domingo, 8 de dezembro de 2019

Livro: Romance Tóxico

Olá amores,

O livro de hoje foi lançado há algum tempo, mas o tema é totamente atemporal, necessário e incômodo, vamos falar de "Romance Tóxico" escrito por Heather Demetrios e publicado pela Editora Seguinte.


Primeiro, não nego que o que chamou minha atenção a primeira vista foi essa união de capa mais título. Tanto que comprei o livro no escuro, sem ler premisa, sem recomendações. Não me arrependi. Esse enredo é tão honesto que chega a nos deixar desconfortáveis. A história é crua, sincera e de certo modo, "positiva", já que dá aquele choque de realidade em quem vive um relacionamento assim e precisa de ajuda para sair dessa situação. Só não pense que foi uma leitura fácil, pois não foi, afinal, é preciso cenas fortes para entendermos qual a gravidade uma relação tóxica.

Nesta obra, conheceremos Grace. Ela é quem narra sua história como se estivesse contando tudo o que passou para seu namorado, Gavin. Por mais que no início tudo seja especial e romântico, já temos suas observações como por exemplo: "se eu soubesse de tal coisa, isso não teria acontecido" ou "quero saber por que levei tanto tempo para me dar conta de que você é tóxico". Então, não nos deixamos enganar pelo jeito apaixonado de Gavin, já sabemos a que ponto chegaremos e em todos os momentos vemos os sinais de alerta que Grace ignorou.

Algo positivo é que as atitudes/escolhas de Grace tem emabasamento quando conhecemos sua família. Grande parte da fragilidade da personagem se deve ao fato dela não ter um porto seguro em casa e esses sentimentos aqui são muito bem explícitos, você entende e sente o que Grace sente. Acho que é por isso que é tão desconfortável, a gente tem consciência de que todo o enredo pode sim ser real. Pode parecer absurdo nos dias atuais, nos quais o feminismo é tão forte, mas é a verdade. Simples e crua: nem todo homem se sente confortável com a liberdade de suas parceiras e a família pode sim ser um dos fatores que oferecem segurança para que a pessoa tenha coragem de dar um basta em toda a situação.


Outra coisa que quero destacar é o tipo de abuso retratado. Não é aquela violência física e visível a olho nu. A autora tratou o abuso psicológico como o centro de tudo, afinal, é o tipo de relação mais difícil de se notar já que pode ser disfarçada como ciúmes, acompanhado de palavras doces, ou até mesmo desculpas. 

Infelizmente, o motivo pelo qual não dou nota máxima nesse livro é o final. Para mim, tudo aconteceu num clique. Não quero dar spoilers, pois a narrativa dá margem para muitas teorias: será que Grace está viva? Morta? Será que o fim dela foi o término? Mas sei lá, parece que a história tinha um número x de páginas e não poderia se estender mais, sabe? Para mim, não funcionou. Foi muito simples resolver uma problemática de quase 400 páginas que aflige tantas e tantas mulheres no mundo. Uma pena, na verdade.


Porém, isso não muda minha opinião: o livro merece destaque e às vezes, quem sabe, você consegue ver mais propriedade no final, do que eu? Não deixe de comentar me dizendo o que achou da dica de hoje e se já leu a obra, ok? 😉

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ (4/5) - Muito bom!

- Alessandra Salvia

34 comentários:

  1. Oi, Alessandra como vai? Eu já conhecia esse livro, embora não tenha o lido. Achei essa capa bastante diferente, mas atraente de igual modo. O assunto abordado no livro é de suma importância em qualquer época, mas acredito que nos dias atuais esse tema tenha adquirido uma notoriedade maior, e é crucial que a sociedade dê a devida importância à esse assunto. A obra é essencial para as mulheres se precaverem desse tipo de relacionamento tóxico e abusivo, seja violência física ou psicológica. Adorei a indicação e pretendo lê-lo em breve. Sua resenha ficou maravilhosa, parabéns. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ale.
    Eu estou com esse livro aqui na estante desde o ano passado e ainda não criei coragem para ler. A sua é a primeira resenha que vejo falar sobre esse final. Tomara que eu goste mais que você hehe. Acredito que livros como esse são necessários sim. E por vivermos tanto o feminismo hoje em dia que vemos tantos casos de abusos e violência sendo expostos. Porque antes acontecia sim mas as mulheres achavam que tinham que passar por aquilo e não denunciavam.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ale!
    Esse livro deu muito o que falar quando foi lançado, mas ainda não bateu aaaqueeelaaa vontade monstruosa de ler. Ando me atendo a mais romances fofinhos no momento...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Oi Ale! Eu li assim que lançou e fiquei bem agoniada com a história, é um livro pesado de ler. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Hey Ale! Tudo bem?
    Eu não sou muito de ler dramas, então não acompanhei a chegada desse livro.
    Mas então quando uma leitura é essencial para um leitor que passa por um problema semelhante se identificar para buscar ajuda. Livros assim estão se tornando mais frequentes, o que é uma coisa boa.
    Obrigada por comentar lá no blog.
    Volte sempre!

