terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Série: Sex Education

Olá amores,

Vamos falar de outra série que está dando o que falar? "Sex Education" é uma produção original Netflix que veio para surpreender, já que eu não estava dando nada para esse lançamento, mas acabei viciada e terminando a série em menos de dois dias, rs.


Para quem ainda não conhece, a série retrata a vida de Otis, um adolescente filho de uma terapeuta sexual que é excluído na escola. Só que após ser visto por Maeve dando conselhos sexuais ao grandalhão da turma, ambos se unem para criar um grupo terapêutico sexual para os colegas.


A temática para alguns pode ser tabu e as piadas bem explícitas, porém devemos levar em consideração que "Sex Education" desmistifica o sexo e os problemas dos adolescentes (e não apenas como relações interpessoais, mas como indivíduos: únicos e com desejos). É realmente como uma educação sexual, coisa que muitos jovens não tem acesso pelos pré-conceitos e pelas limitações sociais e familiares. Alguns dos temas são dificilmente esclarecidos em nosso dia a dia, ou não com a naturalidade em que deveriam ser. Quer exemplos? Doenças sexualmente transmissíveis, masturbação, gravidez, drogas, feminismo, sororidade, homossexualidade e principalmente, o auto conhecimento são os principais focos do enredo.

Os episódios possuem cerca de 50 minutos cada, só que você nem percebe o tempo passar. De início, alguns podem achar besteirol ou até mesmo apelativo, mas quando os personagens são aprofundados percebemos o quão relevante tudo pode ser e os episódios se tornam mais pesados, fazendo você se emocionar muitas vezes. 

Meu personagem preferido é o Eric e eu duvido você não se apaixonar por ele também. Sendo o melhor amigo do protagonista, Eric é um homossexual assumido e é ele quem levanta a bandeira do bullying nessa série (juntamente com Maeve, porém acho que por Eric apanhar na escola, o caso dele fica mais explícito, enquanto Maeve aborda mais o machismo e a falta de suporte familiar). Usando roupas bem coloridas e tentando ver o lado positivo de tudo, Eric alegra a série e traz momento de descontração. Sua amizade com Otis é outro ponto que preciso destacar, pois é algo que mexeu bastante comigo, já que Otis pode até fazer algumas besteiras às vezes, mas a amizade é completamente sincera. Sabe como eu sei disso? Otis é heterossexual mas em momento algum a homossexualidade de Eric o afeta. Pelo melhor amigo, Otis se veste de mulher sim, ele dança, ele abraça. Não existe aquela frescura de que héteros não se misturam porque podem duvidar da sua 'masculinidade', sabe? Foi sensacional ver os amigos curtindo a vida e se divertindo independente do que os outros fossem pensar. Aliás, o mais legal é que ninguém os condena por isso, tudo se torna natural! Vai me dizer que você não gostaria de viver em um mundo assim?


Maeve é outra personagem que gosto muito por ela trazer momentos maiores de reflexão quando expõe sua família e seus problemas. Vítima do machismo clássico, a garota se torna apenas uma referência sexual para os colegas de escola. E o pior de tudo é que ninguém tem a consciência do quanto esterótipos podem machucá-la. Porém, Maeve cresce e mostra ao telespectador que pode ser mais do que dizem dela. Maeve é inteligente, é esforçada, é bonita. Ela é a responsável pelo primeiro tapa na cara que a série te dá. E acho que é nesse momento que eu vou abrir um parênteses para dar um spoiler relevante: a decisão de Maeve abortar e o procedimento em si ser tão rápido pode chocar quem assiste. Percebi isso porque minha mãe teve uma reação meio 'negativa' na hora, porém ao analisarmos todo o contexto de vida da garota e o que aquilo significaria, entendemos e respeitamos a sua decisão. Eu, Alessandra, não faria um aborto, mas entendo e respeito a decisão de Maeve e acho que foi coerente para a personagem. Ela não conseguiria dar a criança uma vida digna, se é que a gravidez ia ser levada adiante porque nem uma alimentação adequada e acompanhamento pré-natal seria possível. Mas, claro que outras pessoas teriam opiniões diferentes e isso geraria repulsa. Desta forma, já adianto: mais um tema tabu colocado de uma maneira corajosa aqui. 


Essa balança de julgamentos também influencia no quanto você se envolve com a série, porque cada um sempre tem uma opinião sobre a vida do outro e nem sempre essa opinião deve ser tomada como a verdade.  

O final da série é tão rápido que deixa a saudade em nossos corações. Ainda sem confirmação de segunda temporada, torço para que a Netflix perceba o que tem em mãos e não faça besteira de cancelar sem o final que eu tanto espero, rs. 


Sendo assim, finalizo dizendo que "Sex Education" é uma série ousada e única, necessária para os jovens de hoje perceberem que não estão sozinhos e que pode haver uma luz no final do túnel para eles. Tenho consciência de que não é uma série para todo mundo, principalmente se você é conservador, porém é cheia de esclarecimentos, mensagens de auto estima e que você pode ser aquilo que você é porque quem é seu amigo, vai te aceitar de qualquer maneira ♥

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5) - Maravilhosa!

