domingo, 24 de setembro de 2017

Livro: Confesse

Olá amores!

Hoje, eu trouxe a resenha de uma obra que estava há tempos na minha lista de desejados, desde antes do lançamento aqui no Brasil, "Confesse" é da autora Colleen Hoover e foi publicado pela Editora Galera Record.


A história nos é apresentada em capítulos alternados, ora sabemos a versão de Owen, ora de Auburn. Ele é um artista plástico que faz suas obras baseadas em pequenas confissões que as pessoas deixam em seu ateliê, enquanto ela é uma garota recém chegada a Dallas que precisa de dinheiro urgentemente. Ao trabalhar com Owen durante uma noite na galeria, a atração é inegável. O grande problema é que o rapaz é misterioso e cheio de segredos, o que pode afetar diretamente a vida de Auburn.

Novamente, Colleen Hoover consegue fugir do básico e nos surpreender. A escrita é envolvente e fico impressionada como há um enredo por trás da sinopse. Nada é simples e as problemáticas são reais e intensas. Os personagens complexos e que precisam ser analisados para serem compreendidos, afinal, eu quase bati na Auburn diversas vezes para fazê-la acordar, rs.


O livro é calmo, porém em determinado momento tudo se intensifica e é impossível parar de ler. Não acho que seja o melhor livro da Colleen, para ser sincera. Owen é apaixonante e sua personalidade incrível, mas Auburn deixa um pouco a desejar, ela precisa ter sua auto-confiança de volta e o processo para isso não é muito empolgante, ela precisa sofrer para poder dar um basta em tudo.

Um ponto interessante que eu quero contar a vocês é que existe uma série de TV baseada no livro. Ainda não disponível no Brasil (só se você jogar no youtube), "Confess" tem 7 capítulos e devo dizer que infelizmente existem várias mudanças e isso me atrapalhou demais. Eu tentei me apegar, mas há vários detalhes que não precisavam ser mudados e mesmo assim não foram fieis. Até porque, o grande brilho da leitura é você ir descobrindo os segredos de todos aos poucos. E logo no episódio 1, Auburn entrega ao telespectador seu grande mistério. Desnecessário!


Voltando ao livro... O final foi bem bonito e singelo, bem simples. A resolução dos problemas foi muito rápida e se tivessem me perguntando, eu teria dado aquela solução logo no início de tudo. Houve uma enrolação (por parte de Auburn) que não precisava. 

A edição da Galera Record está lindíssima e as fotos das obras de Owen no final do livro ficaram ótimas! Recomendo a leitura, mas vá com calma... Há alguns detalhes que podem te fazer ficar irritado, rs.

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ (4/5) - Muito bom!

- Alessandra Salvia 

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Mistery Blogger Award

Olá amores!

Quero muito agradecer a minha parceira Ana Carolina do Somos Visiveis e Infinitos e a Sil do Blog Prefácio, dois blogs que eu amo, admiro e frequento me indicaram para um prêmio muito bacana, o Mystery Blogger Award. Então, chegou o momento de eu retribuir o carinho e mostrar um pouco do que elas me prepararam... Ah, muito obrigada meninas!!! 




O Mystery Blogger Award é um prêmio para blogueiros incríveis com postagens engenhosas. Seu blog não só cativa; ele inspira e motiva. Eles são um dos melhores e eles merecem todo reconhecimento que eles conseguem. Este prêmio também é para blogueiros que acham diversão e inspiração em blogs e fazem isso com tanto amor e paixão”. (Okoto Enigma)



   Para os premiados dessa indicação, existem algumas regrinhas:


- Colocar o logo/imagem do prêmio no seu blog;
- Listar as regras;
- Agradecer a quem o nomeou e fornecer um link para seu blog;
- Mencionar o criador do prêmio;
- Contar a seus leitores três coisas sobre você;
- Nomear até dez pessoas;
- Notificar os seus indicados comentando no seu blog;
- Pedir a seus candidatos que respondam cinco questões de sua escolha, perguntas estranhas ou engraçadas;
- Compartilhar um link para sua melhor postagem.



   Vamos lá?

