garotinha bem nervosa que pode vir a ser um grande desafio, afinal, não sabemos porque ela acompanha a garota Becca e a defende com toda a força. Mas seria só isso? Claro que não! A volta de Paul Slater será bem impactante! Ele ameaça destruir a antiga casa de Suzannah (o que faria o espírito assassino de Jesse ser solto), caso a garota não lhe dê uma segunda chance. Viu? Eu disse que tinha bastante história!


Confesso que não senti amadurecimento em ninguém. Meu eterno crush literário (Dr.Jesse de Silva <3) ficou meio bananão nesse livro, mas mesmo assim é apaixonante. Paul está mais doido que nunca e gostei dessa participação dele. Porém, nada bate nossa Suzannah, que saudade eu estava da personagem! É o ponto positivo mais forte do livro, com certeza. Ela é corajosa, engraçada, sem filtro, ela literalmente fala o que pensa e mesmo assim, é sentimental e amorosa. 

Adoro o poder da Meg de abordar temas pesadíssimos com sutileza. Sim, as temáticas se aprofundam e temos abordagens importantes no meio de um enredo leve e ao mesmo tempo complexo

Se você já conhece a história, tem obrigação de ler esse volume. Você vai matar a saudade e ficar ainda mais feliz com o rumo dos personagens. Acredite em mim, vale a pena!

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5)

- Ale

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Os Livros de Gilmore Girls

Olá amores!

Mais um post da coluna os 'Livros de Séries' e chegou a hora de conhecer o Rory Gilmore Book Challenge! É um desafio feito para fãs da série Gilmore Girls e aproveitando que a Netflix disponibilizou todas as temporadas, resolvi relembrar os melhores livros que a personagem Rory leu no decorrer das sete temporadas.



Caso você queira a lista completa só clicar AQUI!, abaixo vou citar alguns dos que mais me interessei. Os livros em negrito foram os que eu li, ou seja, estou muito atrasada, mas espero conseguir ler mais neste ano ainda...

1. 1984, de George Orwell
2. Alice in Wonderland (Alice no País das Maravilhas), de Lewis Carroll
3. Anna Karenina, de Leon Tolstoi 
4. Anne Frank: The Diary of a Young Girl (O Diário de Anne Frank), de Anne Frank
5. The Art of War (A Arte da Guerra), de Sun Tzu
6. The Bell Jar (A Redoma de Vidro), de Sylvia Plath




7. Carrie (Carrie, a Estranha), de Stephen King
8.The Count of Monte Cristo (O Conde de Monte Cristo), de Alexandre Dumas
9. Crime and Punishment (Crime e Castigo), de Fiodor Dostoievski
10. The Da Vinci Code (O Código da Vinci), de Dan Brown
11. The Divine Comedy (A Divina Comédia), de Dante
12. Don Quijote (Dom Quixote), de Cervantes
13. Driving Miss Daisy (Conduzindo Miss Daisy), de Alfred Uhrv
14. Emma, de Jane Austen
15.Girl, Interrupted (Garota, Interrompida), de Susanna Kaysen
16. The Catcher in the Rye (O Apanhador no Campo de Centeio), de J. D. Salinger
17. Charlotte’s Web (A Teia de Charlotte), de E. B. White
18. Christine, de Stephen King



19. A Christmas Carol (Um Conto de Natal), de Charles Dickens
20. Eva Luna, de Isabel Allende
21. Frankenstein, de Mary Shelley
22. Gone with the Wind (E o Vento Levou), de Margaret Mitchell
23. The Great Gatsby (O Grande Gatsby), de F. Scott Fitzgerald 
24. Great Expectations (Grandes Esperanças), de Charles Dickens
25. Hamlet, de William Shakespeare
26. Harry Potter and the Goblet of Fire (Harry Potter e o Cálice de Fogo), de J. K. Rowling
27. Harry Potter and the Sorcerer’s Stone (Harry Potter e a Pedra Filosofal), de J. K. Rowling
28. House of Sand and Fog (Casa de Areia e Névoa), de Andre Dubus III
29. The House of the Spirits (A Casa dos Espíritos), de Isabel Allende 
30. The Hunchback of Notre Dame (O Corcunda de Notre Dame), de Victor Hugo
31. It Takes a Village, de Hillary Clinton
31. Jane Eyre, de Charlotte Brontë
32. The Kite Runner (O Caçador de Pipas), de Khaled Hosseini
33. Lady Chatterleys’ Lover (O Amante de Lady Chatterley), de D. H. Lawrence
34. The Lion, The Witch and The Wardrobe (As Crônicas de Nárnia: o Leão, o Feiticeiro e o Guarda-Roupas), de C.S. Lewis
35. Mrs. Dalloway, de Virginia Woolf



36. The Name of the Rose (O Nome da Rosa), de Umberto Eco

37. Northanger Abbey, de Jane Austen
38. One Flew Over the Cuckoo’s Nest (Um Estranho no Ninho), de Ken Kesey
39. One Hundred Years of Solitude (Cem Anos de Solidão), de Gabriel Garcia Marquez
40. The Perks of Being a Wallflower (As Vantagens de Ser Invisível), de Stephen Chbosky
41. The Picture of Dorian Gray (O Retrato de Dorian Gray), de Oscar Wilde
42. Pinocchio, de Carlo Collodi
43. Pride and Prejudice (Orgulho e Preconceito), de Jane Austen
44. Rapunzel, dos Irmãos Grimm
45. The Return of the King: The Lord of the Rings Book 3 (O Senhor dos Aneis, livro III: O Retorno do Rei), de J. R. R. Tolkien
46. Romeo and Juliet (Romeu e Julieta), de William Shakespeare
47. The Scarlet Letter (A Letra Escarlate), de Nathaniel Hawthorne
48. Sense and Sensibility (Razão e Sensibilidade), de Jane Austen
49. Sexus, de Henry Miller



50. The Shadow of the Wind (A Sombra do Vento), de Carlos Ruiz Zafon

51. Snow White and Rose Red (Branca de Neve e Rosa Vermelha), dos Irmãos Grimm
52. The Time Traveler’s Wife (A Mulher do Viajante no Tempo), de Audrey Niffenegger
53. Valley of the Dolls (Vale das Bonecas), de Jacqueline Susann
54. War and Peace (Guerra e Paz), de Leon Tolstoi
55. Walt Disney’s Bambi, de Felix Salten
56. The Wizard of Oz (O Mágico de Oz), de Frank L. Baum
57. Wuthering Heights (O Morro dos Ventos Uivantes), de Emily Brontë
58. Who Moved My Cheese? (Quem Mexeu no meu Queijo?), de Spencer Johnson
59.Vanity Fair (Feira das Vaidades), de William Makepeace Thackeray
60. Ulysses (Ulisses), de James Joyce




Gigante, eu sei. Mas cheeeeeio de clássicos que eu pretendo ler! Espero que tenha sido interessante para você também e que se anime a ser mais Rory na vida, rs. Pretendo trazer as resenhas e ir atualizando essa lista conforme as leituras forem acontecendo. Posso adiantar que quero iniciar com os livros da diva Jane Austen. E vocês? Se animam a fazer o desafio comigo?

- Ale