sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Texto: E o meu pedido é...

Olá amores!

Como novembro foi meu aniversário, decidi fazer um conto mais descontraído. Minha meta é um texto autoral por mês, então vamos ver se dá certo... Como sempre, quero opiniões sinceras! 


"Quando somos adolescentes, temos uma mania bem desagradável de imaginar o futuro perfeito. Um bom emprego, um relacionamento estável, vida financeira satisfatória... mas quando você se vê na idade adulta, as coisas não são bem assim. 

- Quero isso para segunda de manhã, certo?

E esse é meu chefe me pedindo para vir trabalhar no sábado... que gentileza da parte dele... Quando decidi ser publicitária, pensei que a vida seria uma eterna criação, trabalharia com propagandas e divulgações, nunca imaginei que tivesse que lidar com tantos contratos na vida... mas ok... eu não quero desanimar. Hoje é sexta e vou sair com um grupo de amigos para comemorar meu aniversário! 

Eu sempre amei esta data em especial, você renova energias, dá abraços e ainda por cima percebe quem realmente gosta de você. Nunca fui uma pessoa popular, mas pelo no meu  dia gosto de reunir aqueles que são queridos. 

Já está quase no final do expediente e começo a arrumar minha mesa para ir embora, quando minha colega de trabalho passa por mim sorrindo e diz:

- Você não se importa se eu levar meu irmão no seu aniversário, né?

- Claro que não! Será naquele restaurante aqui perto, que fomos no aniversário do Antônio, sabe?

- Ah, obrigada! Sei sim, só vou esperar ele chegar e já vou para lá.

- Eu vou na frente para não perder a mesa.

- Sim, aniversariante. Está animada?

- Estou sim! Tenho um bom pressentimento quanto a hoje!

-  Humm... quem sabe, não é? Olhe! Meu irmão chegou mais cedo do que o planejado. E eu ainda nem estou pronta para ir... deixa eu correr!

Ela sai apressada para ir falar com o tal irmão 'penetra' que está parado na porta do escritório. Quando eu olho para o rapaz, alguns anos mais velho que eu, ele parece meio bravo. O vejo discutindo com a irmã e antes que eu consiga me esconder atrás da tela do computador, ela acena para eu ir até lá. Com um sorriso meio sem graça, levanto e vou até os dois.

- Oi.

- Aline, esse é meu irmão, Felipe. Felipe, essa é a Aline, a aniversariante e ela mesmo te convidou para ir conosco hoje.

OPA! Que história é essa de eu mesma o ter convidado? Nem o conheço, mas sinto que seria muita falta de educação não confirmar a história, então apenas sorrio e digo:

- Sim, não tem problema, serão poucos amigos, você pode ir.

- Não quero atrapalhar... minha irmã que é sem noção e não me avisou que estaria ocupada hoje.

Percebo que seu humor não está dos melhores, ou se ele for tão sério assim, Deus ajude que ele não estrague minha noite. Ele não tira os olhos da irmã, como se a fuzilasse com o olhar.

- Bom, eu já estou indo para lá... só vou pegar minha bolsa - digo me afastando deles.

- Você não quer ir com ela Felipe? Eu ainda não estou pronta, nos encontramos lá. 

Quando ouço isso, viro a cabeça bruscamente esperando que ele negue e vá embora. Mas para minha surpresa, ele responde:

- Melhor do que ficar aqui te esperando. Vamos... qual é mesmo seu nome?

- Aline. E o seu? - Faço questão de fazer pouco caso, para ele ver que seu mal humor não me atinge. 

- Felipe.

Pego minhas coisas, dou tchau para o escritório que em uníssono me deseja parabéns. Saio dali sorrindo de orelha a orelha, quando percebo que Felipe me encara. Quando estamos na calçada, já há alguns passos do meu trabalho, ele fala em tom baixo:

- Peço desculpas, eu nem te desejei feliz aniversário... É... Parabéns, muitas felicidades, viu?

Aquilo realmente me surpreende. Ele parece... envergonhado? Eu sorrio e agradeço.

- Obrigada! Não precisa ficar constrangido, serão no máximo umas 6 pessoas, não sou muito festeira, mas adoro comemorar meu aniversário.