  Três coisas sobre mim:
1) Eu sou uma pessoa muito perfeccionista que odeia errar. Não lido bem com esse tipo de situação e caso eu cometa algum deslize, fico mal durante dias;
2) Eu durmo muito cedo e acordo super cedo. Todos os dias, inclusive de final de semana;
3) Eu sempre sonhei em ser mãe, porém desde que comecei a trabalhar em uma escola descobri que talvez eu não esteja tão preparada para isso e adiei (muito) meus planos de adoção;


Perguntas da Ana:

1) O que você gostaria de mudar no mundo?
Resposta: A fome. Algo que me deixa indignada é ver aquelas crianças africanas sem o mínimo para sobreviver. E confesso que foi um filme que abriu meu olhos, 'Amor Sem Fronteiras' da Angelina Jolie;


2) Gostaria de viajar pra qual lugar?
Resposta: Eu sempre sonhei em ir para a Grécia, desde pequena! Porém, após umas leituras, eu iria para a Escócia;

3) Quais são as primeiras coisas que pensa ao acordar?
Resposta: Eu deveria agradecer, eu sei, porém eu só consigo pensar quantos minutos mais eu posso ficar na cama sem estar atrasada, rs;


4) Qual é seu animal favorito e por quê?
Resposta: Polêmica! Eu não sou uma pessoa muito amiga dos animais, confesso. Eu morro de medo de maioria deles, inclusive de cachorros! HAHAHA Então, acho que o mais perto de animais de estimação que eu teria seria um cavalo, eles parecem mais calmos e amáveis;


5) As vezes você também se imagina naquela cena de "meninas malvadas" com todos virando animais e você atacando tudo e todos? hahahahaha
Resposta: HAHAHAHA uma pergunta honesta, merece uma resposta honesta. Acho que sim, eu já imaginei como seria uma 'sociedade sem leis' e eu pudesse gritar umas verdades por aí. Até porque eu estou presumindo que eu seria a pessoa com mais bom senso do local. HAHAHHA


Perguntas da Sil:


1) Desde que criou seu blog, qual foi a melhor coisa que já te aconteceu relacionado a literatura?
Resposta: Eu acho que minha maior realização foi descobrir que minha autora favorita sabe quem eu sou e me convidou para ser leitora beta dela. Isso demonstrou confiança não apenas em mim como pessoa, mas como também como profissional;


2) Se pudesse ter um superpoder, qual você escolheria?
Resposta: Eu queria ter o poder de parar o tempo ou ser invisível, estaria feliz com uma capa da invisibilidade igual a do Harry Potter, rs.


3) Cite um livro que é muito bom, mas pelo seu gosto pessoal, você deu uma nota mais baixa ou vice-versa.
Resposta: Bom, eu vou pelo óbvio, na verdade, tem um autor que o mundo elogia e eu não consigo aproveitar a leitura de nenhum livro: Paulo Coelho;


4) Qual foi o maior mico que você já pagou?
Resposta: Eu sou a rainha dos tombos, teve um mês (esse ano mesmo) que eu cai 3 vezes em público! HAHAHA


5) Se fosse publicar um livro, qual seria o gênero dele?
Resposta: Romance, sempre com muito drama, rs.



Geeeeeeeeeente, eu amei essa experiência! Podem fazer mais e mais perguntas, ameeeeeeeeei!!! Tanto que vou indicar algumas amigas minhas para fazer também... Pâmela do Interrupted Dreamer. a Carol do A Colecionadora de Historias, a Babi do Mundinho Quase Perfeito, a Cila do Cantinho para Leitura e a Luli do Café com Leitura Na Rede.

E as perguntas que farei são essas?

1) Quero saber uma opinião polêmica que vocês tem em relação a literatura. Algo pessoal que o mundo discorde de você!
2) Escolha: trazer um personagem da literatura para a realidade ou se mudar para uma realidade literária?
3) Qual seria o livro que vocês gostariam de ler novamente como se fosse a primeira vez? E qual você queria desler para nunca mais lembrar do final da história?
4) Como vocês lidam com as metas literárias? Colocam prazos, selecionam títulos ou apenas o número de leituras estimado?
5) Como você lida com aqueles comentários que só aparecem no blog para ganhar número? Por exemplo... 'Ótima dica, adorei, visita meu blog'.


Espero que tenham gostado e em breve, mais TAGs e perguntinhas literárias!!! 

- Alessandra Salvia

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Livro: Ao Gosto do Chef

Olá amores!

Estou em uma fase bem nacional, como todos já perceberam. Então, quando a Pâm do Interrupted Dreamer me indicou esse conto, eu senti que precisava lê-lo. "Ao Gosto do Chef" é da Marina Carvalho e está disponível na Amazon, só clicar AQUI!


O enredo é sobre Fernanda, uma executiva muito bem sucedida que está enfrentando alguns problemas de saúde, afinal, sua vida é tão corrida que uma alimentação saudável se torna quase impossível. (Quase, repararam nessa pequena palavrinha mágica?) Sua assistente, Astrid tem a brilhante ideia de contratar um personal cuisine.  O escolhido é João Marcelo, um chef que acabou de fechar seu bistrô por uma artimanha de um ex colega. Claaaaro que Fernanda não conseguirá ser imune ao tempero do seu novo (e sexy) cozinheiro... Bom, nem nós (as leitoras) conseguiremos isso,  te garanto, rs.

Uma  história leve, gostosa para se ler uma tarde de inverno. A leitura é tão fácil e fluída que quando você menos esperar devorou cada capítulo disponível e implora por mais. Os personagens são humanos, tem qualidades e defeitos, conseguem ser irritantes e amáveis, é como se eu os conhecesse... Em momento algum eu me incomodei com o clichê nos apresentado. Na verdade, acho que era exatamente o que eu estava procurando. 


O romance é natural, sexy e liiiindo! Com um toque mais sensual, "Ao Gosto do Chef" me mostrou um lado que não conhecia da autora. Pode ter cenas mais quentes, porém são complementares aos sentimentos dos protagonistas, é algo bem respeitoso, porque conforme o sentimento entre ambos cresce, essa ligação invisível se torna palpável.

De coração, torço para a Marina dar uma continuação para alguns pontos se resolverem. Mas ao todo, confesso que o conto foi muito bem estruturado, não há necessidade de mais. E acima de tudo: NÃO FOI CORRIDO. Eu tenho um problema com contos por essa questão: muito a ser apresentado em poucas páginas. Neste caso, tudo é fluído e não mudaria nadinha. Tão perfeito! Ameeeeei!

Sendo assim, o que você está esperando para correr e ler? Lembrando que está disponível no kindle unlimited, hein?

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - Maravilhoso!

- Alessandra Salvia

domingo, 17 de setembro de 2017

Série: The Handmaid's Tale

Olá amores!

Tive a oportunidade de assistir essa série e fiquei pensando... Acho que o mundo precisa conhecer também. É aquela história tão chocante que tem um fundo de realidade absurdo. "The Handmaid's Tale" é baseada em um livro clássico, "O Conto da Aia" escrito em 1985 por Margaret Atwood.


Produzida pelo Hulu, um streaming canadense, a série é uma distopia muito real e diferente das feitas até então, como Jogos Vorazes e Divergente. "The Handmaid's Tale" acontece após um atentado terrorista que mata o presidente dos EUA. Com isso, a sociedade em que conhecemos desaparece, surgindo assim um regime totalitário e extremamente machista. As mulheres tomam um papel na sociedade bem inferior, perdendo todos os direitos conquistados até então. Aquelas consideradas saudáveis, vão se tornar Aias (Handmaid), ou seja, servirão apenas para a procriação. E é nesse contexto que conhecemos Offred, uma mulher que perde sua família e precisa se adaptar a nova realidade. 


É importante dizer que NADA do que eu disser vai te preparar para essa série. NADA. Tudo é muito forte, impactante, é para chocar sim. E o mais horrível é que tudo tem um fundo de verdade. A autora do livro já deu diversas declarações afirmando que seu trabalho foi uma pesquisa e simplesmente escreveu qual seria o possível futuro. Aliás, quando você vê as notícias atuais, como Trump sendo presidente e homens ejaculando em mulheres em pleno ônibus, é o que te faz pensar: não estamos longe de uma sociedade assim.

