sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Resenha: Cartas de Amor aos Mortos

Olá amores!

Hoje a resenha é muito complicada para mim, o livro é "Cartas de Amor aos Mortos" da Ava Dellaira publicado aqui no Brasil pela Editora Seguinte
A história é sobre Laurel que após a morte da irmã, muda de colégio e a nova professora de inglês lhe dá uma lição de casa: escrever uma carta para quem já morreu. Faria sentido ela escrever para a irmã? Sim, faria. Mas Laurel tem uma ideia incrível, ela começa a escrever cartas para Kurt Cobain (o guitarrista da banda Nirvana), Judy Garland (a eterna Doroty de O Mágico de Oz), Amelia Earhart (pioneira na aviação nos EUA), Janis Joplin (cantora americana), Amy Winehouse... dentre outras diversas personalidades que me surpreenderam.

Laurel começa fazer paralelos entre a vida dessas pessoas e a dela. Ela conta seu dia a dia e seu passado, como consegue lidar com os seus problemas e sentimentos. Basicamente, é uma história sobre a dor da perda. Sobre você se sentir culpada por algo que realmente você não tem culpa e ainda ter que lidar com as consequências dos atos de outras pessoas.


Me identifiquei tanto com os sentimentos de Laurel que foi uma leitura difícil. Diversas vezes lembrei do meu pai e me pegava pensando no que diria a ele se pudesse. Hoje, quatro anos após sua morte. Acredito que eu esteja passando pelo mesmo processo da personagem, não conseguindo expressar diretamente o que penso e sinto. A evolução é gradativa e escrever realmente é um alívio para a alma.

Ao final do livro, há uma citação de e.e.cummings (um poeta americano que assinava suas obras dessa maneira, com letras minúsculas mesmo) que me marcou demais e resume muito do que eu queria dizer ao meu pai, independente de qualquer coisa que ele tenha feito ou me dito. Peço licença aos meus leitores, mas dedico ao meu pai a seguinte citação (caso queira ler o poema todo, clique AQUI!):

"Eu levo o seu coração (eu o levo no meu coração)

Mas voltando aos pontos importantes da leitura... Achei muito interessante quando Laurel conta a vida das personalidades para quem escreve as cartas, explica desde a infância a morte de Kurt Cobain e Judy Garland, por exemplo. Nos faz ter outra visão da verdade e das aparências. Muitas vezes, senti que a dor era compartilhada com quem lesse, independente da pessoa ter passado por aquilo ou não. 

Outro ponto importante são as maravilhosas reflexões deste livro. Selecionei uma em especial:

"Às vezes, quando falamos, ouvimos um silêncio. Ou apenas ecos. Como gritos vindos de dentro. E isso é muito solitário, só acontece quando não estamos ouvindo de verdade. Significa que ainda não estávamos prontos para ouvir. Porque toda vez que falamos, há uma voz. Existe o mundo que responde.

Identifiquei tanto Deus nesta citação que não consegui deixá-la de lado. Quem me conhece, sabe que a fé é algo importante para eu seguir em frente e é muito reconfortante saber que há sim Alguém me ouvindo e me guiando.

O livro vale muito a pena para uma superação pessoal. É pesado sim, se você está na fase inicial do luto talvez seja difícil passar por algumas partes, mas garanto que é um bom incentivo para você refletir até que ponto a dor pode te afetar. Porém, é importante ressaltar que o enredo não aborda só isso não, há Natalie e Hanna, as duas melhores amigas de Laurel que tentam lidar com a descoberta e aceitação do homossexualismo de uma forma muito bonita. Laurel passa por um grande trauma pessoal na infância que também deve ser superado... ah... e o que dizer de Sky? Um personagem descrito como um bad boy que na realidade se demonstra tão doce... um dos pontos altos do livro, com toda a certeza.



AH, e que trilha sonora hein? Diversas músicas são citadas e com isso, você corre para o Spotify! O que me fez encontrar o perfil da autora Ava Dellaria e ouvir o áudio book do livro, quem quiser conferir só pesquisar "Love Letters Dead" que vai encontrar. Claro que estará em inglês, mas não deixa de ser incrível!