Sinto que ele começa a relaxar.

- Por isso mesmo eu me sinto intruso hoje. Eu sei que você não me convidou, foi coisa da minha irmã... ela tenta me tirar de casa desde o mês passado quando me separei.

- Você era casado?

- Morava junto a mais ou menos 1 ano, mas não deu certo.

- Sinto muito.

- Não sinta, estava na cara que era burrada, mas mesmo assim eu tentei.

- Pelo menos você não tem aquela sensação de 'e se?' na sua cabeça. Fez aquilo que seu coração mandou.

Ele sorri pela primeira vez. E entramos juntos no restaurante. Pergunto por minha reserva e vejo que somos os primeiros a chegar. Sentamos um de frente para o outro na mesa e ele me pergunta:

- Quer deixar esse lugar para alguém especial? 

- Não, pode se sentar, dá para conversarmos melhor. 

O garçom aparece para nos entregar o cardápio e ambos agradecemos. Levanto o olhar e o pego olhando para mim, não consigo não sorrir com a denúncia de seus pensamentos e sussurro:

- Batata Frita? 

- Com toda a certeza!!!!

Ele gargalha por eu ter conseguido ler sua mente e eu não consigo não me envolver com aquele som. Sim, ele está começando a ficar a vontade comigo e gosto desse 'novo Felipe', talvez possamos realmente ser amigos. Mas meus pensamentos são cortados com um grupo de pessoas cantando parabéns na entrada do restaurante. Ao me virar, vejo a surpresa de meus amigos entrando no local, cantando alto e com um bolo cor de rosa e velinhas no mesmo tom, desejando-me feliz aniversário.

O bolo é colocado bem a minha frente e alguém grita:

- Faça um pedido, Aline!

A última coisa que vejo antes de fechar os olhos e soprar as velinhas são os olhos brilhantes de Felipe na minha frente. Em pensamento digo a Deus: "Acho que o Senhor sabe o que faz com minha vida, não pedirei mais nada, tenho tudo o que preciso" e assopro, começando mais um ano com o pé direito."


- Ale

52 comentários:

  1. Olá ^^

    Adorei um mini conto sobre aniversário, depois do trabalho me pareceu bem legal ^^

    Sua escrita é muito boa moça. Parabéns atrasado e continue escrevendo.

    Beijão,

    http://livrosentretenimento.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ai que legal! hahaha Curti!
    Parabéns pelo aniversáário!! :D

    Beijos,
    http://postandotrechos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiiiii,
    Adorei que você escreveu mais um conto, fico sempre esperando.
    Parabéns!
    Bjos
    Mamaci

    ResponderExcluir
  4. Ahh.... adorei!! Sério! :D
    O arremate que você deu no final ficou muito bom. Eu estava esperando várias coisas, algumas até clichê, mas você me surpreendeu com um final simples e perfeito! Parabéns!

    Beijussss;
    https://facebook.com/BlogMenteHipercriativa
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Helaina, seu comentário foi super especial! Beijos

      Excluir
  5. Oi Alê !!
    Eu adorei a história mesmo !! Fiquei doida pra saber o que aconteceria entre a Aline e o Felipe *-*
    Com certeza você leva jeito !! Continue escrevendo pra gente !!
    E aproveitando parabéns pra você !! Muitas felicidades, amor, saúde, paz e sucesso...
    Bjim

    blogpatyrezende.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiiii obrigada Paty! Estou empolgada, obrigada mesmo! Beijos

      Excluir
  6. Oi, Ale!!
    Que conto fofo! Rende até uma história como um livro, por ex (ó as ideias hahhaha)
    Beijos
    Balaio de Babados | Participe da promoção Natal do Babado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe? Você me anima pedindo continuação! Beijos Luiza

      Excluir
  7. Oii Alê!
    O conto muito fofo, já senti o romance no ar, será que vai ter continuação? *-* Fiquei interessada :D
    Estante de uma Fangirl

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro quando é pedido continuação, fico cheia de vontade de escrever mais!
      Beijos Dani

      Excluir
  8. Oiie, adorei o conto <3 você escreve muto bem *_* fiquei com um gostinho de quero mais...
    beijos
    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Respostas
    1. OBRIGADA!!!!!! Vou trazer mais sim!
      Beijos Ycaro

      Excluir
  10. Oi Ale,

    Adorei o conto! Você escreve muito bem. Aniversários sempre são especiais, Parabéns pelo seu dia!