Na história, várias mulheres são inférteis, então é trabalho das aias lhes dar filhos. Para isso, são duramente estupradas, como se fosse algo normal, afinal, há a justificativa de que tudo é para um bem maior, para "melhorar" a sociedade. Nesse ponto, podemos fazer outro paralelo a hoje em dia. Quantos ator terríveis são justificados por uma crença? Veja os atentados ocorridos principalmente na Europa. Há algumas religiões tão rigorosas que não acreditam e não aceitam o respeito e a divergência de opiniões. 


"The Handmaid's Tale" é mais que uma série, não sinta que é apenas um entretenimento. É um alerta. É um pedido de socorro por parte dessa parcela da sociedade que vem sendo sufocada com a promessa de que "o melhor está por vir". 

A atuação de Elisabeth Moss é algo surpreendente. Ela te emociona. Não existe um episódio em que sua interpretação de Offred não te faça refletir. Uma mulher que perdeu tudo aquilo que amava, uma mulher que era livre, independente. Outra atuação que preciso destacar é de Alex Bledel, como Offgleen. Ambas não aceitam a atual situação imposta, porém sabem quais serão as consequências de uma rebelião.

Ah, não sei se vocês perceberam, mas me refiro as Aias como "OFF alguma coisa". Pois é... As mulheres nessa sociedade perdem os seus nomes e começam a ser chamadas conforme os homens a que servem. Por exemplo, Offglen é a aia do Gleen, Offred é a aia do Ed. Se traduzíssemos, seria "Do Gleen" ou "Do Ed". Triste, não é mesmo?

Capa do livro à esquerda e cena das aias á direita
A produção é impecável. A fotografia é belíssima! As cores fortes (o vermelho) é basicamente usado para retratar as aias e isso faz um contraste lindo em cena. Apesar que podemos dizer que o figurino em si é bem importante para a construção do enredo, as aias são obrigadas a usar aquele chapéu em que a visão é limitada, como se fosse proibido olhar para os lados.

violência àquelas que não obedecem a sociedade, como há também aquelas que acreditam no que estão fazendo. A sociedade é muito bem dividida e temos um pouco de tudo, mas claro, com os homens sempre em posições privilegiadas. 

Não pense que será apenas uma história dramática da busca por vingança. "The Handmaid's Tale" é maior que isso. É sobre opressão, sobre perda, sobre o poder da liberdade. 


Sendo assim, para resumir, eu super indico essa série. É uma das melhores do ano! É simplesmente incrível, vai te fazer chorar, vai te fazer refletir, você será outra pessoa após terminar os 10 episódios disponíveis nessa temporada 1. Lembrando que já temos a confirmação de uma renovação e em breve, espero poder trazer mais novidades para vocês. 

O livro está na minha listinha de desejados e acho legal dizer a vocês que a nossa querida Emma Watson indica a obra, ou seja, mais um motivo para irmos atrás e conhecer essa distopia que mexe com o coração de quem a lê/assiste. E se você já teve algum contato com essa história, me conta! Vou adorar saber sua opinião.

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - Série favorita do ano!

- Alessandra Salvia

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Words Challenge #13

Olá amores!


Hoje, o "Words Challenge" chegou para encantar vocês! Acho que nunca escrevi algo tão calmo, sabia? O tema é "dança" e as palavras são: doce, mistério, dissabor, expectativa e espera. Ah, e não se esqueçam de correr para o Interrupted Dreamer que lá tem texto novo também!

Words Challenge #13


"O aparelho de som se encontrava no chão, apoiado na madeira recém polida. Apertei o botão vermelho e aquele doce som preencheu meus ouvidos e mente. Desliguei-me de tudo e todos. Era só eu e aquela sensação de expectativa que tomava conta de meus pés. Eles sabiam o que viria em seguida. Respirei fundo e me soltei.

Piruetas e rodopios. Tentava dar o meu melhor, fazer saltos com graciosidade não era fácil depois de horas de treino... Mas eu sentia a emoção de quem me observava e era aquilo que eu queria. As dores nos pés, unhas sangrando e bolhas insuportáveis só valiam a pena quando eu me entregava a dança. Aquele era meu lugar. Eu sabia. Eu sentia.

