domingo, 27 de janeiro de 2019

Livro: O Jardim Secreto

Olá amores!


Nesse ano de 2019, vou trazer a vocês uma coluna especial de clássicos. Todos os meses vamos falar sobre um livro considerado atemporal pela crítica e em janeiro, o escolhido é "O Jardim Secreto" de 1911 da autora inglesa Frances Hodgson Burnett (1849 - 1924, também autora de "A Princesinha"). Minha versão é a publicada recentemente pela Editora Martin Claret e adquira na Feira do Livro da USP de 2018.


Para quem está na dúvida, já vou logo explicando que esse livro é sim a obra que deu origem ao filme homônimo lançado em 1993. Na sua história, conheceremos a pequena Mary Lennox, uma menina de 10 anos que morava na Índia e foi criada por uma aia. Após a morte dos pais e dos serviçais da casa, a garotinha se muda para a Inglaterra para morar com o tio amargurado e recluso


Mary muitas vezes é descrita como mandona e magricela, cabelos ralos e pálida. E tudo isso se deve a sua antiga vida. Não a considero uma personagem chata, ela apenas cresceu achando que aquela realidade era única. Uma criança que não sabia o que era o amor, a amizade, o fato de ser cuidada. Quando Martha, uma das empregadas da casa nova, se torna sua amiga e começa a contar histórias de sua família e Dickon com os animais, Mary passa a ver tudo de uma maneira diferente e apenas assim, começa a evoluir (e ganhar peso para ser saudável).

A relação de Mary com Dickon é bem bonitinha. Ele lhe mostra a beleza da natureza, lhe ensina a cuidar de jardins e de animais. Quando Mary descobre a existência do jardim secreto de sua tia falecida, é preciso guardar segredo do mesmo, mas é para Dickon quem ela recorre e fica satisfeita ao ver que (finalmente) encontrou um amigo de verdade.

Há também a presença do primo de Mary, Colin. Ele é um garoto recluso, que acredita ser doente e que irá morrer em breve. E já adianto que o livro não ganha nota máxima por conta da presença irritante de Colin. Enquanto temos apenas Mary e Dickon como foco, tudo é agradável, delicado. Colin e seus ataques de fúria desgastam um pouco o leitor, porque demora muito para ele entender o quanto é mimado (além de se fazer de vítima o tempo todo). Mary ainda dá uns chacoalhões no primo, o que me fazia sorrir. Porém, fiquei bem decepcionada quando Dickon é deixado de lado para Colin ganhar espaço. Até mesmo o final, achei que faltou algo mais para o garoto pobre que tanto ajudou Mary. 


Para muitos, o enredo pode parecer infantil ou fraco. Eu discordo. "O Jardim Secreto" traz algumas reflexões que talvez as crianças não enxerguem. Digo isso, principalmente por Mary que passa por situações complexas quando criança e se pararmos para pensar, poderia ser muito traumatizante uma garotinha simplesmente ficar sozinha no mundo. Os pais, mesmo saudáveis, nunca se importaram com ela. A cena em que ela vê todos doentes e sua grande casa vazia, é algo bem sensível. 

Agora, em relação a edição consigo dizer apenas uma palavra: impecável. Escolhi a versão da Martin Claret, pois sempre me dou melhor com suas traduções. A leitura é fluída e a tradução se aproxima muito da nossa realidade. Neste livro, por exemplo, temos uma linguagem mais 'campestre', o você virou ocê, está virou tá... Admiro muito a tradutora Vera Lúcia Ramos, pois sei o quanto deve ter sido difícil trazer a obra do jeitinho maravilhoso que está. 


A capa é vazada e há algumas ilustrações na obra. No início, antes de começarmos efetivamente a leitura, há alguns textos de apoio com analises importantes para quem vai começar a ler. Achei muito interessante as analogias que fizeram com os jardins por toda a sociedade e literatura. Há também uma análise sobre os motivos pelos quais o jardim é secreto na obra e uma nota da autora bem explicativa. Fiquei encantada!

Desta forma, espero que vocês tenham conseguido captar um pouco da minha animação com "O Jardim Secreto"! E não deixem de me contar se já leram ou gostariam de ler a obra, hein?

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ (4/5) - Muito bom!

- Alessandra Salvia

40 comentários:

  1. Oi Ale
    Eu amo este filme e sempre choro no final. Esta versão está linda, adoreii.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ale!
    Essa capa é muito fofa. E outro dia que fui descobrir que era um livro antes de ser um filme. Acho que sou a única pessoa da face da terra que não gosta do filme, não sei explicar...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ale!

    Acredita que nunca assisti o filme? Juro hahaha também não sei se a obra me agradaria muito, mas achei interessante as reflexões que traz. Vou deixar anotado pra tentar ao menos ver o filme!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oie Ale =)

    Aiw *-* Eu tenho um carinho muito especial por esse livro e pelo filme. É uma história tão terna e tão cheia de lições que sempre me deixa com lágrimas nos olhos. Ler a sua resenha me deixou com vontade de ler o livro e assistir ao filme novamente.