- Alessandra Salvia

26 comentários:

  1. Oiiiii,
    Nossa! O Éric também é meu preferido!!!
    Adoro as cenas dele e cheguei às vezes sentir um nó na garganta por ele. O ator é fantástico!!!
    Espero que a Netflix também renove logo a segunda temporada.
    Amei!
    Bjos
    Mamaci

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ale!
    AAA quero muuito ler essa série, os temas abordados é muito do meu interesse. Os temas são tão importantes e precisam ser debatidos, uma pena que atualmente ainda são vistos como tabus. Acho que com tudo isso só temos o que aprender. Essa foi uma série que eu não fazia ideia que a Netflix iria lançar, mas ainda bem que lançou, né? Espero poder ver em breve!
    Beijos

    http://our-constellations.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Ale, tudo bem?
    Sempre fico com medo de finais abertos, trauma da Netflix cancelando coisas HAHAHA! :(
    Adorei a dica! Fico feliz quando vejo séries jovens que falem de assuntos importantes, é um público que precisa muito disso, já que é uma fase da vida bem complicada.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  4. Amei a dica, estou vendo muitas resenhas sobre essa série e todas dizem que vale a pena assistir!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  5. OI Ale, tudo bem?
    Fé no pai que essa série sai! HAHAH, dessa semana não passaaaaa! Preciso muito voltar a ver, porque vi o começo e adorei. Acho o tema super importante mesmo e a maneira como ele foi mostrado (pelo menos no começo), de uma maneira leve e ao mesmo tempo pesada, meio explícita, porque é necessário sim falar sobre isso, muitas coisas acontecem porque as pessoas não se sentem confortáveis de conversar sobre e tudo se torna um tabu, algo tão simples e natural né?
    Adorei saber que os personagens são aprofundados e que nos emocionamos PORQUE NÓIS GOSTA DE CHORAR MESMO HAHAHAHA
    Vou voltar a ver e te falo!
    Beijoss
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ale, COMO ALGUÉM PODERIA NÃO AMAR O ERIC, MINHA GENTE?
    Ele é maravihosooooooooooo!
    Eu ainda não terminei, mas faltam só dois.
    Eu no começo fiquei meio chocada com algumas cenas mais explícita, mas achei bom que elas foram diminuindo e a história ganhou contornos mais densos.
    Adoro a Maeve e a sua opinião sobre o spoiler foi muito sensata. Realmente foi coerente com a personagem.
    Enfim, com um humor peculiar e ousado Sex Education ganhou meu coração.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  7. Oie
    Ainda não tinha visto este lançamento, mas a trama é boa. Gostei do enredo, acho que vou dar uma chance.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ale!
    AMO uma série que trata de assuntos polêmicos. Nós precisamos de mais programas assim, que toquem na ferida e mostrem a vida real meeeeesmo! Eu ainda não assisti essa série, mas já vou colocar na minha lista pra não esquecer.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  9. Oi Ale! Eu vi os anúncios da série e não dei muita importância, pensei que fosse algo bem superficial. Depois de sua resenha, percebo que merece uma segunda olhada. Vou tentar conferir. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ale! Tudo bem?

    Eu assisti essa série no final de semana e concordo com você em tudo. Essa série é verdadeiramente incrível e mostra o quanto nossa sociedade ainda é falha sobre a questão da educação para jovens e o quanto isso precisa mudar.
    Também estou ansiosa para a Netflix renovar para a segunda temporada.

    Beijos,
    Blog Magia é Sonhar
    Canal Magia é Sonhar

    ResponderExcluir
  11. Oi, Ale!

    Confesso que vi o começo do primeiro episódio e já não curti muito kkk mas tenho visto tantos elogios pra série, além dos pontos que você ressaltou, que talvez eu dê mais uma chance!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi Ale, tudo bem?
    Ainda não assisti a série, mas desde o início o que me chamou a atenção foi a participação da Gillian Anderson! Quero muito ver ela sem ser a agente Dana Scully. Além disso o assunto tratado na série, apesar de não se o que eu procuro para assistir, gosto mais de assuntos relacionados ao sobrenatural, ou investigação criminal, despertou minha curiosidade. E quanto ao que você disse sobre os conservadores, imagino que seja difícil para elas/es assistirem, porém acho uma maneira interessante de estourar a bolha onde vivem e aprenderem a ter mais empatia pelo outro (podem assistir sozinha/o, ninguém vai saber! Hahahahaha)
    Beijos;

    Mente Hipercriativa
    FanPage Mente Hipercriativa

    ResponderExcluir
  13. Com certeza, também acho importante esse abertura para conhecer novas perspectivas.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Ale!
    Eu tava esperando muito essa série, por acompanhar o Aza nas redes sociais e ver promoções da série antes do lançamento. Foi uma surpresa deliciosa ver o sucesso que fez logo nos primeiros dias, e não pude evitar me apaixonar. Sim, o Eric também é meu personagem favorito, acho difícil não ser o de todo mundo ahuiahiuah mas a Maeve é incrível, uma personagem feminina forte e independente, totalmente badass. Amei demais vê-la passar por tantas coisas e ainda continuar de queixo erguido.
    Ótimo post, beijos!
    renatavarelaescreve.blogspot.com

    ResponderExcluir