Quando a canção acabou, meus olhos estavam marejados e eu os abri com uma angustiante espera: eu havia passado no teste? As palmas vieram após o que pareceu uma longa pausa. O público estava tão envolvido quanto eu e era exatamente isso que eu buscava. Poderia receber o não do meu avaliador, mas não teria um dissabor. Eu estaria feliz qualquer que fosse o resultado somente por ter visto aquelas palmas tão entusiasmadas.

O mistério se seguiu por mais alguns minutos. Todos cochichavam e temiam por mim. Porém, o meu coração estava em paz. Confesso que não me sentia assim há muito tempo, afinal, quantas vezes tentei me enganar? Eu sou uma bailarina e vou ser sempre uma bailarina.

O avaliador ajeita os óculos na face e sorri. Três letras se seguem. Três letras que mudam meu futuro. Três letras que tem tantas promessas embutidas. Eu agradeço e saio do palco já pensando na hora em que retornarei para mais espetáculos."



- Alessandra Salvia  

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Livro: Sonhos de Avalon - A Última Profecia

Olá amores!

Hoje, a felicidade me consome, sinto que um sonho se realiza, porque finalmente trarei a resenha de "Sonhos de Avalon - A Última Profecia" da autora parceira Bianca Briones. Foi o primeiro livro que eu tive a oportunidade de ler antes mesmo do lançamento e ser uma beta da minha autora favorita é algo surreal, é uma honra. Sendo assim, vamos começar a falar sobre a obra fantástica que já está em pré-venda e será publicada pela Editora Bertrand


A história do livro é baseada na lenda do Rei Arthur, porém há originalidade e diversas surpresas no decorrer do caminho. Britânia está passando por uma fase difícil, existe uma instabilidade por conta da divisão religiosa e a possível solução para esse problema nos é dada em forma de profecia: uma jovem virá ao reino para se casar com o Rei Arthur, trazendo a paz e união para todos. 

E é nesse momento em que Melissa aparece. Uma intensa e destemida mulher vinda do século XXI. Arthur acredita que Melissa é sua salvação e nada parece atrapalhar os planos do feiticeiro Merlin, a não ser que a presença de Lancelot reviva sentimentos adormecidos em Melissa. Com isso, um grande dilema surge para nossa querida personagem: devo seguir o coração ou o dever?

Em paralelo a isso, temos Morgana. A feiticeira irmã de Arthur que se sente na obrigação de fazer sacrifícios em pró de seu povo. Ou seja, você já deve ter percebido que não faltam mulheres fortes e emponderadas nesse livro, certo? Tanto Melissa quanto Morgana precisam refletir sobre quem são e até que ponto estão dispostas a ir para conseguir salvar a magia e Britânia


O livro tem um ritmo ótimo. É escrito em terceira pessoa, o que nos permite ter uma percepção maior de cada personagem e de cada situação individualmente. A dinâmica entre Idade Média e Século XXI também é muito boa, há intervalos na narração para andarmos entre os diferentes tempos, mas nada é confuso, muito pelo contrário... Tudo se encaixa perfeitamente!

Senti que não existe um protagonista só. Durante a leitura, cada um dos personagens tem seu momento de brilhar. Claro, eu tenho alguns favoritos, rs. Morgana e Galahad moram em meu coração, mas é impossível não se envolver com as histórias criadas por Melissa e Lancelot. E Arthur? Ai Deus! Quantas paixões em uma obra só, rs. 


As temáticas são consistentes, o enredo bem construído. As motivações e consequências da questão política de Britânica são claras e embasadas. Em momento algum fiquei entediada, até porque há um equilíbrio entre as temáticas, o que torna a leitura fácil e envolvente. Um ponto que me agradou muito foi a questão cultural, há aquela reflexão sobre a adaptação e aceitação do seu destino ou a inquietação para tomar as rédeas de sua própria vida, escolher quem você quer ser. 

O romance vem para tornar a história mais doce e o fato de termos Lancelot precisa ser destacado. A força de seu amor e como ele realmente acredita que para tudo há uma solução, basta você querer, é algo incrível. Lancelot nos faz ter voz. Em todo o momento ele nos lembra: você pode fazer o que quiser, você é livre. 


Sendo originalmente uma duologia, "Sonhos de Avalon" tornou-se um dos meus livros favoritos! É uma grande história de fantasia que o mundo precisa conhecer! Fui surpreendida em diversos momentos por suas reviravoltas e surpresas. Um final extremamente incrível que te deixa chocada! Tudo faz sentido e você pensa: "como assim???". Ah, e se você é fã das obras da Bianca, saiba que tem Easter Eggs que te deixarão surtado, rs. 

Ah, e não posso esquecer de deixar os links para a compra do livro que será lançado em 31 de outubro: SARAIVA e AMAZON. Corram para adquirir o exemplar de vocês, tenho certeza que estará lindo e especial! 

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - FAVORITO!

- Alessandra Salvia

sábado, 9 de setembro de 2017

Livro: A Turma da Mônica Jovem - Uma Viagem Inesperada

Olá amores!

Hoje, a resenha são de contos muito especiais para mim. Tive o prazer de ir no evento de lançamento de "Turma da Mônica Jovem - Uma Viagem Inesperada" e conheci as autoras Babi Dewet, Carol Christo, Melina Souza e Pam Gonçalves juntamente com o criador dos personagens mais famosos do Brasil, Maurício de Sousa. O livro foi idealizado e produzido pela Editora Nemo em parceria com a Maurício de Sousa Editora e é uma graça!!!!



Foram 5 horas de fila, mas cada segundo valeu a pena. O evento foi no shopping Eldorado aqui em São Paulo e foi como um sonho realizado. Tanto as meninas, quanto o Maurício me trataram super bem e só de lembrar fico emocionada. Expliquei toda a minha história com a Turma da Mônica ao seu criador e ouvi-lo dizer: 'adorei conhecer sua história' foi algo mágico. Porém, vamos ao que interessa para vocês... A resenha, rs.



Quem está com dúvida sobre a obra, vou explicar: são 4 contos, cujas protagonistas são Mônica, Magali, Marina e Denise. O livro é corrido, não é uma HQ, é uma história escrita por cada uma das autoras como uma obra normal, mas no decorrer da escrita há algumas ilustrações que retratam aquele momento vivido por cada uma delas. Sendo assim, para facilitar, vou dividir a resenha conforme os contos, ok?

1º) "Mônica em uma Aventura na Coreia do Sul" por Babi Dewet:

Após perder uma aposta com o Cebola, Mônica ganha uma viagem para a Coréia do Sul e mesmo não conhecendo a cultura k-pop, a viagem se torna maravilhosa, cheia de descobertas e aventuras. E sabe o que é o mais incrível? Eu realmente me senti sendo a Mônica! Somos muito parecidas e a escrita da Babi é tão fluída para me transportou rapidamente para aquele novo mundo. Gostei muito do fato da essência da personagem permanecer a mesma, ela sempre ressalta o quanto sente falta dos amigos e é visível que aquela menina de vestidinho vermelho, dona da rua do Limoeiro cresceu. 

Algo que quero ressaltar também é um trecho específico do conto (não é spoiler), mas que tocou meu coração de uma maneira única: "eu queria dizer a ela que sentia muito, mas que eu simplesmente não podia ser alguém que eu não era de verdade". Vocês conseguiram entender a importância dessa frase??? Sério, eu fiquei chocada com o quanto esse conto conversou comigo, consegui fazer vários paralelos em relação a minha vida e estou mega apaixonada por ele. 

E para quem quer saber da Babi... Ela é um amor de pessoa!!!! Que abraço delicioso, super atenciosa, prestativa e carinhosa. Consegui adquirir meu exemplar de "Sonata de Punk Rock" autografado nesse mesmo dia e estou amando o quanto a escrita da autora parece 'de verdade'. É simples, fácil e apaixonante. 😙



2º) "Magali em um Menu de Surpresas" por Carol Christo:

Como é uma tradição em todas as férias, Magali faz uma lista com algumas 'tarefas' que precisa cumprir naquele mês. São pequenas coisas que ela nunca fez antes, mas quer sempre se desafiar. O grande problema é que tudo na lista deveria ser feito com o seu namorado, o Quim. Porém, Tia Nena fica doente e os pais de Magali precisam ir as pressas para Paraty, no Rio de Janeiro, ou seja, todos os planos vão por algo abaixo... Ou será que não? 