    Beijos e uma ótima semana;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  5. Hey Ale! Tudo bem?
    Eu vi esse filme em vhs quando tinha por volta de 5 anos e não saiu da minha memória. Nunca imaginei que fosse inspirado num livro, vou dar uma olhadinha nele.
    Obrigada por comentar lá no blog.
    Volte sempre!

    ~ Blog Misto Quente
    ~ Siga no Instagram
    ~ Curta no Facebook

    ResponderExcluir
  6. Oi Ale! Eu não li o livro, mas o filme eu vi e amei. Está é sem dúvidas uma obra que preciso incluir na minha lista de leituras. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não esquece de me contar o que achou depois de ler, Cida!

      Excluir
  7. Olá, Ale.
    Eu assisti o filme e amei. Mas nunca li o livro. Estava esperando você falar sobre a edição e acho que vou optar por essa então. Tenho alguns da editora aqui e acho que eles capricham bastante.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Sinceramente não é o tipo de livro que me atrai muito, mas para quem gosta de narrativas mais sensíveis acredito ser uma boa opção de leitura

    www.estante450.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sensível é uma boa palavra para descrever essa leitura!

      Excluir
  9. Olá Ale!
    A história do Jardim Secreto é muito bonita, concordo que ela tem reflexões importantes, como a relação dos pais e filhos, amizade, amor próprio e a descoberta do mundo.
    Que pena o Colin desestruturar a história que seguia em harmonia, acho que é um daqueles momentos em que estamos construindo toda uma continuidade daquela história (que vai muito bem) e, de repente, saí tudo dos eixos e dá um certo desânimo =/
    Boa semana para vc =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei até com dó do personagem, mas não consegui gostar dele hahaha

      Excluir
  10. OI
    eu adorava assistir esse filme, uma bela história, mas nunca li o livro. Que bom que gostou da leitura e gostei da sua iniciativa de ler alguns classicos.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Ale,

    Nunca assisti o filme e nem li o livro, mas gostaria de conhecer.
    Achei muito legal sua coluna de clássicos.
    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  12. Oi Alê, sua linda, tudo bem?
    Eu sempre amei o filme!!! Não tem como não se sensibilizar por todos eles. Quero muito ler o livro também, está naquela lista de imperdíveis, risos.. Sempre achei essa história encantadora e sensível, que toca o coração. Não sabia sobre essa nota explicando o motivo do jardim ser secreto, estou surtando aqui de curiosidade, isso não se faz, risos.. Adorei sua resenha!!!
    beijinhos.
    cila.
    https://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro livros com material adicional. Acho que nos faz aproximar e refletir sobre a história.

      Excluir
  13. Oi, Ale! Tudo bom?
    Menina que esse post me jogou num flashback absurdo, eu assistia TANTO esse filme quando era pequena! E adoravaaaaaaa. Já tinha ouvido falar do livro, mas nunca procurei pra ler - acho que, hoje em dia, não seria uma leitura tão legal quanto teria sido quando eu era criança. Mas vou tentar comprar pra minha prima pequena, vai que conquista igual o filme me conquistou!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mágica dessa leitura é que em cada idade absorvemos algo diferente!

      Excluir
  14. Não conhecia esse livro e nem o filme amiga, mas gostei muito do enredo fiquei curiosa pra assistir essa história.
    Mil Beijos!
    https://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com/2019/01/dica-de-serie-one-day-at-time.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério???? Nossa! Assiste ao filme pelo menos. Vale a pena!

      Excluir
  15. Oi Alê, tudo certo?
    Tive a oportunidade de ler O jardim secreto quando ainda estava no colégio e, sem dúvidas, foi uma das melhores leituras da época. Em relação ao filme que você citou, não sabia que havia uma adaptação cinematográfica da obra. Já fiquei louco para conferir.

    Gostaria de parabenizar você pelo projeto de leitura de clássicos, estou fazendo algo parecido também lá no blog, no entanto só selecionei livros nacionais. Pro mês de janeiro ficou "O Cortiço" do Álvaro de Azevedo.

    Bjsss
    www.estupefaca.com.br

    ResponderExcluir
  16. Amei sua resenha, ainda não li esse livro, mas pelo visto ele é uma daquelas leituras que ficam em nosso coração.

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  17. Ainda não assisti esse filme, nem li o livro... curti a dica!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  18. Oi Alê, eu já assisti várias vezes o filme, e quanto mais velha mais passei a gostar. Quero muito ler ainda o clássico, espero conseguir em 2019!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  19. Oi Ale,
    Com certeza gostaria de ler e ter este livro. Assim que vi sua resenha sobre ele já me animei pois adoro o filme.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Oiee!!

    Eu me lembro vagamente de ter assistido esse filme quando criança algumas vezes,e ter sido muito especial.
    Lendo agora sua resenha fiquei interessada em ler o livro.

    Bjinhos ♥
    Início de Conversa

    ResponderExcluir