É... acho que essa foi uma das maiores resenhas que eu escrevi e continuaria escrevendo, mas talvez ficasse muito cansativa. Então paro por aqui querendo saber o que você achou da resenha e se ficou com vontade de ler. Ou se já leu, me conte o que achou da leitura. Não darei 5 estrelinhas por um único motivo, foi difícil e talvez eu cortaria algumas partes para não ficar uma leitura tão pesada, a temática e enredo já são complexos o bastante.

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥

- Ale

46 comentários:

  1. Olá!
    Ótima resenha!
    Acho a premissa desse livro tão interessante e geralmente sempre gosto de coisas que remetem aos grandes ídolos do Rock, mas as pessoas sempre dizem para mim: Esse livro é maravilhoso, mas não sei se você vai gostar, Kaio..." NÃO SEI O QUE ACONTECE.
    Daí acabo nem indo atrás
    =D

    http://osdragoesdefogo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Alê,
    Curti muito a proposta desse livro e ainda tem trilha sonora maravilhosa *.*
    Fiquei curiosa como a autora trabalha com as figuras famosas e sobre a resolução.
    Livros de superação são sempre bem vindos.

    Ótima resenha.

    tenha um ótimo final de semana.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  3. Oi, Alessandra! Tudo bem? Menina, eu sou doido para ler esse livro! Eu adoro a premissa dele e acho essa capa linda! *----* Adorei a sua resenha, ela me deixou ainda mais interessado para ler Cartas de Amor aos Mortos! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá Alessandra, tudio bom???
    Obrigada por sua visitinha ao meu blog e eu ameeei, sua resenha, sou louca com esse livro contudo até hoje não comprei.
    Sua resenha só aumentou mais minha vontade lê-lo =D
    Beijinhos

    obs: to te seguindo também flor

    http://acidadeliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Auuuunw,eu fui na livraria ontem pra comprar livro(ah Carol,jura?ahahahah) e daí vi esse livro lá.Não peguei porque não estava afim de chorar,cara,rs.
    Mas a sua resenha ficou linda :)


    beeeijos flor ^^
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Alessandra,
    Obrigada pelo lindo comentário que deixou no meu blog. Também gostei daqui e estou seguindo.
    Sua resenha está ótima. Eu adoro esse livro, ganhei de presente de uma amiga e o primeiro vídeo do meu canal foi sobre ele ♥
    Beijos
    Blog Historiar

    ResponderExcluir
  7. Oi Alessandra!
    Primeira resenha que leio desse livro e percebi que você realmente gostou dele. Também sou dessas que, quando curto um livro, posso escrever até dizer chega.
    Graças a Deus nunca perdi alguém tão próximo mas, estive perto de isso acontecer. Às vezes me pego pensando se isso tivesse acontecido e o que eu teria de fazer.
    Beijos e seguindo
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma situação tão complicada que nem dá para imaginar. :(
      Beijos Luiza

      Excluir
  8. Esse livro tá na minha lista de desejados *.*
    Adorei sua resenha!

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  9. Oii Alessandra!
    Já passei tantas e tantas vezes por esse livro, mas nunca senti vontade de ler. Lendo sua resenha, não sei se consegui sentir as coisas que você sentiu, mas entendi e fiquei morrendo de vontade de ler também e conhecer esse mundo. Já até li o poema e.e. cummings e nossa, que poema lindo!
    Estante de uma Fangirl

    ResponderExcluir
  10. Que historia linda !
    Beijos U&B
    Adriana e Cláudia
    www.unhasebocas.blogspot.com.br
    Instagram @blogunhasebocas
    https://www.facebook.com/pages/Unhasbocas/477832645611169?fref=ts

    ResponderExcluir
  11. Nunca tinha ouvido falar desse livro.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  12. Nunca tinha ouvido falar desse livro.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Eu tenho esse livro aqui em casa, mas ainda não cheguei a ler a obra, que parece ser super bacana, mas ando sem tempo de ler outros livros. Só nas férias agora.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei bem como é só ter as férias para ler :(
      Beijos Ines