O conto é muito divertido e leve. A personagem continua a mesma comilona de sempre com o detalhe da palavra: fitness no cardápio, rs. E acho que pelo fato de ser as férias mais 'normais', senti que Magali é 'gente como a gente'. Quem nunca teve que mudar os planos de última hora e foi surpreendido? (Confesso que posso parecer a Mônica, mas eu sempre preferi a Magali quando pequena, rs). É uma história extremamente gostosinha e que faz você terminar de ler com um sorriso no rosto.

E sobre a Carol? Digo que já me senti íntima! HAHAHA Sabe aquela pessoa que você sente empatia? Costumo dizer que a aura é cor de rosa, porque sinto uma energia positiva, animada, do bem. Não tive a oportunidade de ter contato com o livro anterior dela (O Último Mestre Pokémon), mas Carol, já quero um romance seu, viu? 💗



3º) "Marina em Londres para Leigos" por Melina Souza:

Achando que vai passar as férias ao lado do namorado, o Franja, Marina é surpreendida pelos pais com um mega presente: um curso de fotografia em Londres!!!! Quem nunca quis algo assim??? E o mais legal é que Marina se joga meeeeeesmo, ela quer uma total experiência londrina e não tem como não se sentir um pouco parte dessa viagem. 

A confusão, a alegria, a dúvida, a vontade de ter uma experiência completa mesmo não podendo... Marina é real. Ela nos mostrou que é um ser humano, com sentimentos ambíguos e totalmente complexos. Senti que a Melina escreveu com propriedade, querendo nos mostrar que a Marina realmente cresceu e apareceu, não é mais um personagem secundário. Ah, claro que eu amei a volta para casa e meu coração de uma rodopio na cena final (rs), foi minha cena favorita.

Agora, falando sobre a autora, vou te dizer que não existe ninguém mais fofa! Super doce e dava para sentir a emoção dela em estar ali, naquela mesa com pessoas tão incríveis. E se eu pudesse lhe dar um recado hoje, eu diria: Melina, você merecia estar ali. 😉



4º) "Denise em Férias na Serra Catarinense" por Pam Gonçalves:

Após um problema no colégio, Denise é mandada pelos pais para a casa da tia em um acampamento na Serra Catarinense, onde não há internet, nem sinal de telefone. Nesse momento eu te pergunto: o que você faria? Bom, inicialmente nossa protagonista ficou bem mal-humorada, mas após ver que a tia estava em apuros, Denise mostra sua inteligência e determinação para salvar o negócio da família.

E acho que nesse momento, eu já posso dizer que foi o conto que eu mais torço para ter continuação, rs. Que coisa liiiiiiiiiinda! Envolvente, emocionante, doce, delicado... Eu ameeeeeei demais a Denise e a forma como ela bem resolvida, emponderada, faz todos 'comprarem a sua ideia'... Ela faz acontecer!!! A escrita da Pam é maravilhosa, fluída e te envolve. Eu não conseguia parar de ler e cheguei ao final, realmente querendo mais.

Tentei comprar o "Boa Noite" nesse dia em que a conheci (primeiro livro da autora publicado pela Editora Galera Record), mas infelizmente, não tinha nenhum exemplar na Saraiva em que estávamos. Ou isso é sucesso ou eles marcaram bobeira, porque agora eu estou mega ansiosa com a vinda da Pam para São Paulo, no lançamento de "Uma História de Verão" e se conseguir já quero os dois de uma vez só. Pam, vou ler até sua lista de compras se você deixar. Eu amei sua história e não foi pouco. 😍



É isso, rs. Peço desculpas pela resenha enoooooorme, mas eu precisava contar tuuuudo para vocês! É um livro nostálgico, mas ao mesmo tempo atual. Super vale a pena você tê-lo em mãos, a edição está linda e as ilustrações condizem com o enredo de uma maneira bem delicada, sempre em um momento chave da história.

Espero que vocês tenham gostado e corram para adquirir o exemplar de vocês!

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - Maravilhoso!

- Alessandra Salvia