    Beijos!

    Cintia
    http://www.devaneiosdeumacindy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Estou feliz por estar lendo mais um conto seu, Ale! Simples e verdadeiro <3
    Esse em especial podia ter continuação, né? hahaha
    Adorei! Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blospot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pedir continuação, me empolga Carol!!!
      Beijos

      Excluir
  12. Gostei bastante do conto, você escreve muito bem! Parabéns atrasado! :)
    Beijos
    Bluebell Bee

    ResponderExcluir
  13. Amei Ale.... quero sempre mais.
    Parabéns! !! Beijos

    ResponderExcluir
  14. Adorei demais esse conto, fiquei super curiosa com o que poderia acontecer com os dois em seguida hahahahaha você escreve super bem, continue assim!

    Com amor,
    Steph • http://naoeberlim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Parabéns !!
    amei o texto <3
    beijão.

    seteprimavera.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi Alê!
    Parabéns atrasado!

    Adorei o conto!
    Você escreve muito bem. E assim, eu só acho que poderia continuar rs

    Beijos
    Dri

    ResponderExcluir
  17. Parabéns atrasado, meu aniversário também é em novembro. Adorei o texto, ficou ótimo.

    Beijos ♥
    http://intoxicadosporlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Poxa, cheguei atrasada, mas espero que Deus ilumine muito sua vida!! ♥
    O blog ganhou uma nova seguidora, quero te acompanhar. Parabéns e sucesso! Miil beeijos lindona! ♥

    www.doceencontro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca é tarde para desejar coisas boas Dallyse!
      Obrigada de coração! Beijos

      Excluir
  19. Oie,
    hahaha que fofo!
    Não curto muito aniversários, mas achei o conto fofinho

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  20. Parabéns atrasado Ale!!!
    Que você continue escrevendo bem assim sempre!
    Adorei o conto!

    Beijos,
    Natália.
    https://doprefacioaoepilogo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Oie Ale =)

    Que conto mais fofo *---* E olha que me identifiquei muito com o começo dele. Quando somos adolescentes imaginamos que ao chegar a vida adulta, tudo nela será um mar de rosas e tudo estará resolvido. Mal sabemos que a bagunça da dona vida é meio que eterna rs...
    Quero a continuação viu. Saber mais sobre a Aline e o Felipe, pois já shipei o casal <3

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico tããão feliz com esse comentário! Obrigada de coração Ane!
      Estou pensando em continuar....quem sabe? Você me animou!
      Beijos

      Excluir
  22. Owwwwn tu escreve muito bem Ale! Sério, o seu texto ficou muito fofo e vou amar ler mais textos seus por aqui. Continue escrevendo hein?! <3
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que amooor, obrigada Gabi! Vou escrever sim! Beijos

      Excluir
  23. Geeente, que texto lindo. É desse jeito mesmo, quando adolescentes pensamos que o mundo todo é fácil e tudo que se quer é só pedir, mas não é assim, eu que sei haah! Ansiosa para ler o próximo!!

    http://vorazesleitoras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que linda, obrigada Lilian! O próximo será especial de Natal! *-* Beijos

      Excluir
  24. Oi, Alessandra! Tudo bem? Awnnnnnn adorei o conto! *----* Engraçado como você em poucas linhas conseguiu criar uma história bem fofinha e personagens super interessantes! Acho que só consegue fazer isso são bons autores, hein? E você, pelo visto, é uma! Parabéns pelo conto! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MUIIIIIIIITO obrigada Tony, de coração pelas suas palavras de incentivo e apoio! Beijos

      Excluir
  25. Alê eu quero a continuação. Me dou o direito de me sentir orgulhosa por vc. Parabéns!!!!!!!! Bjs!

    ResponderExcluir