      Excluir
  14. Oi Alê, tudo bom?
    Querida, já conhecia esse livro, mas não tinha visto uma resenha tão positiva sobre ele (apesar das suas quatro estrelinhas eu vi como uma resenha bem positiva) e também a questão da dor... Acho que é um tipo de livro tipo aquele "Adeus por enquanto" mas de uma forma diferente. Eu tinha começado a ler ele e achei bacana o livro dividido em cartas - os capítulos acabam sendo curtos mas carregados de emoções, não? Acabei deixando de lado por estar lendo só no Kobo, mas agora que estou lendo mesmo, eu vou ver se pego ele pra ler depois que terminar esse <3
    linda mesmo a passagem que você colocou em homenagem para seu pai <3
    Também levo muito a fé em minha vida, Alê, eu acredito ser muito importante, algo que nos guia e nos guarda sabe...
    Adorei!

    minina, tive que te indicar na TAG
    aquela tag é muito amorzinho <3
    hehehe quando fizer vai correndo me chamar que eu venho ver tá? :D

    Agora vamos voltar aos assuntos:
    - Eu li só Perdida e AMEI, mas não li Encontrada e agora saiu Destinado e <3 gente, onde clica pra te apertar? que fofa! hahahahah vc comprou o com luz interna? <3333


    Um beijo!
    Pâm - www.interruptedreamer.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou te responder lá no seu blog *-*
      Obrigada meeesmo!
      Beijos

      Excluir
  15. Eu ainda não li, mas me encantei com os quotes que você selecionou *_*

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Ale!
    Sempre via muita gente comentando sobre este livro na época do lançamento, mas não quis ler por causa dos inúmeros comentários negativos que vi. Gostei muito de conferir sua opinião, deve ser uma obra que te emocionou muito!
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Parece que é um livro que fala de questões delicadas.

    http://jj-jovemjornalista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Caramba...muito interessante.
    Sinto muito pelo seu pai. :/


    Bjim ...
    blog Usei Hoje

    ResponderExcluir
  19. Oiii!

    Alê, eu já vi diversas resenhas super negativas para essa obra e é engraçado como isso muda devido a experiencia de vida. Imagino como foi dificil continuar a leitura pensando no seu pai que com certeza tem orgulho da filha onde é que ele esteja.

    Eu particularmente perdi a vontade de ler essa obra >< Mesmo com seus elogios, eu não leria no momento.
    Mas nunca digo nunca.
    A resenha está ótima e é sempre bom quando temos muuuito a falar né? Eu particularmente adoro :D


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo que esse livro é de fases Ani, quem sabe um dia?
      Beijos e obrigada

      Excluir
  20. Oi, tudo bem?
    Achei incrível sua resenha.
    Meus pêsames e imagino como deve ter sido difícil a leitura.
    Eu li esse livro e sofri muito, não por ter passado por algo parecido, mas por me envolver de uma forma absurda com o enredo. Acho esse livro maravilhoso, singelo como é possível ser perante a dor.

    bj

    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Jess! é difícil, mas reconfortante.
      Beijos

      Excluir
  21. Esse livro é realmente tudo de bom! Gostei muito da leitura e também curti essa parte que a autora aproveitava a deixa para explicar sobre a vida de cada famoso. Não me identifiquei como você, mas amei Laurel e seu crescimento pessoal!
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Laurel tem uma evolução visível.
      Beijos Paloma

      Excluir
  22. Oi
    Já ouvi falar muito desse livro e apesar de todos os comentarios positivos, muitos o comparam com As vantagens de ser invisivel e eu não gostei desse livro. E outro ponto que me fez ficar com um pé atras e por se tratar de um romance epistolar!
    Gostei dá resenha, talvez um dia mude de ideia e leia a obra.
    beijo
    http://www.leituraseloucuras.com.br

    ResponderExcluir
  23. Já ouvi falar desse livro, mas nunca tinha lido nenhuma resenha sobre ele. Adorei o estilo da história, ultimamente ando muito ligada a histórias emocionantes!
    bjs
    blogtrashrock.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz em ser a primeira a te 'apresentá-lo'
      Beijos Mah

      Excluir
  24. Olá!!

    Linda resenha! Pretendo fazer a minha em breve!
    Só teve uma coisa que não gostei nesse livro: May. Depois de algumas, eu achava ela tão insuportável, que achei melhor ela ter morrido mesmo.
    No mais, lindo e reflexivo livro.

    Abraços!!

    ResponderExcluir