    | Blog Misto Quente |

    ResponderExcluir
  6. Oi Ale!
    Quando o livro foi lançado aqui eu vi muitas resenhas pelo insta mas confesso que não tive vontade de ler. Parece algo pesado demais e o gênero não é o que eu geralmente leio por isso acho que nao funcionaria comigo de qualquer forma, independente do final.

    Abraços
    Emerson
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Ale, tudo bem?
    O assunto é, infelizmente, muito necessário. Também quero ler esse livro!
    O que me chama a atenção é o estilo narrativo que a autora escolher, de falar diretamente com o agressor. Mas confesso que fiquei com receio do final lendo seu comentário sobre. Medo da decepção haha! :(
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vá devagar, as vezes, por já ter consciencia do final, não se decepciona tanto.

      Excluir
  8. Oi
    eu não conhecia a história, parece ser uma história profunda e emocionante e que retrata a realidade vivida por muitas, pena que o final acabou não agrando e que foi muito rápido a solução.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, mas não vou desmerecer o desenvolvimento só porque o final não me agradou.

      Excluir
  9. Gostei da resenha Alê. Acho a temática super válida e é uma pena que o final não tenha sido tão bem desenvolvido. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Ale, eu também gostei da capa, ela chama atenção não é mesmo?!
    Com certeza é um livro que deve ser lido, até mesmo por adolescentes, e que pena que o final não foi tudo o que você esperava, mas com certeza o enredo e o ensinamento contido no livro compensa né!

    Beijos Mila

    Daily of Books Mila

    ResponderExcluir
  11. Olá...
    Também acho essa capa muito linda!
    Esse livro está na minha lista de desejados e estou simplesmente loooooouca pra ler! Seus comentários a respeito me fizeram desejar a leitura ainda mais... Esse livro ressalta um tema muito importante, que merece muito destaque e acho a leitura super válida!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Amei a sua resenha, a capa desse livro é mesmo muito linda, uma pena o final ter sido decepcionante!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  13. Oii, com certeza é um livro que pegaria também só pela junção da capa e o título, foi muito bem caprichado, eles arrasaram na imagem dele haha
    Menina estou encantada por esse livro, mas ao mesmo tempo com medo das emoções que posso sentir, nem sei o que fazer kkkk
    Me ajuda ai <3
    Sua resenha ficou maravilhosa, que ruim quando acontece isso no livro, dele terminar meio que muito rápido.
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  14. Oi Ale.
    Também acho a capa desse livro muito linda ,mas só por falar de relacionamento abusivo eu já me sinto incomodada ,Eu já tive uma relação abusiva psicologica e isso me traz aqueles flashbacks do passado .

    Amei sua resenha,ficou ótima como sempre

    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
  15. Oi Ale, tudo bem?
    Não sei se é o tipo de livro que eu leria. Sou muito sensível e suficientemente paranoica com essas coisas. Se hoje evito tudo quanto é tipo possível de relacionamento é por conta do tanto de casos de relacionamentos abusivos que ouvimos falar. E também por ver mulheres, principalmente casadas, aceitando coisas desagradáveis porque "é assim mesmo". Talvez até seja, talvez para estar em uma relação os dois tenham que aceitar coisas chatinhas, porém toleráveis. É por isso que prefiro seguir solteira.

    Adorei sua resenha. Deu pra sentir bem como é o clima do livro. Pena que o final não te agradou.

    Até mais;
    Mente Hipercriativa (Blog) || Mente Hipercriativa (Fanpage)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo menos fico feliz que consegui passar o que senti com você.

      Excluir
  16. Olá Aleeeee
    Eu já queria ler esse livro e fiquei com mais vontade ainda depois da sua resenha.
    A capa é muito linda e chama a atenção.
    O tema mais atual do que nunca, apesar de desconfortável, bastante necessário.
    Um choque de realidade pensar que pode ser real e acontecer com pessoas perto de nós.
    Sempre bom destacar que siiim fragilidade emocional é um canal e que siiiiiim os sinais estão lá, infelizmente não é fácil identificá-los quando há envolvimento e muitas vezes há tentativas de justificativas para o injustificável.
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oiiii,
    Gostaria muito de ler esse livro e confesso que já estava na minha lista. E lerei o mais rápido possível.
    Bjos
    Mamaci

    ResponderExcluir