quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Resenha: Sra. Poe

Olá pessoas!

Hoje a dica é de um livro recebido na ação de marketing do Grupo Editorial Record, "Sra Poe" foi escrito por Lynn Cullen e publicado pela Bertrand Brasil. Eu não conhecia a obra e foi uma grande surpresa recebê-lo, a capa é bem a minha cara e eu já quis começar a lê-lo logo...


O enredo se baseia em dois escritores que realmente existiam, Edgar Allan Poe e Frances Osgood. Não encontrei nenhuma informação se o livro é verídico ou não, porém se sabe que Frances trocava poemas amorosos com Poe, importante ressaltar que alguns foram publicados. Ou seja, eu já me envolvi com a história logo de início. Poe era casado com Virgina, uma moça adoentada (ela tinha tuberculose), mas mesmo assim nada impediu o famoso autor de se envolver com Fanny (como Frances era conhecida). 

Uma história extremamente bem condizida e rica. Eu adorei a premissa e como tudo se encaixa com a realidade. Foi confirmado que Poe parou de beber (mesmo conhecido por seus excessos com o álcool) para impressionar Fanny.


Acredito que o único problema tenha sido a linguagem utilizada. É entre um clássico e um livro moderno. Muito fiel sim a época retratada, mas Lyn Cullen é o tipo de autora atual que deveria ter nascido alguns séculos atrás. Não foi algo fluído, talvez seja por isso que demorei muito para terminar a leitura. 

Os pontos ganhos do livro são pela criatividade da autora e pelo enredo em si. Que sensacional essa história entre pessoas famosas por sua literatura. Os poemas de ambos estão a disposição para nossa análise, realmente tudo pode ter acontecido. Destaque para o final do livro que foi emocionante. 

Recomendo a leitura por ter traços de literatura clássica. Não pegue o livro se está a procura de algo rápido e gostoso de ler, é um livro para se pensar durante a leitura. Vale a pena sim, mas tenha em mente que é preciso paciência para a história evoluir.

Minha Classificação: ♥ ♥ ♥

- Ale

14 comentários:

  1. Vi esse livro em outro blog e realmente não me interessei. A sinopse é boa e tudo, mas não curto muito essa linguagem clássica, me deixa desanimada. A capa também não me chamou atenção! Sua resenha está muito boa!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Ale.
    Tudo bem?
    Não conhecia esse livro não, mas achei bem interessante. Com certeza essa linguagem que deve ser super rebuscada me incomodaria um pouco, mas gosto dessa mistura de biografia e ficção.

    Bjão.
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. A mistura é válida, mas a linguagem desanima.

      Excluir
  3. Oi Ale!
    O livro parece ser bem legal mas não faz muito meu estilo :C

    Beijos,
    Natália.

    www.doprefacioaoepilogo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Alê!
    Fico super em dúvida quando o livro tem a linguagem assim, sempre fico confusa na leitura e isso desanda. Mas adorei a resenha!
    Beijos!
    Borboletas de Papel | InstagramFanpageTwitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, é diferente e desafiador, mas as vezes, desanima!

      Excluir
  5. Hello, boa noite!

    O livro parece ser bem interessante, mas não faz muito meu estilo.
    Bjs!

    Refúgio da Ju

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ale! Tudo bem? Infelizmente não tenho muito interesse de ler o livro. Não gosto da capa nem da premissa dele, mas adorei a resenha! :)

    Assisti o 2x01 de Scream Queens e infelizmente não curti tanto. Terça conto tudo lá no blog! ;)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fala, precisamos conversar sobre Scream Queens com urgência!

      Excluir
  7. Oi, Ale!! Tudo bem?
    Estou com esse livro aqui em casa e apesar da premissa ser muito interessante e de estar ansiosa para ler, ainda não arranjei tempo livre. Estou vivendo uma correria só e agora que você disse que a leitura não é rápida.. bem, vou ler antes do final do ano, isso eu sei, rs.
    Não sabia das trocas de cartas na vida real e esse fato do autor ter parado de beber para impressionar a poetisa é bem bacana, mas não aceito bem triângulos amorosos com traição.. vamos ver, né?
    Beijos,

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir